Supletismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Supletismo é um processo lingüístico pelo qual uma palavra apresenta raízes diferentes para um mesmo paradigma, dependendo da inflexão (do verbo, substantivo). Isso, conforme norma geral, não ocorre na maioria das palavras, nas quais varia apenas o alomorfo (ex.: sufixo).

Em português, um típico caso de supletismo está no verbo "ir". As formas supletivas típicas para esse verbo são, no presente do indicativo, "vou", "vais", "vai", etc, que não derivam da raiz "i-". No passado perfeito, a raiz muda mais uma vez. Temos "fui", "foste", "foi",etc.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Paradigmas sem supletismo[editar | editar código-fonte]

  • espanhol: cantar > canto, canté
  • inglês: list > lists, listed
  • alemão: machen > mache, machte
  • russo: делать > делаю, делал

Paradigmas com supletismo[editar | editar código-fonte]

  • espanhol: ir > voy, fui
  • inglês: go > went, good > better
  • alemão; sein > bin, war
  • russo: человек > люди, год > лет

Ligações externas[editar | editar código-fonte]