Spacehab

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde julho de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
O Spacehab instalado dentro da área de carga do ônibus espacial.

Spacehab, Inc. é uma companhia aeroespacial[necessário esclarecer] sediada no Texas, Estados Unidos, perto do Centro Espacial Lyndon Johnson, o quartel-general[necessário esclarecer][porquê?] da NASA, em Houston. A empresa fornece produtos comerciais espaciais[vago] para a NASA, para o Departamento de Defesa dos Estados Unidos, agências espaciais internacionais e clientes diversos ao redor do mundo.[carece de fontes?]

Desde sua utilização inicial em 1984, os módulos Spacehab – um compartimento pressurizado que permite aos astronautas trabalharem dentro dele – e compartimentos integrados de carga, que voam instalados dentro da área de carga dos ônibus espaciais, forneceram tecnologia e facilidades espaciais a 22 missões do programa, incluindo oito missões de suprimentos à Estação Espacial Internacional e sete à estação espacial russa Mir.[carece de fontes?]

O mais recente hardware desenvolvido pela empresa é o novo compartimento de carga permanente chamado de External Stowage Platform (ESP-2), atualmente instalado numa das câmaras pressurizadas da ISS.[carece de fontes?]

A unidade de negócios da Spacehab voltada a contratos com o governo auxilia a NASA nos programas de controle de dados e configuração de hardware, incluindo a ISS; no desenvolvimento e fabricação de hardware espacial especializado e em serviços de apoio à segurança e qualidade. Durante seus mais de 25 anos de existência, a Spacehab tem uma carteira contratos com vendas superiores a um bilhão de dólares.

O vôo inaugural do módulo duplo de pesquisas Spacehab lançado em janeiro de 2003 com a missão STS-107 da Columbia, terminou quando a nave se desintegrou na reentrada da atmosfera. Em janeiro de 2004, a empresa moveu um processo formal contra a NASA, num total de 87,7 milhões de dólares pela perda do laboratório causada pelo acidente. Em fevereiro, pouco após a tragédia, a empresa havia recebido 17,7 milhões de dólares de seu seguro particular[carece de fontes?] e em outubro de 2004, a agência espacial pagou à companhia 8,2 milhões. Em fevereiro de 2007, a empresa retirou todos os processos contra a NASA.[carece de fontes?]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]