Sousa (apelido)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão da família Sousa

Sousa é um sobrenome da onomástica da língua portuguesa. Em castelhano a versão é Sosa e no Brasil é comum a grafia arcaica Souza. O apelido é de origem toponímica.

Origem[editar | editar código-fonte]

A origem do sobrenome encontra-se numa antiga família de Portugal, que teve origem nos reis visigodos, como deduzem os genealogistas em gerações seguidas até o primeiro do apelido, que foi D. Egas Gomes de Sousa, nascido em 1035 e que o tomou de suas Terras de Sousa. Foi ainda senhor de Novelas e Felgueiras, governador da comarca de Entre Douro e Minho e valente batalhador. Recebeu-se com Dona Châmoa Gomes, chamada Gontinha (ou Goncinha) Gonçalves, filha de D. Gonçalo Trastamires de Maia e de D. Mécia Rodrigues e trineta de D. Ramiro II, Rei de Leão. Deste matrimónio nasceram filhos que continuaram o apelido de Sousa, a saber:

  1. Mem Viegas de Sousa (1070 - 1130) casado com Teresa Fernandes de Marnel
  2. Gomes Viegas
  3. Paio Nunes de Sousa

Sua sexta neta, com uma quebra de varonia, Dona Maria Pais Ribeiro, senhora da Casa de Sousa, casou com D. Afonso Dinis, filho ilegítimo de D. Afonso III, e de Dona Maria Peres de Enxara, dando princípio ao ramo dos Sousa, Senhores de Arronches. Hoje chefiada pelo Duque de Lafões.

De Dona Inês Lourenço de Valadares, também descendente de D. Egas Gomes de Sousa pela mesma forma que Dona Maria Pais, de quem era prima coirmã, proveio pelo casamento com D. Martim Afonso, chamado O Chichorro, filho ilegítimo de D. Afonso III e de Madragana Ben Aloandro (depois chamada Mor Afonso, filha do último alcaide do período mouro de Faro, o moçárabe Aloandro Ben Bakr), o ramo dos Sousa conhecidos por Sousa Chichorros ou Sousas do Prado, por terem o senhorio desse lugar.

Armas de Brasão[editar | editar código-fonte]

As armas primitivas dos Sousas eram de vermelho, uma caderna de crescentes de prata.

Brasão da família Sousa

As armas dos Sousa de Arronches são: Esquartelado: o primeiro e o quarto com as armas antigas do reino de Portugal (de prata com cinco escudetes de azul postos em cruz, cada um deles carregado de cinco besantes do primeiro esmalte dispostos em sautor. Filetado de negro em contrabanda, bordadura de vermelho com sete torres de prata); o segundo e o terceiro de vermelho com uma caderna de crescentes de prata.

As armas dos Sousa do Prado são: Esquartelado: o primeiro e o quarto de prata, com cinco escudetes de azul postos em cruz, cada escudete carregado de cinco besantes do primeiro esmalte, postos em sautor; o segundo e o terceiro de prata com um leão rampante de púrpura. Timbre: o leão do escudo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]