Sphenopteris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaSphenopteris
Ocorrência: 395–145.5 Ma
S. schumannii espécie em exibição no Musée d'Histoire Naturelle de Lille

S. schumannii espécie em exibição no Musée d'Histoire Naturelle de Lille
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Tracheophyta
Classe: Filocopsida
Ordem: Botryopteridales
Família: Urnatopteridaceae
Género: Sphenopteris
Espécies
  • S. alata †
  • S. fragilis †
  • S. obtusiloba †
  • S. plicata †
  • S. spiniformis †
  • S. trifoliata †

Sphenopteris era um gênero que tinha folhas do tipo frondes, com várias espécies de plantas extintas. Incluem as samambaias, mas na maior parte com sementes para a reprodução da planta, tais como as Lyginopteris.[1] [2] Plantas vascularizadas.

Biologia[editar | editar código-fonte]

A fronde da Sphenopteris poderia ser de até 51 centimetros de comprimento.[1]

Localização[editar | editar código-fonte]

No Brasil, fosseis do gênero Sphenopteris, foram localizadas no afloramento Morro Papaléo no município de Mariana Pimentel. Estão na Formação Rio Bonito e datam do Sakmariano, no Permiano. [3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Palmer, Douglas; et al.. Prehistoric Life: The Definitive Visual History of Life on Earth. 1st American ed. New York: Dorling Kindersley, 2009. p. 149. ISBN 978-0-7566-5573-0
  2. Manuscript entitled, Fossil Flora and Fauna of the Pennsylvanian Period, Will County, Illinois
  3. Afloramento Morro do Papaléo, Mariana Pimentel, RS