Star Wars Episode I: The Phantom Menace (jogo eletrônico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Games.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde agosto de 2009.

Star Wars Episode I: The Phantom Menace
Desenvolvedora Big Ape Productions
Publicadora(s) LucasArts
Designer John Barnes
Mike Ebert
Dan Ross
Eric Wilder
Plataforma(s) PlayStation, Windows
Data(s) de lançamento PC
PlayStation
Gênero(s) Ação-aventura
Modos de jogo Single-player
Classificação Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Controles Teclado e mouse (Mac & PC)
Gamepad (PlayStation)

Star Wars Episode I: The Phantom Menace é um jogo de aventura lançado pela LucasArts em 1999, coincidindo com o lançamento do filme homônomo.

Visualmente, a jogabilidade é parecida com jogos do tipo Tomb Raider, com uma visão "sobre a cabeça", mas acções como saltar, escalar, ou empurrar objectos são bastante limitadas, contando mais com interacção e enigmas. O jogador pode controlar em partes separadas as personagens Qui-Gon Jinn, Obi-Wan Kenobi, Padmé Amidala, e Capitão Panaci. O jogo também oferece uma grande variedade de armas.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O enredo segue de perto o do filme, embora o do jogo mostre alguns menores eventos que podem ter sido cortados do filme, ou mostra-os pela persperctiva de uma personagem diferente (por exemplo, o jogo segue as 'aventuras' de Amidala em Coruscant durante o encontro de Anakin com o Conselho Jedi, algo que nunca é visto ou mencionado no filme, já que ele segue Anakin).

Há também algumas inconsistências ou contradições no enredo, com o objectivo de criar uma nova narrativa (por exemplo: no jogo Jar Jar Binks é preso quando regressa a Otoh Gunga e o jogador tem que resgatá-lo para poder continuar a aventura).

Personagens[editar | editar código-fonte]

Principais
Outros

História[editar | editar código-fonte]

Qui-Gon Jinn e Obi-Wan Kenobi escaparam da armadilha da Federação de Comércio e começaram a percorrer o Saak'ak com o objectivo de chegar ao hangar e escapar. Entretanto, o caminho está bloqueado por dróides de batalha. O jogador, controlando o jovem padawan, encontra o hangar e assiste à sua nave, Radiant VII, ser destruída.

Os dois Jedi escapam para o planeta Naboo mas são separados. Qui-Gon encontra um nativo, Jar Jar Binks, e tenta encontrar-se com o seu aprendiz. Quando eles se encontram, Jar Jar leva-os para a sua cidade, Otoh Gunga. Entretanto, Binks estava exilado e com o seu regresso, foi preso. Obi-Wan liberta-o, e os três partem para a cidade de Theed navegando num Bongo.

Em Theed, eles descobrem que as ruas da cidade estão repletas de dróides de batalha. Eles conseguem encontrar a Rainha Amidala, mas uma explosão separa o jovem Padawan e a Rainha do resto do grupo. O jogador controla Kenobi pela cidade protegendo a Rainha até alcançar o hangar. Eles finalmente reúnem-se e a nave da Rainha deixa o planeta.

Devido a um problema no hiperpropulsor, a nave pousa em Tatooine. Qui-Gon e Padmé vão a Mos Espa para encontrar peças. Lá, eles conhecem um rapaz chamado Anakin Skywalker, que está a preparar o seu podracer para a corrida no dia seguinte. Durante sua estadia em Mos Espa, Qui-Gon invade o apartamento de Neg para salvar um refém Ithoriano, Tomo, que Neg o havia feito escravo. Qui-Gon também salva o vendedor Vek Drow, que mais tarde oferece a Jinn peças para a nave. Ele também ajuda Anakin a consertar seu podracer comprando peças mecânicas.

Na arena antes da corrida, Qui-Gon cai numa armadilha do senhor do crime Jabba o Hutt e para saír vivo dela, terá de matar o campeão deste. Mais tarde, encontra o mercenário Jym Lang, que havia sido enviado por Jabba para matar o já embriagado Teemto Pegalies. Entretanto, Lang foi manipulado para não cometer o crime por um truque mental de Qui-Gon. Pouco antes da corrida, um bandido rouba uma peça do podracer de Anakin mas Qui-Gon encontra-o e devolve a peça de volta. Finalmente Anakin ganha a corrida e o grupo deixa o planeta para chegar até Coruscant, apesar do esforço que tiveram para conseguir negociar um hiperpropulsor novo.

Entretanto, Qui-Gon é atacado perto da nave por um misterioso guerreiro Sith, mas o Mestre Jedi consegue escapar.

Em Coruscant, os dois Jedi escortam Anakin até o Templo Jedi para o rapaz ser testado pelo Conselho Jedi. Panaka e Amidala são deixados por conta própria, mas um mercenário contratado pela Federação de Comércio para matar a Rainha ataca-os. A segurança da Rainha fica nas mãos de Panaka, e os dois tem que passar pelo perigoso Submundo de Coruscant para poder escapar da perseguição.

Após contactar o Senador Palpatine e o Senado, Amidala volta a Naboo com Panaka e os dois Jedi. Lá, eles lutam para devolver a liberdade ao planeta. A Rainha luta pelas ruas de Theed até chegar ao palácio, enquanto Panaka e outros soldados entram no palácio e começam a procurar Nute Gunray.

Entretanto, Obi-Wan Kenobi e Qui-Gon Jinn lutam contra Darth Maul, mas a meio da batalha os dois Jedi são separados.

O Capitão Panaka e a Rainha encontram e capturam Nute Gunray, mas não sem antes serem atacados por dróides de batalha e encontrarem chaves de segurança.

Obi-Wan, agora longe de Qui-Gon e Darth Maul, só é capaz de assistir a batalha de longe. Ele luta contra dróides da Federação que estavam a guardar o núcleo do reactor. O Padawan precisa de usar a sua agilidade para saltar de plataforma em plataforma até chegar ao duelo. Qui-Gon é atingido pelo sabre de luz de Maul pouco depois de Obi-Wan chegar. Kenobi agora precisa enfrentar Darth Maul sozinho, e, com muito esforço, acaba por consegui-lo. Ele fala as suas últimas palavras com seu mestre gravemente ferido. Kenobi promete treinar o jovem Anakin. Pouco depois, Qui-Gon morre.

Níveis[editar | editar código-fonte]

Nave de Batalha da Federação de Comércio[editar | editar código-fonte]

Chanceler Valorum enviou dois Jedi, Qui-Gon Jinn e Obi-Wan Kenobi para negociar com a Federação de Comércio o bloqueio de Naboo. Mas a Federação enviou os seus dróides para destruir os Jedi, e tudo o que eles tem de fazer é fugir da Saak'ak.

Pântanos de Naboo[editar | editar código-fonte]

Qui-Gon e Obi-Wan conseguiram escapar para o verdejante planeta Naboo. Mas os Jedi foram separados e precisam se encontrar para avisar a Rainha da invasão planeada pela Federação. Para isso, eles contam com a ajuda do Gungan Jar Jar Binks, um nativo dos pântanos de Naboo. Os dois Jedi precisam lutar com os vários dróides inimigos espalhados pelos pântanos em ordem de cumprir sua missão.

Otoh Gunga[editar | editar código-fonte]

Os dois Jedi encontraram-se e agora precisam de chegar a Theed. Jar Jar levou-os até à cidade sub-aquática de Otoh Gunga, para eles poderem encontrar um transporte seguro. Chefe Nass concedeu-lhes um Bongo, e mas prendeu Binks, pois este estava em sob a pena de exílio. Os Jedi precisam de um piloto para os ajudar a controlar o Bongo, e por isso Obi-Wan tem de resgatar Jar Jar.

Jardins de Theed[editar | editar código-fonte]

Objectivos da Missão

Fuga de Theed[editar | editar código-fonte]

Obi-Wan, Qui-Gon e Jar Jar conseguiram encontrar a Rainha Amidala. Eles planearam ir até Coruscant, para Amidala informar o Senado Galáctico sobre a invasão em Naboo. Mas, uma explosão separou Kenobi e a Rainha do resto do grupo, e o Padawan precisa de levá-la até ao hangar, passando por diversos dróides da Federação pelo caminho.

Mos Espa[editar | editar código-fonte]

Os Jedi e a Rainha conseguiram escapar de Naboo, mas o hiperpropulsor foi danificado. Então, eles pousam em Tatooine, para conseguir peças para consertar o propulsor. Lá, Qui-Gon conhece um rapaz chamado Anakin Skywalker, um escravo do comerciante Watto, que é o único na região que tem as peças necessárias para a nave. O Jedi precisa de encontrar uma maneira de conseguir as peças.

Arena de Mos Espa[editar | editar código-fonte]

Qui-Gon fez um acordo com Watto para libertar Anakin e conseguir as peças. Para isso, Skywalker tem que vencer a corrida. Mas, vários desafios e inimigos estão no caminho, incluindo o poderoso Jabba o Hutt.

Encontro no deserto[editar | editar código-fonte]

Qui-Gon conseguiu libertar Anakin e adquiriu as peças da nave. Agora tudo o que ele precisa é de chegar até Coruscant. Mas no caminho está um Lorde Sith cujo único objectivo é matar a Rainha.

Coruscant[editar | editar código-fonte]

Os Jedi conseguiram levar a Rainha para Coruscant. Agora, eles precisam de ir até ao Templo Jedi contar sobre Anakin e o regresso dos Sith. A Rainha precisa ir até o Senado Galáctico, mas sem os seus protectores Jedi, fica sob a responsabilidade de Panaka proteger Amidala. E o Capitão vai precisar de actuar, pois a Federação enviou vários mercenários para matar a Rainha.

Assalto em Theed[editar | editar código-fonte]

O Senado não ajudou a Rainha a acabar com o conflito de Naboo. Então, ela decidiu por um fim à batalha ela própria, acompanhada por Panaka e pelos seus protectores Jedi. Eles conseguiram o apoio dos Gungans, e foram capturar Nute Gunray. Mas no caminho estava novamente o Lorde Sith Darth Maul. Obi-Wan e Qui-Gon precisam de lutar contra o Sith, enquanto Amidala e Panaka percorrem o longo caminho até o Vicerei.

Batalha final[editar | editar código-fonte]

A Rainha precisa de chegar à sala do trono, onde se encontra Nute Gunray. Mas pelo caminho ela vai encontrar vários dróides cujo objectivo é matá-la. Enquanto isso, Obi-Wan e Qui-Gon foram separados durante a batalha com Darth Maul. Qui-Gon continuou a lutar com Maul, enquanto Kenobi precisa de enfrentar os dróides da Federação que estão a guardar o núcleo do reactor até chegar ao seu Mestre. Obi-Wan precisa de destruir o Lord Sith.

Armas[editar | editar código-fonte]

Chefões[editar | editar código-fonte]

Trivia[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.

The Phantom Menace é diferente de muitos jogos de Star Wars pois os personagens podem cometer actos malignos sem recomeçar o nível. Alguns actos do "lado negro" que podem ser cometidos são:

  • Obi-Wan Kenobi pode destruir TC-14, e muitos outros dróides desarmados na nave da Federação de Comércio.
  • Kenobi pode massacrar quase a população inteira de Otoh Gunga, incluindo mulheres e crianças (mas não o Chefe Nass ou Jar Jar).
  • Kenobi pode matar soldados aliados e civis em Theed.
  • Qui-Gon Jinn pode brevemente flertar com Ann Gella e Tann Gella em Mos Espa.
  • Jinn também pode matar civis, e praticamente eliminar toda a população de Mos Espa.
  • Panaka pode atingir qualquer um ou qualquer coisa que ele quiser em Coruscant, e roubar os seus itens.
  • Padmé Amidala pode matar os seus próprios guardas (mas não Panaka) e civis. Ela também pode matar Nute Gunray ao invés de capturá-lo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]