Sucuk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sucuk.

O sucuk é uma salsicha seca picante comida pelos Bálcãs, no Oriente Médio e na Ásia Central. O nome vem do persa زیجک zījak(tripa cheia).[1] O dicionário persa-Inglês do século XIX, escrita por Francis Steingass o descreve como "os intestinos de um carneiro recheado com carne moída, arroz, etc, e temperado." [2]

É constituída de carne picada (geralmente com carne de vitela, mas no Cazaquistão e no Quirguistão é feito com cavalos) especiarias variadas , incluindo o cominho, o rhus, o alho, o sal e a pimenta, e são embutidos na tripa, deixando secar durante várias semanas. Pode ser mais ou menos salgado, bastante salada e com alto teor de gordura. O sucuk devem ser consumido cozido (pois quando está cru, fica muito consistente). Geralmente é cortado em fatias e cozido sem adição de óleo, pois sua própria gordura é suficiente para fritar. É usado no café da manhã fritando na panela geralmente com ovos acompanhado de uma xícara de Chá preto. O sucuk é usado também em refeições com feijão, ou, em alguns bolos de certas regiões da Turquia. Na Bulgária, o sucuk cru é fatiado e servido geralmente com bebidas. No Líbano, o sucuk é cozinhado e cortados para ser usado em sanduíches com alho e molho de tomate.

Variante turca chamada parmak sucuk

O sucuk também é comumente usada em tortas no Iraque, Síria, Israel e Líbano. O shawarma sucuk também pode ser encontrado às vezes. Similar a isso, o döner sucuk também foi introduzida na Turquia no final de 1990.

Doce[editar | editar código-fonte]

Há também um doce em forma de salsicha chamado Cevizli sucuk (Turquia), soutzoukos (Grécia) ou churchkhela (Geórgia), que é preparado cosuturando em uma seqüência, e mergulhando em mosto de uvas e por seguinte deixando secar.

Referências

  1. sucuk Sözlerin Soyagaci - Çagdas Türkçenin Etimolojik Sözlügü. página acessada em 14 de Julho de 2010
  2. Steingass, Francis Joseph. zijak A comprehensive Persian-English dictionary. página acessada em 14 de Julho de 2010