Stourhead House

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fachada principal de Stourhead House.

Stourhead House é um palácio da Inglaterra, localizado no interior de um parque de 2.650 acres (11 km²) na nascente do Rio Stour, próximo de Mere, Wiltshire. A propriedade inclui, além do palácio em estilo Palladiano, a aldeia de Stourton, jardins, terras de cultivo e bosques. A herdade de Stourhead está na posse do "National Trust for Places of Historic Interest or Natural Beauty" (Instituto para os Lugares de Interesse Histórico ou de Beleza Natural) desde 1946.

História[editar | editar código-fonte]

Palácio[editar | editar código-fonte]

A família Stourton vivia na propriedade de Stourhead desde há 700 anos quando a vendeu a Henry Hoare I, filho do próspero banqueiro Sir Richard Hoare (1648-1718), em 1717. O solar original foi demolido e um novo edifício, um dos primeiros no estilo neo-Palladiano, foi desenhado por Colen Campbell e construído por Nathaniel Ireson, entre 1720 e 1724. Ao longo dos 200 anos seguintes os Hoare coleccionaram muitas relíquias de família, incluindo uma grande biblioteca e uma colecção de arte.

Richard Colt Hoare, o neto de Henry Hoare II, herdou Stourhead em 1785, tendo acrescentado ao palácio a alada biblioteca e sendo responsável, no jardim, pela construção da casa dos barcos e pela remoção de vários elementos que não estavam em harmonia com os estilos gerais, clássico e gótico (incluindo uma Tenda Turca). Também melhorou consideravelmente a plantação - o Templo de Apolo ergue-se numa encosta arborizada, a qual foi plantada na época de Colt Hoare.

Em 1901, o palácio foi destruído pelo fogo. No entanto, muitas das suas relíquias foram salvas e o edifício reconstruído num estilo praticamente idêntico. Henry Hugh Arthur Hoare, cujo herdeiro fôra morto na Primeira Guerra Mundial, deu o palácio ao National Trust em 1946, um ano antes da sua morte.

Jardins[editar | editar código-fonte]

Os jardins foram desenhados por Henry Hoare II e implantados entre 1741 e 1780, num desenho clássico do século XVIII, em volta de um grande lago, conseguido pela barragem de um pequeno riacho. A inspiração por trás da sua criação foram os pintores Claude, Poussin e, em particular, Gaspar Dughet, que pintou vistas utópicas de paisagens italianas. É semelhante no estilo aos jardins paisagísticos de Stowe House.

Incluidos no jardim encontram-se vários templos desenhados para exibir a edicação e prosperidade da família Hoare. Na colina sobranceira aos jardins ergue-se um obelisco e a King Alfred's Tower (Torre do Rei Alfred), uma torre em tijolo de 50 metros de altura, desenhada por Henry Flitcroft em 1772; numa outra colina, o Templo de Apolo proporciona um ponto privilegiado para observar os magníficos rododendros, água, cascatas e templos. Os jardins acolhem uma grande colecção de árvores e arbustos de todo o mundo.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Uma réplica em niniatura de Stourhead House foi apresentada como residência de Lady Penelope na série televisiva Thunderbirds.
  • O Templo de Apolo e a Ponte Palladiana podem ser vistas na versão de 2005 do filme Orgulho e Preconceito.
  • Stourhead House foi apresentada na capa do single "What Will You Do (When The Money Goes)?", da banda rock independente "Milburn".

Referências[editar | editar código-fonte]

  • H.M. Colvin, A Biographical Dictionary of British Architects, 1600–1840 (1997) ISBN 0-300-07207-4
  • C. Hussey, English country houses: Mid Georgian, 1760–1800 (1956) pp. 234–8
  • Woodbridge, Kenneth, 1982, The Stourhead Landscape, reedição do National Trust, 2001

Ligações externas[editar | editar código-fonte]