Summer Days (And Summer Nights!!)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Summer Days (And Summer Nights )
Álbum de estúdio de The Beach Boys
Lançamento 28 de junho de 1965
Gravação 26 de fevereiro e 24 de maio de 1965
Gênero(s) Surf rock, Rock, Sunshine pop e Pop barroco
Duração 26:42
Gravadora(s) Capitol Records
Produção Brian Wilson
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de The Beach Boys
Último
Último
The Beach Boys Today!
(1965)
Beach Boys' Party!
(1965)
Próximo
Próximo


Summer Days (And Summer Nights!!) é o nono álbum de estúdio da banda de rock americana The Beach Boys e seu segundo em 1965. O sucessor de The Beach Boys Today!, certamente teve seus momentos progressistas, mas também foi quase que um retrocesso com sua tentativa de voltar a "fórmula" de sol, verão e diversão.

Summer Days (And Summer Nights!!) alcançou # 2 nos Estados Unidos durante 33 semanas e alcançou #4 no Reino Unido, no Verão de 1966.

No início dos anos 80, como parte da série de relançamentos dos álbuns dos Beach Boys pela Capitol Records, Summer Days (And Summer Nights!) foi renomeado California Girls e teve duas faixas removidas: "Amusement Parks, USA" e "I'm Bugged At My Ol' Man."

O álbum foi finalmente relançado em CD, combinado com The Beach Boys Today!, assim como faixas bônus desse período.

História[editar | editar código-fonte]

Após a mudança de estilo no album The Beach Boys Today!, Brian Wilson foi questionado por Mike Love e pela Capitol Records, sobre quais eram suas intenções musicais. Ambos o incentivaram a fazer um disco mais "Beach Boys". Ficou claro que a banda era, neste momento, estereotipada como uma diversão, banda que canta sobre praias, meninas e bons momentos. Apesar de na superfície Summer Days (And Summer Nights!!) parecer ser um retrocesso para os ideais despreocupados de All Summer Long, de 1964, trazia composições e arranjos mais sofisticados. Brian Wilson compôs, por exemplo, um belo arranjo para instrumentos de corda ("Summer Means New Love") e até uma introdução sinfônica para seu novo single “California Girls”, que alcançou # 3 nos Estados Unidos (introdução que Brian diz ser a sua favorita em toda a sua carreira de compositor). Em retrospectiva, Brian foi no sentido de construir o que seria Pet Sounds no ano seguinte.

Este álbum expõe o choque de idéias dentro do grupo, mostrando a impossibilidade de se voltar atrás nas propostas musicais, soando mais satírico e amargo que seu antecessor, o que fez surgir canções pré-psicodélicas e bastante maduras com os "truques de estúdio" de Brian na produção. Segundo o redator Neal Fersko, o título do disco implica um lado mais escuro de verão, sugerindo uma sombra para a vida, todos os personagens americanos uma vez que o sol se põe.[1]

Este álbum possui arranjos mais elaborados, assim como seu antecessor The Beach Boys Today!, e, como este, conta com instrumentos exóticos ao rock da época como castanholas, ukulele, e o curioso instrumento celesta, gravado por Bruce Johnston.

Summer Days (And Summer Nights!!) foi a primeira aparição de Bruce Johnston em um álbum do Beach Boys. Como substituto de Brian Wilson nos palcos, ainda não era um membro "oficial" da banda, mas Brian apreciando as habilidades de Johnston o convidou para o estúdio. Bruce costumava acompanhar o grupo em sessões de fotos, mas ele foi proibido de tê-las publicadas devido a um contrato pré-existente com uma gravadora concorrente, a Columbia Records. Seu rosto não apareceria na capa de um disco dos Beach Boys até Friends, em 1968. Junto com Johnston, Al Jardine também não aparece na foto da capa de Summer Days - que tem o grupo em um veleiro -, pois teve que faltar a sessão por motivo de doença.

O álbum provou ser mais um sucesso de vendas nos Estados Unidos onde alcançou # 2 (atrás apenas de Out of Our Heads do The Rolling Stones) . No ano seguinte, Summer Days (And Summer Nights!) atingiu # 4 no Reino Unido.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as canções de Brian Wilson / Mike Love, exceto onde indicado.

Lado A

  1. "The Girl from New York City" – 1:54
    • Mike Love nos vocais
  2. "Amusement Parks USA" – 2:29
    • Mike Love e Brian Wilson nos vocais
  3. "Then I Kissed Her" (Phil Spector/E. Greenwich/J. Barry) – 2:15
    • Al Jardine nos vocais
  4. "Salt Lake City" – 2:00
    • Mike Love e Brian Wilson nos vocais
  5. "Girl Don't Tell Me" (Brian Wilson) – 2:19
    • Carl Wilson nos vocais
  6. "Help Me, Rhonda" – 2:46
    • Al Jardine nos vocais

Lado B

  1. "California Girls" – 2:38
    • Mike Love nos vocais
  2. "Let Him Run Wild" – 2:20
    • Brian Wilson nos vocais
  3. "You're So Good to Me" – 2:14
    • Brian Wilson nos vocais
  4. "Summer Means New Love" (Brian Wilson) – 1:59
    • Instrumental
  5. "I'm Bugged at My Ol' Man" (Brian Wilson) – 2:17
    • Brian Wilson nos vocais' (apresentado no disco como "muito envergonhado")
  6. "And Your Dream Comes True" – 1:04
    • Vocais do grupo

Compactos[editar | editar código-fonte]

  • "Help Me, Rhonda" b/w "Kiss Me Baby" (de The Beach Boys Today! ) (Capitol 5395), 5 de abril de 1965 US #1; UK #27
  • "California Girls" b/w "Let Him Run Wild (Capitol 5464), 12 de julho de 1965 US #3; UK #26

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Instrumentos usados[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • The Beach Boys Today!/Summer Days (and Summer Nights!!) CD booklet notes, David Leaf, c.1990.
  • "The Nearest Faraway Place: Brian Wilson, The Beach Boys and the Southern California Experience", Timothy White, c. 1994.
  • "Wouldn't It Be Nice - My Own Story", Brian Wilson and Todd Gold, c. 1991.
  • "Top Pop Singles 1955-2001", Joel Whitburn, c. 2002.
  • "Top Pop Albums 1955-2001", Joel Whitburn, c. 2002.
  • Allmusic.com

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de The Beach Boys é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]