Sovkhoz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Sovkhoz (em russo совхоз, forma abreviada de советское хозяйство, translit. sovetskoe khozjajstvo) é geralmente traduzido como fazenda estatal. Os sovkhozy diferem dos kolkhozy, que eram de propriedade coletiva.

Os sovkhozy foram criados mediante a expropriação dos kulaks, por ocasião da campanha de coletivização lançada por Stalin depois de 1928. Os membros de um sovkhoz eram coloquialmente chamados "sovkhozniki".

Em 1990, a URSS tinha 25.500 fazendas, sendo 45% sovkhoz e 55% kolkhoz. O tamanho médio dos sovkhoz era duas vezes maior que o do kolkhoz.

Com a mecanização das lavouras, esperava-se aumentar a produtividade agrícola, acumulando-se assim a renda necessária para a sustentação dos grandes projetos de eletrificação e industrialização. Porém a resistência dos kulaks foi muito além das expectativas. Mataram seu gado, inutilizaram suas ferramentas e, em muitas regiões, rebelaram-se abertamente contra o regime. Stalin foi implacável. Mobilizaram-se inclusive forças do Exército para cumprir o projeto de coletivização. Milhões de kulaks foram condenados a trabalhos forçados e deportados para os campos siberianos.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre a União Soviética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.