Soul Crusher

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Soul-Crusher
Álbum de estúdio de White Zombie
Lançamento novembro de 1987
Gravação 22 de agosto de 1987
nos estúdios FunCity, Nova Iorque
Gênero(s) Noise rock
Duração 37:40
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) Silent Explosion, Caroline Records
Cronologia de White Zombie
Último
Último
Psycho-Head Blowout
(1986)
Make Them Die Slowly
(1989)
Próximo
Próximo

Soul-Crusher é o álbum de estréia da banda de noise rock White Zombie. Ele foi lançado em novembro de 1987 em LP pela própria gravadora, "Silent Explosion". Em 1988, o álbum foi re-editado pela Caroline Records. Existem apenas 2.000 cópias de cada selo, tornando uma raridade entre colecionadores. Apesar de seu lançamento inicialmente limitado e status relativamente desconhecido da banda, o álbum ganhou a admiração de músicos populares, como Kurt Cobain, Iggy Pop e Thurston Moore. [1] [2] [3]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 4 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svg [1]
Robert Christgau D+ [4]
Piero Scaruffi 7 de 10 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svgStar empty.svgStar empty.svg [5]

A recepção do álbum, na época, foi positiva. Uma quantidade significativa de elogios foram dirigidas as contribuições líricas criativas e bizarras de Rob Zombie. Sean Yseult lembra que "Os críticos pareciam gostar das letras psicóticas de Rob". [3] Críticos profissionais de música ocasionalmente listam-o como sendo um álbum de noise rock de maior destaque da carreira da banda. Bradley Torreano do Allmusic concedeu 4 estrelas de 5, elogiando as letras. O historiador Piero Scaruffi deu nota 7 de 10, citando-o como uma das maiores obras da banda e julgando como um dos melhores discos dos anos 80. [5] Billy Lucas e David Stubbs da revista Melody Maker elogiou a arte da capa, as letras, a violência das guitarras e os "vocais grunidos" do álbum [6] Os revisores da revista Sounds deram ao álbum 3 de 5 estrelas, citando que o álbum contém "Pouco arranjo, sem melodia, apenas uma cacofonia desagradável, que proíbe o barulho do noise rock". [7] Iggy Pop, o ex-"frontman" do The Stooges, foi um admirador do álbum e o lista como um de seus discos favoritos de 1988, segundo a revista Rolling Stone. [8]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as letras escritas por Rob Straker, todas as músicas compostas por White Zombie.

Lado A
N.º Título Duração
1. "Ratmouth"   3:41
2. "Shack of Hate"   2:55
3. "Drowning the Colossus"   4:54
4. "Crow III"   3:50
5. "Die Zombie Die"   4:07
Lado B
N.º Título Duração
1. "Skin"   3:37
2. "Truck on Fire"   4:06
3. "Future Shock"   3:10
4. "Scum Kill"   3:42
5. "Diamond Ass"   3:40

Musicos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b allmusic. Soul Crusher (em inglês). Visitado em 8 de março de 2013.
  2. RZR Interview (3 de dezembro de 2002). Sean Yseult Interviewed (em inglês). Visitado em 8 de março de 2013.
  3. a b Yseult, Sean. "Soul-Crusher". I'm in the Band'. [S.l.: s.n.], 2010. p. 27.
  4. Christgau, Robert. "White Zombie". robertchristgau.com. Retrieved on March 28, 2010.
  5. a b Scaruffi, Piero. "White Zombie". pieroscaruffi.com (Italian). Retrieved on July 31, 2008.
  6. Lucas, Billy. "Soul-Crusher Review". Melody Maker. June 4, 1988. Cited July 16, 2010.
  7. "Soul-Crusher Review". Sounds Magazine. 9 de janeiro de 1988. Citado em 31 de julho de 2008
  8. Yseult, Sean. I'm in the Band. 2010. pg. 26, cited January 9, 2011.