Steve Blank

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Steve Blank
Conhecido(a) por A metodologia Customer Development
Nascimento 1953
New York, Lower East Side
Ocupação Autor e Empreendedor

Steve Blank (nascido em 1953) é um empreendedor em série do Vale do Silício e um acadêmico de empreendedorismo baseado em Pescadero, California.[1]

Blank é reconhecido pelo desenvolvimento da metodologia Customer Development, que lançou as bases para o movimento Lean Startup.[2] Blank é também o co-fundador de E.piphany.[3] [4]

Blank esteve por mais de trinta anos na indústria da tecnologia. Ele fundou ou trabalhou em oito companhias startups, quatro das quais vieram a público.[3] [5]

O Google Tech Talk de Blank, A História Secreta do Vale do Silício, oferece uma profunda perspectiva amplamente aceita sobre a emergente inovação de startups do Vale do Silício. Blank publicou três livros: The Four Steps to the Epiphany, Not All Those Who Wander Are Lost e The Startup Owner's Manual.[6] [7]

Blank ensina e escreve sobre Customer Development e é professor consultor associado de empreendedorismo em Stanford.[8] [9] Atualmente, ele leciona em Haas School of Business, Universidade da Califórnia em Berkeley, Columbia University e California Institute of Technology (Caltech).

Juventude[editar | editar código-fonte]

Blank nasceu de pais imigrantes, que administravam uma mercearia no bairro de Chelsea em New York City.[10] Ele cresceu com uma irmã 12 anos mais velha que ele, ambos foram criados por sua mãe depois que seu pai saiu de casa quando ele tinha 6 anos de idade.[10] Seus pais nunca frequentaram a universidade e desejavam que seu filho se graduasse.[11] Ele foi admitido para estudar em Michigan State University, mas não gostou e abandonou após um semestre.[10] [11] [12]

Blank seguiu para Miami, onde conseguiu trabalho no Aeroporto Internacional de Miami, carregando cavalos de corrida para aeronaves.[10] [11] No aeroporto, Blank desenvolveu interesse pela aviação, que ele cultivou até o início dos anos de 1970, quando ele entrou na aeronáutica.[11]

Sua carreira militar o levou a Tailândia durante a Guerra do Vietnam, onde ele gerenciou uma equipe de 15 técnicos eletrônicos durante um ano e meio.[10] [11] Ele tinha 20 anos de idade.[11]

Blank deixou a aeronáutica e se mudou para Palo Alto, uma cidade numa área que hoje é conhecida como Vale do Silício.[11]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Steve Blank chegou ao Vale do Silício no início do boom dos negócios em 1978.[3] [7] Seu primeiro trabalho na região foi na ESL, uma startup que foi a principal companhia em inteligência dos EUA para a National Means of Technical Verification.[12] A companhia ajudou o governo a entender tecnologia e armamento soviéticos durante a Guerra Fria.[12]

Durante seus 34 anos de carreira, Blank fundou ou trabalhou com uma vasta variedade de companhias de alta tecnologia.[13] Quatro de suas companhias vieram a público.[10] Algumas de suas empreitadas incluem Zilog e MIPS Computers, Convergent Technologies, Ardent, SuperMac Technologies, ESL e Rocket Science Games.[8] [13]

Blank, desde então, atuou nos conselhos de administração das entidades públicas Macrovision/Rovi and Immersion, bem como em várias empresas privadas. Ele continua a investir e assessorar startups do Vale do Silício, como Udacity[10] e Votizen.[1]

E.Piphany[editar | editar código-fonte]

Blank co-fundou sua oitava e última startup, o provedor Customer Relationship Management, E.piphany, em 1996 e saiu no dia anterior ao seu IPO em setembro de 1999. Em 2005, E.piphany foi adquirida pela SSA Global Technologies por US$329 milhões.[3] [14] [15] [16]

O pacote de software foi projetado para minerar as informações dos clientes de bancos de dados e depositar os dados em um navegador.[17]

Membros notáveis ​​da empresa incluem Roger Siboni e Karen Richardson.[17] [18]

Metodologia Customer Development[editar | editar código-fonte]

Blank criou a metodologia Customer Development em meados dos anos 1990.[12] O conceito detalha uma abordagem científica que pode ser aplicada startups e empreendedores para melhorar o sucesso de seus produtos ao desenvolver uma melhor compreensão de seus consumidores.[2] [3] [12] O objetivo primário do conceito é um relacionamento balanceado entre desenvolvimento de um produto e a compreensão do seu cliente.[19]

Lean Startup Movement[editar | editar código-fonte]

A metodologia Customer Development de Blank é a pedra angular do movimento Lean Startup, popularizada por Eric Ries[20] que Blank denomina como o melhor estudante que já teve. [3] A abordagem do Lean Startup se embasa em aprendizado validado, experimentação científica, redução dos ciclos de desenvolvimento de produto, medidas de progresso, e feedback dos clientes.[21] Isso atraiu a atenção de empreendedores do mundo todo como uma forma construtiva de experimentar novas ideias e conquistar clientes. [14] Ries integrou a metodologia nas práticas do Lean Startup e a considera como um dos pilares do movimento.[19] [22] [23]

As aulas de Blank focam fortemente na sua metodologia e na aplicação de metodologias científicas no processo de startup.[4] [14]

Publicações[editar | editar código-fonte]

The Four Steps to the Epiphany[editar | editar código-fonte]

Em 2005, Blank publicou "The Four Steps to the Epiphany: Successful Strategies for Products that Win," (K&S Ranch Press) que detalha sua abordagem para o processo do Customer Development.[7] No livro, Blank demonstra seus pontos de vista sobre como empreendedoriesmo é uma prática que pode ser ativamente gerenciada ao invés de uma arte que deve ser passivamente experimentada.[12] O livro é visto como a fonte definitiva da metodologia Customer Development.[12]

Not All Who Wander Are Lost[editar | editar código-fonte]

Blank lançou seu segundo livro em 2010, “Not all who Wander Are Lost” que relata histórias sobre sua vida como empreendedor.[7] A coleção de material desenvolve uma narrativa sobre como viver a vida em meio ao mundo acelerado de startups do Vale do Silício.[24]

The Startup Owner's Manual[editar | editar código-fonte]

Steve Blank e Bob Dorf co-autoraram "The Startup Owner's Manual", que foi lançado em março de 2012.[25] [26] O manual de referência de 608 páginas detalha uma abordagem científica ao empreendedorismo e enfatiza a importância de “rigorosos e repetitivos testes”.[6] [10] O trabalho baseia-se em idéias de The Business Model Generation e The Four Steps to the Epiphany.[6] Segundo Blank, o livro foi elaborado para ser usado como uma “enciclopédia e blueprint” para startups.[27]

Blog[editar | editar código-fonte]

Blank escreve um blog pessoal que aborda questões do empreendedorismo.[4] Em 2012, seu blog foi classificadado como um dos "10 Must-Read Blogs para qualquer Lean Startup" pela Welovelean.com.[28] O blog é considerado uma leitura obrigatória para os empreendedores e muitas vezes é distribuído pela UC Berkeley, VentureBeat, e Huffington Post. Ele também escreve semanalmente para o blog Wall Street Journal Accelerators e, ocasionalmente, para a Forbes, o Huffington Post e no Japão para NikkeiBP."[5] [27] [29]

Carreira Acadêmica[editar | editar código-fonte]

Blank ensinou empreendedorismo para estudantes de graduação e pós-graduação. Seus cursos estão disponíveis em uma variedade de instituições, incluindo Stanford, Haas School of Business, University of California-Berkeley, California Institute of Technology, e Columbia.[8] [9] [30] Sua ementa comumente se foca na metodologia Customer Development que ele desenvolveu ao longo de sua carreira como um empreendedor em série e conservacionista.[10] Blank ministra palestras ativamente em Stanford, UC Berkeley, e no programa de MBA conjunto Berkeley/Columbia.[31]

Em 2009, Blank ganhou o prêmio Undergraduate Teaching Award na Universidade de Stanford em Ciência e Engenharia de Gestão.[5] Nesse mesmo ano, ele também foi nomeado um dos Top 10 influenciadores no Vale do Silício pelo Silicon Valley Mercury News.[32] Em 2010, Blank foi vencedor do Earl F. Cheit Outstanding Teaching Award na U.C. Berkeley Haas School of Business.

Blank foi o orador de boas vindas à Philadelphia University em 2011, e em 2012, The Harvard Business Review nomeou-o um dos 12 Mestres da Inovação e CNBC reconheceu-o como um dos "11 empresários notáveis ensinando a próxima geração."[31] [33]

O Lean LaunchPad[editar | editar código-fonte]

No início de 2011, Blank inaugurou o curso sobre Lean LaunchPad na Stanford University.O curso ensina fundadores a como reduzir a sua taxa de falha através da combinação de design do modelo de negócios, desenvolvimento de clientes e desenvolvimento ágil. Em julho de 2011, ele foi convidado pela National Science Foundation para adaptar a ementa do curso para o Corpo de Inovação que desenvolve e alimenta um ecossistema nacional de inovação, ajudando as descobertas da investigação fundamental a se tornarem novas empresas. Os professores da NSF vão ensinar 150 equipes de ciência e engenharia em 2012 e vai se expandir para 350 equipes em 2013.[1] [3] [34]

No outono de 2012, uma versão online do curso Lean LaunchPad foi desenvolvida com a ajuda da Udacity. Ele incorpora as ferramentas de aprendizagem, tais como vídeos, quizzes, e trabalhos de casa para ensinar os princípios de empreendedorismo.[35] [36]

Serviço Público[editar | editar código-fonte]

Blank foi um Chairman de Audubon California e[13] também atuou no conselho da Península Open Space Trust[37] e foi curador da U.C. Santa Cruz.[8] [13] Blank atualmente se encontra no conselho da Liga dos Eleitores Conservacionistas da Califórnia, ou CLCV.[38] Em 2007, ele foi nomeado para a Comissão Costeira da Califórnia.[39] Ele fez doações filantrópicas para preservar da costa da Califórnia e contribuiu com fundos para apoiar o centro de visitantes na Reserva Estatal Año Nuevo e para a Peninsula Open Space Trust.[3] [37]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Blank é conhecido entre empreendedores e estudantes como um dos "padrinhos do Vale do Silício".[27] Seus livros, blogs e entrevistas são muitas vezes referenciados ou apresentados em publicações de notícias do mundo, como a Reuters, e New York Times, Forbes, Inc, TechCrunch eThe Wall Street Journal.[1] [2] [4] [10] [27] [40] Blank já realizou numerosos eventos e conferências sobre empreendedorismo e a metodologia Customer Development.[41] [42] [42] [43] [44]


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d J.J. Colao (1 August 2012). Steve Blank Introduces Scientists to a new Variable: Customers. Forbes Magazine. Página visitada em 2 November 2012.
  2. a b c Steve Lohr (24 April 2010). The Rise of the Fleet-Footed Start-Up. The New York Times. Página visitada em 2 November 2012.
  3. a b c d e f g h Steve Blank (2012). About Steve. Steve Blank. Página visitada em 2 November 2012.
  4. a b c d The Lean Launchpad. Inc. (2012). Página visitada em 2 November 2012.
  5. a b c Steve Blank. The Huffington Post (2012). Página visitada em 2 November 2012.
  6. a b c Kia Davis (1 October 2012). Struggling to Find a Business Model for Your Idea? Read the Startup Owner's Manual. Wamda. Página visitada em 2 November 2012.
  7. a b c d Steve Blank. Steven Gary Blank. Amazon. Página visitada em 2 November 2012.
  8. a b c d Faculty and Executive Leadership Directory: Steve G. Blank. University of California, Berkely, Haas School of Business (2012). Página visitada em 2 November 2012.
  9. a b Steve Blank: Serial Entrepreneur. Ecorner: Stanford University's Entrepreneurship Corner (1 October 2008). Página visitada em 2 November 2012.
  10. a b c d e f g h i j Derek Andersen (15 April 2012). Steve Blank Teaches Entrepreneurs How to Fail Less. Tech Crunch. Página visitada em 2 November 2012.
  11. a b c d e f g Steve Blank (17 May 2011). Philadelphia University Commencement Speech. Steve Blank. Página visitada em 2 November 2012.
  12. a b c d e f g Andy (8 April 2011). Steve Blank. Founder LY. Página visitada em 2 November 2012.
  13. a b c d Steve Blank. Stanford Engineering (2012). Página visitada em 2 November 2012.
  14. a b c Steve Lohr (24 April 2010). The Rise of the Fleet-Footed Start-Up. The New York Times. Página visitada em 2 November 2012.
  15. Christina Farr (2 August 2012). 30 Minutes Inside the Mind of 8-time Entrepreneur Steve Blank. Venture Beat. Página visitada em 2 November 2012.
  16. Alan Alper (4 August 2005). [http://www.managingautomation.com/maonline/news/read/ SSA_Global_To_Buy_Epiphany_For__329M_8923 SSA Global to Buy Epiphany for $329M]. Managing Automation. Página visitada em 2 November 2012.
  17. a b Tom Abate (2 July 1998). An Epiphany Brings Former Top KPMG Exec to Silicon Valley/Roger Siboni Trades Trappings of Power for Startup Equity. SFGate. Página visitada em 2 November 2012.
  18. Karen Richardson. Stanford University. Página visitada em 2 November 2012.
  19. a b Cindy Alvarez (18 March 2010). FAQ: Customer Development for Product Managers. Cindy Alvarez. Página visitada em 2 November 2012.
  20. Eric Ries (5 July 2010). The Entrepreneur's Guide to Customer Development. Startup Lessons Learned. Página visitada em 2 November 2012.
  21. Ries, Eric. The Lean Startup: How Today's Entrepreneurs Use Continuous Innovation to Create Radically Successful Businesses. Crown Publishing. 2011, p. 103. ISBN†978-0-307-88791-7
  22. Eric Ries (8 November 2008). What is Customer Development. Startup Lessons Learned. Página visitada em 2 November 2012.
  23. Patrick Vlaskovits (7 July 2010). Recent Posts on the Entrepreneur's Guide to Customer Development. Patrick Vlaskovits. Página visitada em 2 November 2012.
  24. Not All Those Who Wander Are Lost. Amazon (2012). Página visitada em 2 November 2012.
  25. Liyan Chen (30 September 2012). Live Blog: Entrepreneurs Boot Camp. Forbes Magazine. Página visitada em 2 November 2012.
  26. Liyan Chen (30 September 2012). Live Blog: Entrepreneurs Boot Camp. Forbes Magazine. Página visitada em 2 November 2012.
  27. a b c d Jon Cook (9 October 2012). Q&A with Silicon Valley "Godfather" Steve Blank. Reuters. Página visitada em 2 November 2012.
  28. Laurence McCahill (February 2012). 10 Must-Read Blogs for Any Lean Startup. We Love Lean. Página visitada em 2 November 2012.
  29. Steve Blank, Lecturer, Haas School of Business. The Berkeley Blog. Página visitada em 2 November 2012.
  30. Nivi (3 March 2009). Take a Course From the King of Customer Development. Venture Hacks. Página visitada em 2 November 2012.
  31. a b 11 Entrepreneurs Teaching the Next Generation. The New Entrepreneurs (2012). Página visitada em 2 November 2012.
  32. Chris O'Brien (1 December 2010). O'Brien: The Influencers of Silicon Valley. Mercury News. Página visitada em 2 November 2012.
  33. Scott Anthony (2012). The Masters of Innovation. Harvard Business Review. Página visitada em 2 November 2012.
  34. NSF Innovation Corps. National Science Foundation (2012). Página visitada em 2 November 2012.
  35. EGR 495: The Lean Launchpad. Keller Center (2012). Página visitada em 2 November 2012.
  36. Steve Blank (6 September 2012). The Lean LaunchPad Online. Small Business America. Página visitada em 2 November 2012.
  37. a b Landscapes. Peninsula Open Space Trust (2009). Página visitada em 2 November 2012.
  38. Sarah Rose (3 April 2012). California Coast Loses a Champion. California League of Conservation Voters. Página visitada em 2 November 2012.
  39. Commissioners and Alternates. California Coastal Commission (2012). Página visitada em 2 November 2012.
  40. Demetria (25 April 2012). Live Chat: When to Pivot, When to Persevere With Your Business Idea. The Wall Street Journal. Página visitada em 2 November 2012.
  41. [How to Build a Great Company, Step by Step Steve Blank: How to Build a Great Company, Step by Step]. The Commonwealth Club of California (14 August 2012). Página visitada em 2 November 2012.
  42. a b Steve Blank meets San Diego. Meetup (9 February 2011). Página visitada em 2 November 2012.
  43. [TEC-PaloAlto Legendary Steve Blank Presents His New Book!]. Eventbrite (3 May 2012). Página visitada em 2 November 2012.
  44. Steve Blank Presentation at Rockstart Accelerator, Amsterdam. Eventbrite (6 July 2012). Página visitada em 2 November 2012.