Stenkil da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Stenkil foi rei da Suécia a partir de 1060 aproximadamente e faleceu no ano de 1066. Era um nobre da província de Västergötland, de onde exercía o título de jarl e no trono sueco, sucedeu a Emundo, o Velho, que havia falecido sem deixar filhos. Segundo as fontes históricas, Stenkil exerceu o poder real da Suécia sem deixar de lado o governo de Västergötland.
Com este rei, teve início a Dinastia de Stenkil, que governou a Suécia no período 1060-1130. [1]

História[editar | editar código-fonte]

Stenkil controlou praticamente toda a Suécia medieval. É muito reconhecido na literatura como um rei popular. Foi elogiado por ter ajudado o bispo e missionário Adalvard a estabelecer um bispado em Sigtuna. Diz-se que que Adalvard pretendeu atear fogo no templo pagão de Uppsala, mas Stenkil o impediu de fazê-lo, evitando assim uma possível rebelião dos suecos pagãos.

Grande parte do que se sabe sobre a vida de Stenkil é narrado pela Saga de Hervör: "Stenkil era um homem nobre e poderoso de Svitjod. Sua mãe se chamava Astrid e era filha de Finn Skjalges; seu pai era Ragnvald, o Velho. Stenkil foi o primeiro jarl de Svitjod, mas depois da morte do Emundo, o Velho, os suecos lhe proclamaram rei. Sendo assim, o poder real deixou de pertencer a antiga família real. Stenkil casou-se com a filha de Emundo e morreu de tuberculose em Svitjod, quase ao mesmo tempo que o rei Haroldo caia na Inglaterra".

Sucessão[editar | editar código-fonte]

Foi sucedido por seu filho, Erik Stenkilsson, que não tinha as qualidade de seu pai. O território que governou Stenkil se desintegrou e não se uniria novamente até a ascensão de Ingo I.

Referências

  1. Bonniers Compact Lexikon. Estocolmo: Bonnier lexikon, 1995-1996. 1044 p. 91-632-0067-8

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • MELIN, J.;JOHANSSON,A.;HEDENBORG,S. Sveriges historia. Estocolmo: Prisma, 2006. ISBN 91-518-4666-7


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por
Emundo I
Reis da Suécia
1060-1066
Sucedido por
Érico VII