Suinã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaSuinã
Suinã.JPG

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Fabales
Família: Fabaceae
Subfamília: Faboideae
Género: Erythrina
Espécie: E. velutina
Nome binomial
Erythrina velutina
Willd.

A suinã (Erythrina velutina) é uma árvore nativa da Mata Atlântica e do cerrado brasileiros, presente nas margens dos rios entre os estados do Espírito Santo e Santa Catarina, e na região nordeste do país.

Outros nomes populares: mulungu, canivete, corticeira, corticeira-do-banhado e eritrina.

Simbolicamente, ela é conhecida por possuir alto poder de regeneração. Mesmo quando cortada, a árvore de mulungu renasce ainda mais forte e florida. Muitas pessoas usam suas folhas em chás, devido à sua propriedade calmante.

Mede entre 3 a 5 metros, possui caule espinhoso e folhas grandes. Suas flores são vermelhas vistosas em forma de candelabro. Florece de julho á setembro.

Suas vagens são marrons e abrigam as sementes. As sementes, por sua vez, possuem substâncias tóxicas e não devem ser ingeridas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre leguminosas (família Fabaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.