Subconsciência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O termo subconsciência ou subconsciente (lit. abaixo da consciência), é utilizado em psicologia muitas vezes para descrever "qualquer tipo de conteúdo da mente existente ou operante fora da consciência"1 .

Apesar de ser um termo pouco usado na terminologia científica, é muito difundido na cultura popular (cf. o livro O Poder do Subconsciente), onde é utilizado ora como sinônimo de "inconsciente" ou de "pré-consciente" (termos da teoria psicanalítica), ora, quando não se deseja fazer referência à obra de Sigmund Freud, para indicar de maneira geral todo o conteúdo da mente que não é acessível à consciência. Neste sentido mais amplo o subconsciente é, assim, a parte da mente não diretamente acessível ao indivíduo, mas alcançável através de técnicas diversas como a hipnose, a psicoterapia, as mensagens subliminares etc.

Subconsciente foi utilizado pela primeira vez pelo psiquiatra francês Pierre Janet, contemporâneo de Freud, para indicar os conteúdos da mente que se encontram em um nível inferior de consciência. Janet desenvolveu uma complexa teoria da mente, baseada nos conceitos de subconsciente e de dissociação, e foi o primeiro a propor que os conteúdos subconscientes dissociados (ou reprimidos) estejam na origem de alguns sintomas de tipo neurótico2 O mesmo termo foi utilizado por Sigmund Freud em seus primeiros trabalhos, mas foi logo abandonado por causa da sua ambiguidade e substituído por "inconsciente".

Referências

  1. (em inglês)A Dictionary of Psychology Andrew M. Colman. Oxford University Press, 2006. Oxford Reference Online. Oxford University Press. King's College London.
  2. (em francês). Pierre Janet, Névroses et Idées Fixes. Alcan, Paris, 1898. Reprint: Société Pierre Janet, 1990.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]