Spencer Reid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Dr. Spencer Reid é um personagem da série de televisão americana Criminal Minds. É interpretado pelo ator americano Matthew Gray Gubler.

Reid, que cresceu em Las Vegas, é um génio que obteve a graduação secundária aos 12 anos e entrou na universidade aos 13. Na escola foi alvo de violência por parte dos colegas de turma. Ele é quase sempre apresentado como Dr. Reid; o agente Hotcher revelou na primeira temporada que o agente Gideon insistiu em apresentá-lo como Dr. Reid porque, por sua idade, temia que Reid não seria levado a sério como um agente do FBI. Reid tem títulos de PhD em matemática, química e engenharia, BAs (Bacharel de Artes) em psicologia e sociologia, e está estudando para um BA em Filosofia. Tem um QI de 187, uma memória fotográfica que se aplica principalmente para coisas que ele lê (geralmente, mostra-se que esquece coisas de que ouviu, como "that new tech girl's name" - o nome daquela nova técnica). Também consegue ler 20.000 palavras por minuto.

Na infância de Reid, seu pai abandonou a família por não suportar mais a esquizofrenia de sua esposa. Uma vez, Reid mencionou que era vítima de bullying na escola, por ter sido despido e amarrado em uma trave de futebol na frente dos outros colegas. Reid cresceu aprendendo tudo que sabe pela leitura de livros e escutando o que sua mãe (Diana - uma professora de faculdade da literatura do século XV) lia para ele. Reid sabia que o jeito que sua mãe vivia não era saudável. Quando ele tinha 18 anos, sua mãe estava internada em uma instituição para cuidados mentais. Diana ainda mora naquele mesma instituição e Reid contou que ele manda cartas a ele todos os dias pela culpa que sente por não visitá-la. Reid está também preocupado com o fato de que a doença da mãe pode ser transmitida geneticamente; uma vez disse a Morgan: "I know what it's like to be afraid of your own mind." - Eu sei o que é sentir medo da sua própria mente. Depois de ser sequestrado por um serial killer com múltiplas personalidades, Tobias Hankel (interpretado por James Van Der Beek), Reid foi torturado e drogado por muitos dias. Isso deixou Reid em um estado de vício ao analgésico narcótico hidromorfina. Esse problema foi descoberto por Hotch e Gideon ao longo do tempo, assim como um amigo de Reid de Nova Orleans. Reid, então, se tornou limpo e frequenta a uma reunião de grupo de apoio para viciados, onde ele admitiu ter muita vontade recentemente e falou do suspeito adolescente que levou um tiro na sua frente antes de ser interrompido por uma pessoa do trabalho. Reid tem quase o azar bíblico de . Uma vez, ele e Prentiss estavam mantidos reféns por Benjamin Cyrus (interpretado por Luke Perry). Apesar de não sair machucado, Reid sentiu-se culpado por permitir que Prentiss apanhasse para protegê-lo de Cyrus (ela admitiu ser do FBI, para Reid não levar um tiro). Reid também contraiu carbúnculo (antraz) durante uma irrupção em Maryland e, mais tarde, levou um tiro na perna ao proteger um médico cuja vida estava sendo ameaçada (na trama, isso foi feito para coincidir com a necessidade do ator Matthew Gray Gubler usar muletas depois de uma cirurgia no joelho). Reid é um ótimo leitor de mapas, sempre fazendo o perfil geográfico e lendo mapas para Morgan enquanto eles perseguem os suspeitos. Ele também é talentoso com as palavras e é a pessoa do time que faz o perfil linguístico dos suspeitos. Dr. Reid é quase nunca visto no volante. São dadas dicas da falta de habilidade para dirigir, como uma vez que Morgan entregou-lhe as chaves do carro e JJ e Emily trocaram expressões de arrepio. Reid raramente junta-se para prender um suspeito, preferindo monitorar o time. Quando vai, é visto protegendo a vítima.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma personagem de ficção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.