Spartacus (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Spartacus
Spartacus (PT/BR)
Estados Unidos
1960 • Cor • 184 min 
Direção Stanley Kubrick
Produção Edward Lewis
Produção executiva Kirk Douglas
Roteiro Dalton Trumbo
Baseado em Howard Fast
Narração Vic Perrin
Elenco Kirk Douglas
Laurence Olivier
Peter Ustinov
John Gavin
Jean Simmons
Charles Laughton
Tony Curtis
Género épico
drama
histórico
Idioma inglês
Música Alex North
Direção de arte Eric Orbom
Figurino Valles
Bill Thomas
Cinematografia Russell Metty
Edição Robert Lawrence
Estúdio Bryna Productions
Universal Pictures
Lançamento 7 de outubro de 1960

Spartacus é um épico norte-americano de 1960, realizado por Stanley Kubrick, e que conta a história do escravo romano Espártaco. O roteiro, escrito por Dalton Trumbo, é baseado em romance homônimo de autoria de Howard Fast, publicado em 1951.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Spartacus é um homem que nasceu escravo, labuta para o Império Romano enquanto sonha com o fim da escravidão. Ele, por sua vez, não tem muito com o que sonhar, pois foi condenado à morte por morder um guarda em uma mina na Líbia. Mas seu destino foi mudado por Batiatus, um lanista (negociante e treinador de gladiadores), que o comprou para ser treinado nas artes de combate e se tornar um gladiador. Até que um dia, dois poderosos patrícios chegam de Roma, um com a esposa e o outro com a noiva.

As mulheres pedem para serem entretidas com dois combates até à morte e Spartacus é escolhido para enfrentar o gladiador Draba, que vence a luta mas se recusa a matar seu opositor, atirando seu tridente contra a tribuna onde estavam os romanos. Este nobre gesto custa a vida do gladiador e enfurece Spartacus de tal maneira que ele acaba liderando uma revolta de escravos, que atinge metade da Itália. Inicialmente, as legiões romanas subestimaram seus adversários e foram todas massacradas. Quando o senado romano toma consciência da gravidade da situação, decide reagir com todo o seu poder militar indicando o ambicioso general Marco Licínio Crasso, atribuindo-lhe poderes extraordinários para deter a revolta e capturar Spartacus.

Elenco[editar | editar código-fonte]

O diretor Kubrick dirigindo uma cena com Kirk Douglas

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme foi gravado em Madrid na Espanha e na Califórnia. Saul Bass foi o responsável pelos créditos de abertura. O diretor Anthony Mann iniciou as filmagens, porém desentendimentos com o produtor executivo Kirk Douglas, resultaram em sua substituição por Stanley Kubrick.[1]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Oscar 1961 (EUA)

BAFTA 1961 (Reino Unido)

  • Indicado na categoria de melhor filme de qualquer origem.

Globo de Ouro 1961 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor filme - drama.
  • Indicado nas categorias de melhor ator de cinema - drama (Laurence Olivier), melho ator coadjuvante (Peter Ustinov e Woody Strode), melhor diretor de cinema e melhor trilha sonora.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]