Sun Yat-sen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sun Yat-sen
孫文
孫中山
孫逸仙
Sun Yat-sen
孫文
孫中山
孫逸仙
Presidente Provisório da República da China
Mandato 1 de janeiro de 1912
até 1 de abril de 1912
Vice-presidente Li Yuanhong
Sucessor(a) Yuan Shikai
Vida
Nascimento 12 de novembro de 1866
Xiangshan, Império Qing
Morte 12 de março de 1925 (58 anos)
Pequim, República da China
Dados pessoais
Alma mater Colégio de Medicina de Hong Kong para Chineses
Cônjuge Lu Muzhen (1885 – 1915)
Soong Ching-ling (1915 – 1925)
Partido Kuomintang
Religião Congregacionalismo[1]
Profissão médico
político
revolucionário
escritor

Sun Yat-sen (pinyin: Sūn YiXiān; Cuiheng, 12 de novembro de 186612 de março de 1925) foi um estadista, político e líder revolucionário chinês. Como o principal pioneiro da China republicana, Sun é frequentemente referido como o Pai da Nação. Desempenhou um papel fundamental na derrubada da Dinastia Qing em outubro de 1911, a última dinastia imperial da China. Foi o primeiro provisório quando a República da China foi fundada em 1912 e mais tarde co-fundador do Kuomintang, onde atuou como seu primeiro líder. Sun foi uma figura de união na China pós-imperial e continua a ser o único entre os políticos chineses do século XX a ser amplamente reverenciado entre os povos de ambos os lados do Estreito de Taiwan.

Embora Sun seja considerado um dos grandes líderes da moderna China, sua vida política foi caracterizada por uma luta constante e frequente exílio. Após o sucesso da revolução, ele rapidamente foi afastado do poder na recém-fundada República da China e liderou sucessivos governos revolucionários como um desafio para a senhores da guerra que controlavam a maior parte do país. Sun não viveu para ver o seu partido consolidar seu poder sobre o país. Seu partido, que formou uma frágil aliança com os comunistas, dividiu-se em duas facções após sua morte. O mais importante legado de Sun reside no desenvolvimento que fez de um filosofia política conhecida como Três Princípios do Povo: nacionalismo, democracia e meio de vida das pessoas.[2]

Nomes[editar | editar código-fonte]

O nome de nascimento de Sun Yat-sen era Sun Wen (Sūn Wén, 孫文) e o nome oficial era Sun Deming (Sūn Démíng, 孫德明). Durante a infância, ele tinha o nome de criança Dixiang (Dìxiàng, 帝象). O nome de cortesia (nome a ser usado na idade adulta) de Sun Yat-sen foi Zaizhi (Zàizhī, 載之) e seu nome literário foi Rixin (Rìxīn, 日新), mais tarde Yixian (Yat-sen, 逸仙). Ele também era frequentemente chamado pelo nome de Sun Zhongshan (孫中山).[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sun Yat-sen (fileira de trás, o quinto a partir da esquerda) e sua família.

Sun Yat-sen nasceu no dia 12 de novembro de 1866 em uma família Hacá na vila de Cuiheng, Xiangshan (mais tarde Zhongshan), Cantão, província de Guangdong (26 km ao norte de Macau).

Estátua de Sun Yat-sen como um menino de escola em Honolulu, Havaí, de 13 anos
Estátua de Sun Yat-sen como um menino de escola em Honolulu, Havaí, de 13 anos

Quando criança, Sun Yat-sen ouviu muitas histórias sobre a Rebelião de Taiping de um velho soldado Taiping chamado Lai han-ying (賴漢英). Depois de estudar por alguns anos na escola local, aos treze anos Sun passou a viver com seu irmão mais velho, Sun Mei, em Honolulu. Sun Mei, que era quinze anos mais velho que Sun Yat-sen, tinha emigrado para a Havaí como um operário e se tornara um próspero comerciante. Embora Sun Mei nem sempre tenha sido favorável às atividades revolucionárias posteriores de Yat-sen, ele apoiava seu irmão financeiramente, permitindo que Yat Sen abandonasse sua carreira profissional. Sun Yat-sen estudou na Iolani School, onde aprendeu inglês, matemática e ciências. Originalmente incapaz de falar o idioma inglês, Sun Yat-sen aprendeu a linguagem tão rapidamente que recebeu um prêmio do príncipe David Kalakaua pela conquista notável. Enquanto estudava na Iolani, fez amizade com Phong Tong, que mais tarde fundou o First Chinese-American Bank (Primeiro Banco Sino-Americano). Depois de frequentar a Iolani School, onde se formou em 1882,[4] Sun matriculou-se no Oahu College (atual Punahou School) para maiores estudos para um semestre.[5] Logo foi enviado para casa na China quando o seu irmão estava ficando com medo de que Sun Yat-sen estava prestes a abraçar o cristianismo, mas ele retornou ao Havaí pelo menos duas vezes, em 1900 e 1901.[6] Em março de 1904, ele obteve uma certidão de nascimento havaiano,[7] emitida pelo Território do Havaí, afirmando que nascera no dia 24 de novembro de 1870 em Kula, Maui.[8]

Estudou medicina em Honolulu (Havaí) e em Hong Kong. Posteriormente se converteu ao protestantismo. Ao ser batizado aos 17 anos, adotou um novo nome, nome de cortesia (hào) na tradição chinesa: Rìxi-n, que significa "renovação diária". Mais tarde, seu professor de literatura escreveu seu nome como Yìxiān. Os ideogramas 逸仙 correspondentes a este nome se pronunciam em cantonês como Yat-sen. E foi com este nome e pronúncia com o qual ficou conhecido o seu nome no Ocidente.

Em 1894 funda em Hong Kong a Sociedade para a Regeneração da China, que tinha como objetivo promover o renascimento político da China e fomentar as atividades revolucionárias contra a Dinastia Qing para instalar um governo democrático no país. Participou em um levante em Guangzhou em setembro de 1895, uma tentativa fracassada de golpe de estado, pela qual teve que se exilar no Japão. Passou vários anos no exílio naquele país e também na Europa, Estados Unidos e Canadá. Em Londres foi seqüestrado em 11 de outubro de 1896 por membros da embaixada imperial chinesa. Ao conseguir libertar-se, passou a ser conhecido no Reino Unido como líder revolucionário chinês.

Em 1905, durante o período japonês de seu exílio, funda em Tóquio a Sociedade da Aliança Unida. Esta sociedade seria o embrião do Kuomintang, o partido nacionalista chinês.

Em 10 de outubro de 1911 encontrava-se em Denver (Estados Unidos) quando ocorreu o levante de Wuchang, revolta revolucionária em Whuhan, província de Hubei, que provocou a queda da última dinastia imperial. Ao ocorrer esta revolução, Sun voltou à China, dirigindo-se a Nanquim, onde foi designado presidente provisório da nova República da China, em 29 de Dezembro do mesmo ano.

O governo provisório de Nanquim controlava apenas uma parte reduzida do país. Sun chegou a um acordo com Yuan Shikai para que este, que controlava o Exército no norte da China, derrotasse finalmente o imperador, que ainda não havia admitido o fim de seu poder. Sun permitiu a Yuan Shikai converter-se em Presidente da República. Em 1913 Sun tentou afastar Shikai do poder, sem êxito, o que levou-o novamente a exilar-se no Japão. Lá contraiu segundas núpcias com Song Qingling.

Em 1917 voltou à China, estabelecendo-se em Guangzhou, onde foi nomeado presidente do autoproclamado Governo Nacional. Ali, fundou a Academia Militar de Whampoa, dirigida por Chiang Kai-shek, de onde tentou organizar um exército para conquistar o norte da China, ainda em poder de Yuan Shikai.

Organizou o Kuomintang como um partido de estilo leninista, mesmo não sendo comunista, o que lhe valeu o apoio do Komintern, o que proporcionou a primeira Frente Unida dos nacionalistas do Kuomintang com o recém criado Partido Comunista Chinês.

Em 12 de março de 1925, Sun Yat-sen, aos 60 anos de idade e enfermo de câncer, morreu em viagem a Beijing para onde se dirigia, a fim de entabular negociações com os dirigentes do norte da China em uma tentativa de reunificação nacional.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Soong, (1997) p. 151-178
  2. Dependendo da tradução, "meio de vida das pessoas " é por vezes traduzido por "socialismo").
  3. Sun Yat-sen. Encyclopedia Britannica.
  4. Dr. Sun Yat-Sen (class of 1882). Iolani School website.
  5. Brannon, John (2007-08-16). Chinatown park, statue honor Sun Yat-sen. Honolulu Star-Bulletin. Página visitada em 2007-08-17. "Sun formou-se na Iolani School em 1882, em seguida frequentou o Oahu College - hoje conhecido como Punahou School - por um semestre."
  6. Brannon, John (2007-08-16). Chinatown park, statue honor Sun Yat-sen. Honolulu Star-Bulletin. Página visitada em 2007-08-17. "Durante uma visita de 1900, Sun disse ao anunciante [...] Ele disse em uma entrevista de 1901 aqui que "Este é meu Hawai'i."
  7. Sun Yat-sen: Certification of Live Birth in Hawaii www.scribd.com
  8. Sun Yat-sen’s strong links to Hawaii, Honolulu Star Bulletin "Sun renunciou-a no devido curso. Ela ajudou-o, entretanto, a contornar a Lei de Exclusão Chinesa de 1882, que tornou-se aplicável quando o Havaí foi anexado aos Estados Unidos em 1898."