Stanleycaris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaStanleycaris
Ocorrência: Cambriano
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
(sem classif.) Unikonta
Opisthokonta
Reino: Animalia
Subreino: Eumetazoa
(sem classif.) Bilateria
Protostomia
Superfilo: Ecdysozoa
(sem classif.) Panarthropoda
Filo: Lobopodia
Classe: Dinocarida
Ordem: Radiodonta
Família: Anomalocaridae
Género: Stanleycaris
Espécies
S. hirpex

Stanleycaris é um extinto gênero de anomalocarídeos que viveu no Canadá, durante o Cambriano Médio. Foi nomeado em primeiro lugar por Jean-Bernard Caron, Robert R. Gaines, M. Gabriela Mángano, Michael Streng e Allison C. Daley em 2010 e sua espécie é a Stanleycaris hirpex. Stanleycaris foi descrito da Formação Stephen próximo do Stanley Glacier no Folhelho Burgess[1] e também informalmente relatado no Monte Odaray.[2]

Seus apêndices de 1 a 3 centímetros são o componente mais comumente encontrado, e compreende 11 podomeres com uma fileira de espinhos em ângulo acentuado com duas pontas em sua superfície superior, e cinco lâminas espinhosas curvadas que se projetam da superfície interna.[1] Para além das espinhas como duas pontas, os apêndices se assemelham aos do Hurdia e do Laggania na sua forma overal.[1] Peytoias são às vezes associados com os apêndices; estes têm uma abertura central quadrada.[1] Um exemplar também parece incluir uma carapaça associada com o Hurdia.[1]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Seu nome genérico significa caranguejo de Stanley Glacier; hirpex, L. grande inclinação, reflete a natureza da inclinação de seus apêndices espinhosos.[1]

Referências

  1. a b c d e f Caron, J. -B.; Gaines, R. R.; Mangano, M. G.; Streng, M.; Daley, A. C. (2010). "A new Burgess Shale-type assemblage from the "thin" Stephen Formation of the southern Canadian Rockies". Geology 38: 811. doi:10.1130/G31080.1
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  2. "Burgess-shale-sites-provide-scientists-with-new-finds".