Speaking in Tongues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Speaking in Tongues
Álbum de estúdio de Talking Heads
Lançamento Junho de 1983
Gravação 1983
Gênero(s) Pop Rock[1] , Alternative Rock
Duração 41:13
Idioma(s) Inglês
Formato(s) Vinil, Fita cassete, CD
Gravadora(s) Sire Records, Warner Music, Rhino Records
Cronologia de Talking Heads
Último
Último
Remain in Light
(1980)
Little Creatures
(1985)
Próximo
Próximo
Cronologia álbuns de Talking Heads
Último
Último
The Name of This Band Is Talking Heads
(1982)
Stop Making Sense
(1984)
Próximo
Próximo


Speaking in Tongues é o quinto álbum de estúdio da banda americana Talking Heads, lançado em 1983. "Burning Down the House" e "This Must Be the Place (Naive Melody)" foram lançadas como singles.[2] A capa foi desenhada por David Byrne.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Duração
1. "Burning Down the House"   4:03
2. "Making Flippy Floppy"   4:36
3. "Girlfriend Is Better"   4:24
4. "Slippery People"   3:33
5. "I Get Wild / Wild Gravity"   4:11
6. "Swamp"   5:15
7. "Moon Rocks"   5:04
8. "Pull Up the Roots"   5:10
9. "This Must Be the Place (Naive Melody)"   4:53
Duração total:
41:13

Formação[editar | editar código-fonte]

  • David Byrne: Baixo, Compositor, Guitarra, Teclados, Percussão, Vocais, Art work (Capa)
  • Tina Weymouth: Baixo, Compositor, Guitarra, Sintetizador, Vocais de apoio
  • Chris Frantz: Bateria, Compositor, Sintetizador, Vocais de apoio
  • Jerry Harrison: Teclados, Compositor, Guitarra, Vocais de apoio
  • Raphael Dejesus: Percussão [F. 4, 5, 8]
  • David Van Tieghem: Percussão [F. 5, 9]
  • Steve Scales: Percussão [F. 1, 7]
  • Alex Weir: Guitarra [Faixas 2, 6, 7, 8]
  • Shankar: Violino [Faixa 2]
  • Richard Landry: Saxofone [Faixa 4]
  • Bernie Worrell: Sintetizador [Faixa 3]
  • Wally Badarou: Sintetizador [Faixas 1, 6, 9]
  • Dolette McDonald e Nona Hendryx: Vocais de apoio

Produzido por Talking Heads[3]

Recepção e crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 4 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svg[4]
Rolling Stone 4.5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar half.svg[5]
Sputnikmusic 4 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svg[6]
Robert Christgau (A-)[7]

O crítico do site Allmusic.com, William Ruhlmann, deu 4 estrelas (de 5) para o álbum.[4] David Fricke, crítico da Revista Rolling Stone, afirmou que este álbum diminui a barreira entre a música pop e o funk profundo. Ele ainda afirma: "Os Heads nunca fizeram o funk de forma tão fluente, e nem mostraram tamanho senso de proposta e diversão"[5] . A música "Burning Down the House" foi o primeiro Top 10 da banda, alcançando a 9ª posição na Billboard Hot 100[8] . "This Must Be the Place (Naive Melody)" alcançou a 62ª posição no mesmo chart[8] , e o 51º lugar nas paradas do Reino Unido[9] . "Slippery People" chegou ao 68º lugar no Reino Unido.[9]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Álbum em Allmusic.com. Página visitada em 22 Junho 2011.
  2. Talking Heads em Allmusic.com. Página visitada em 23 Junho 2011.
  3. Álbum em Discogs.com. Página visitada em 21 Junho 2011.
  4. a b William Ruhlmann. Review "Speaking in Tongues" (em Inglês) Allmusic. Página visitada em 22 June 2011.
  5. a b Review "Speaking in Tongues" (em Inglês) Revista Rolling Stone. Página visitada em 22 June 2011.
  6. Talking Heads -Speaking in Tongues (em Inglês) Sputnikmusic.com. Página visitada em 22 June 2011.
  7. Robert Christgau: Talking Heads (em Inglês) Robert Christgau. Página visitada em 22 June 2011.
  8. a b Talking Heads em Billboard.com Billboard.com. Página visitada em 22 Junho 2011.
  9. a b Talking Heads - UK Charts The Official Charts Company. Página visitada em 23 Junho 2011.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Talking Heads é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.