Space Shanty

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Space Shanty
Álbum de estúdio de Khan
Lançamento 1972
Gênero(s) Rock progressivo
Duração 46:09
Gravadora(s) Dream
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Space Shanty é o único álbum de estúdio da banda inglesa Khan, lançado em 1972. O Khan tinha entre seus membros dois dos maiores expoentes da chamada cena Canterbury: Steve Hillage e Dave Stewart - ambos já haviam trabalhado juntos no Uriel, banda que deu origem ao Egg.

A sonoridade de Space Shanty é tipíca das bandas da cena Canterbury, ou seja, várias influências de jazz, desde as composições até os metódos de improviso, aliadas à psicodelia. Como diferencial, o Khan traz uma proximidade maior com o space rock, criando um som vagamente similar ao que o Gong começaria a fazer quando recebesse Hillage entre seus membros.

O álbum até hoje é um marco na história do rock progressivo, considerado por muitos um disco essencial, o que lhe provê uma grande procura.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Space Shanty" — 8:59
  2. "Stranded" — 6:35
  3. "Mixed Up Man of the Mountains" — 7:14
  4. "Driving to Amsterdam" — 9:22
  5. "Stargazers" — 5:32
  6. "Hollow Stone" — 8:16

Músicos[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.