Soprano lírico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde janeiro de 2010). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Extensões vocais
Femininas
Soprano
Meio-soprano
Meio-contralto
Contralto

Masculinas

Sopranista
Contratenor
Haute-contre
Tenor
Baritenor
Barítono
Baixo-barítono
Baixo

Outras classificações

Buffos
Vozes brancas
Vozes raras
Vocal gutural

Soprano lírico é o timbre típico do soprano: é sonoro, aveludado, redondo, com uma homogeneidade ao longo dos registros. Possui uma aptidão natural ao legato expressivo e rico em matizes e harmônicos. Sua maior riqueza de cores e tessitura mais centrada no registro médio ou central levam esse tipo de voz a ser muito utilizado em papéis de heroínas, como a famosa Mimi, de La Bohemè. Alguns sopranos líricos, possuindo um timbre mais escuro e maior extensão grave, podem passar a cantar, na fase madura de suas carreiras, papéis para soprano lírico-spinto, mas isso não ocorre com todas elas. Sua tessitura usual é do Dó3 ao Ré5.

Na França[editar | editar código-fonte]

É dividido em duas categorias Soprano demi-caractere, uma voz jovem de soprano lírico que é sempre brilhante e num tom linear mais claro, ou um soprano Lirico leggero maduro. E a categoria Soprano grand-Lyrique, um soprano lírico maduro e bem encorpado que requer um fino senso de caracterização lirica muito doce e amorosa.

Na Alemanha[editar | editar código-fonte]

É dividida nas categorias Deutche Soubrette sopran, que é a categoria do soprano lírico ainda jovem, uma voz alegre e maleável; De aparência física delicada; e uma excelente atriz. O Soubrette é na opera equivalente à ingênua da Broadway. É importante que uma cantora nesta categoria possua um excelente comando da língua alemã, desde que muitos dos papéis para esta voz em Opera e Opereta. Inclui extensivos diálogos ou recitativos. É extremamente importante nesta voz ser favoravelmente cheia desde que muitas delas fiquem cantando na voz media. Por esta razão é bom conceber que o Deutsche Soubrette alemão é como que equivalente ao Young Lyric soprano (Jovem Lírico soprano americano), uma cálida voz de soprano com uma extensão de Dó a Dó. Um típico papel para Deutsche Sobrette é Ännchen em Der Freidchütz. Esta voz é obrigada ser flexível embora não é necessário possuir notas extremamente agudas. Outros típicos papéis de Deutsche Soubrette incluem: Leonora em Fidélio, Despina em Cosi fan tutte e Musetta em La Boheme. Poderia cantar também muito dos papeis de coloratura provida para vozes com notas agudas e flexíveis o suficiente.

E na categoria Lyrischer (Hoher) sopran que é a categoria do soprano lírico maduro, a categoria da apaixonada, a amorosa, uma voz maleável com uma bela qualidade madura e uma linha nobre. O nome é enganoso para os americanos. O Lyrischer (Lyric) não produz um meio termo, nesta instancia, leve, mas, preferivelmente a habilidade para sustentar uma linha com maior voz e uma linha de legato abundante do que as cantoras de categoria spiel (cômica). Isto é na realidade o Lyrischer sopran alemão é equivalente ao Spinto Soprano americano. Os importantes papéis dessa categoria são: Pamina em Die Zauberflöte, Mimi em La Boheme, Rosalinda em O morcego, e Micaela em Carmem. Em consideração a aparência, o Lyrischer Sopran é obrigado a possuir uma maior maleabilidade, ainda personalidade simpatizante mais do que os Soubrettes; Ela deve ser atrativa, encantadora e verdadeiramente feminina no palco. Apesar de que é improvável para o Lyrischer sopran maduro movimentar entre uma categoria aguda (a voz necessita do metálico da categoria Dramatich) uma jovem cantora de categoria Jugendlich – Dramatic poderia cantar papéis de Lyrischer Sopran.

Registros[editar | editar código-fonte]

Registro agudo[editar | editar código-fonte]

Não é muito ideal para virtuosismos vocais e papéis de coloratura, não excedendo o Ré5, na sua tessitura lírica. É brilhante, doce e muito harmônico, sem presença de metal na voz.

Registro central[editar | editar código-fonte]

É aveludado, brilhante e sensual. Possui geralmente um veludo e uma riqueza que lhe conferem tons amáveis, joviais e apaixonantes.

Registro grave[editar | editar código-fonte]

É de média intensidade e já possui um certo efeito na emissão. Além de a extensão grave ser geralmente maior, a emissão possui mais corpo e personalidade.

Coloratura[editar | editar código-fonte]

O soprano Lírico puro com extrema agilidade e grande extensão no registro agudo. No entanto, enquanto o soprano lírico possui um timbre mais cheio e redondo, o timbre do lírico-coloratura é geralmente mais agudo e brilhante. Comparado ao lírico-leggero, sua voz tem mais intensidade, veludo e homogeneidade entre os registros, mas ainda requer uma nobre linha vocal lírica. Sua tessitura para coloratura tem uma extensão do Dó3 ao Fá5.

Na França[editar | editar código-fonte]

É incluído na categoria Soprano Lyrique coloraturè, que compreende os sopranos líricos e líricos-leggeros que são capazes de fazer coloratura.

Na Alemanha[editar | editar código-fonte]

É destacada na categoria Dramatischer Koloratur sopran, uma voz flexível com uma extensão aguda mais pujante, uma nobre linha lírica, e capacidade de dramatismo irrompido. É uma verdadeira categoria especial e que não é facilmente compreendida pelos americanos. A habilidade para cantar passagens de coloratura é importante, é como o Koloratur soubrette, porem, a voz deve possuir uma bela linha do soprano Lírico, com boa essência capaz de irrompidos dramáticos. Os típicos papéis incluem Fiordiligi em Cosi fan tutte, Violetta em La Traviatta, e Kostanza em Die Entführung aus dem Serail. O papel da Rainha da Noite em Die Zauberflöte é um papel especializado e não necessariamente cantado por uma cantora dessa categoria. Esta voz é também requerida usualmente em papéis italianos inclusive na musica para voz de coloratura. O tipo de caráter retratado é muitas vezes uma figura sublime do que aquela apresentada do Lyricher Sopran ou do Soubrette. É possível para uma cantora de categoria Dramatischer Koloratur cantar papéis de categoria Lyrischer Sopran.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Alguns papéis com coloraturas[editar | editar código-fonte]

Papéis mais líricos[editar | editar código-fonte]

Cantoras de óperas[editar | editar código-fonte]

Sopranos lírico famosas[editar | editar código-fonte]

Lírico de Coloratura[editar | editar código-fonte]

Lírico Puro[editar | editar código-fonte]