Soure (Pará)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde setembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Município de Soure
""Capital do Marajó"
"Pérola do Marajó"
"Capital Informal do Marajó""
Bandeira de Soure
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Fundação 20 de janeiro de 1847
Gentílico sourense
Lema Que o raio de teu sol nos ilumine
Prefeito(a) João Luiz (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Soure
Localização de Soure no Pará
Soure está localizado em: Brasil
Soure
Localização de Soure no Brasil
00° 43' 01" S 48° 31' 22" O00° 43' 01" S 48° 31' 22" O
Unidade federativa  Pará
Mesorregião Marajó IBGE/2008 [1]
Microrregião Arari IBGE/2008 [1]
Distância até a capital 80 km
Características geográficas
Área 3 512,863 km² [2]
População 22 995 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 6,55 hab./km²
Altitude 10 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,615 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 72 927,894 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 278,54 IBGE/2008[5]
Página oficial

Soure é um município brasileiro do Estado do Pará. Pertence a Mesorregião do Marajó, e a Microrregião do Arari. Localiza-se a uma latitude 00º43'00" sul e a uma longitude 48º31'24" oeste, estando a uma altitude de 10 metros. Sua população estimada em 2010 era de 23.001 habitantes, segundo o IBGE. Está localizada à 80km da capital paraense, Belém.

Fundada em 20 de Janeiro de 1847 por Francisco Xavier de Mendonça Furtado, a "capital informal" da Ilha de Marajó (que pertence ao Estado do Pará) tem cerca de 20.000 habitantes. Dali pode-se passear por rios e igarapés,visitar fazendas de búfalos ou simplesmente curtir as praias. Não deixe de ver as danças típicas (carimbó e lundu) e de experimentar as frutas amazônicas (cupuaçu,taperebá,bacuri,açaí). O grande atrativo turístico da cidade é principalmente os passeios pelas fazendas e pelas praias de grande conhecimento turístico.

História[editar | editar código-fonte]

O atual município de Soure, localizado na zona fisiográfica de Marajó e ilhas, fora primitivamente, uma aldeia dos índios Muruanazes, onde se modificaram alguns missionários, nos tempos coloniais. Em meados do século XVIII, se constituía na freguesia de Menino Deus. Nessa época, em 1757, chegou para governar o estado do Pará, Francisco Xavier de Mendonça Furtado. Objetivando criar município no interior da Amazônia, fez com que a localidade fosse elevada à categoria de Vila com a denominação de Soure, dando-lhe assim, autonomia municipal, com a qual entrou para a independência.

Em 1833 a vila foi extinta, sendo novamente criada em 1847. Entretanto, o seu território permaneceu anexado ao do município de Monsarás até 1859, quando ocorreu a instalação do município de Soure.

Após a proclamação da República, em 1890, foi criado o Conselho de Intendência Municipal. Nesse mesmo ano, Soure obteve foros de Cidade.

O topônimo, de origem portuguesa, é o nome de uma antiga Vila concelhia do distrito de Coimbra, que no tempo dos romanos se chamou Saurium-Jacaré.

Clima[editar | editar código-fonte]

Por estar próximo ao Oceano Atlântico e ao nível do mar, o clima predominante em Soure é o quente úmido (média 27º C). É uma área receptora de vento (ciclonal), por isso, sempre há estabilidade no tempo, mesmo com o período de chuvas abundantes (3.000 mm anuais) de janeiro a março, proporcionais pelas massas de ar Equatorial Atlântica (quente) vinda do mar, e da Equatorial Continental (quente) vinda da Amazônia ao receber a dominância da massa Polar Atlântica (fria) do sul do país ou no verão forte de agosto a dezembro, proporcionado pelas massas Equatorial Atlântica e Equatorial Continental.

Educação[editar | editar código-fonte]

Soure vem mostrando força quando o assunto é Educação. A Capital Marajoara abriga o terceiro melhor estabelecimento de ensino da Ilha de Marajó. Soure possui quatro escolas públicas pertencentes ao Governo do Estado do Pará, Edda de Souza Gonçalves, Gasparino Batista da Silva, Escola Zeneida Lima de Araújo na zona rural e o Instituto Stella Maris, que segundo a própria população sourense, é a melhor escola de Soure, e a terceira melhor do Marajó, segundo o IDEB. Além das quatro escolas pertencentes à SEDUC (Secretaria do Estado de Educação), Soure possui escolas que pertencem ao município, com Ensino Infantil e Fundamental, além de escolas nas localidades mais distantes da zona urbana.

Veja abaixo a lista de escolas que atuam em Soure:

  • Zona Urbana

E.M.E.F Dom Alonso

Escola Centro Filantrópico de Soure

E.R.C de Ensino Fundamental "Ir. José Moisés Batista Pereira" (Escola da Fraternidade)

Escola Dom Alquílio

E.M.E.F Alacid Nunes

E.M.E.F Raimundo Ramos

E.M.E.F Dagmar Gonçalves

E.M.E.F Santana de Tucumanduba

E.M.E.F Antônia Tavares

E.R.C Instituto Stella Maris

E.E.E.F.M "Edda de Souza Gonçalves"

E.E.E.F.M "Prof Gasparino Batista da Silva"

E.M.E.F Cel. Alberto Engelhard

  • Zona Rural

Escola Raimundo Ramos (Pedral)

Escola Santa Luzia

Escola Alzira Araújo

Escola Joana Cabral

Política[editar | editar código-fonte]

Divisão Geográfica[editar | editar código-fonte]

Politicamente, Soure é dividida em dois distritos: Distrito de Soure e Distrito do Pesqueiro; o Distrito de Soure é dividido em 8 (oito) bairros, são eles: Centro (que é o principal bairro da cidade), São Pedro, Matinha, Umirizal, Pacoval, Bairro Novo, Tucumanduba e Macaxeira. O Distrito de Pesqueiro, por sua vez, abriga a Vila e Praia de mesmo nome, Comunidade do Pedral, Céu, Caju-Una, e por várias fazendas.

Até o ano de 1901, a cidade de Salvaterra era parte da cidade de Soure, formando assim o Distrito de Salvaterra. Mas, o distrito foi desmembrado e se tornou independente, deixando de pertencer a Soure.

Eleição de 2012[editar | editar código-fonte]

Em 2012 foi eleito o Prefeito João Luiz pelo PT.

Limites[editar | editar código-fonte]

O município de Soure possui 3.051 km² e seus limites são:

Ao Norte - Oceano Atlântico, rio Amazonas e o município de Chaves - começa na foz do rio Tartaruga, no rio Amazonas, segue pela Costa, envolvendo as ilhas de percurso até a foz do rio Paracauari, na Baía de Marajó (rio Pará).

Ao Sul - Salvaterra - Começa na Baía de Marajó, na foz do rio Paracauari, subindo por este até suas cabeceiras, desta alcança por uma reta o ponto meridional do lago Guajará.

A Leste - Município de Cachoeira do Arari - começa na ponta meridional do lago Guajará, o qual contorna, deixando-o para Cachoeira do Arari, até alcançar sua ponta norte: desta vai por uma reta até a foz do igarapé Jararaca, no rio Tartaruga.

Círio de Nossa Senhora de Nazaré[editar | editar código-fonte]

É realizado anualmente, mais precisamente no 2º domingo de Novembro, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré em Soure, conhecido por ser um dos mais originais do Pará e o maior do Marajó. Com saída da Igreja de São José, no bairro do São Pedro, a imagem da santinha percorre 4 km em 5 horas e meia de procissão, onde vários romeiros acompanham a santa montados em cavalos e búfalos, e é claro vários preferem ir a pé segurando a corda, que de alguns anos pra cá, vem sendo tanto disputada quanto a do Círio realizado em Belém.

As festividades do Círio, em Soure, se iniciam na quinta-feira que antecede o 2º domingo de Novembro com a cerimônia de descida da Imagem do altar e com o traslado da imagem até a Escola "Profª Edda de Souza Gonçalves", onde a santa passa a noite para que no dia seguinte, bem cedo, saia em procissão. As festividades terminam logo após a procissão em volta do parque de diversões e do show pirotécnico, que é realizado na meia-noite do domingo sucessor ao Círio (3º domingo de Novembro). A "quadra nazarena" se encerra oficialmente após a cerimônia de subida da imagem para o altar, onde fica durante o ano todo.

O Círio de Nossa Senhora de Nazaré, em Soure, é composto por 8 romarias oficiais, são elas: Romaria dos Estudantes, Pré-Trasladação, Romaria Motorizada, Romaria Fluvial, Romaria das Crianças, Ciclo-Romaria, a tradicional Trasladação, e a grande procissão do Círio.

Cidades-Irmãs[editar | editar código-fonte]

Cachoeira do Arari, Pará

Salvaterra, Pará

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 21 de setembro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.