Tópicos (Aristóteles)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia

Tópicos é o nome de um dos seis trabalhos de Aristóteles coletivamente conhecidos como Órganon (os outros cinco são: Categorias, Da Interpretação, Analíticos Anteriores, Analíticos Posteriores e Elencos Sofísticos)1 . Os Tópicos constituem o tratado de aristóteles sobre a arte dialética - a invenção e descoberta de argumentos em que as proposições se apoiam em opiniões comuns2 ou endoxa (ἔνδοξα, em grego). Os tópicos (τόποι) são "lugares" de onde tais argumentos podem ser descobertos ou inventados.

Referências

  1. Aristóteles. Órganon. Tradução do grego, textos adicionais e notas de Edson BINI. Bauru: Edipro, 2005. 608p. pp. 81-110
  2. Estas "opiniões comuns" não são meramente noções populares dos homens na rua sobre qualquer assunto; ao contrário, ενδοξα são lugares comuns da razão sobre os quais aqueles que disputam conscientemente (todos os homens, a maior parte dos homens, a maior parte dos homens sábios ou os mais conhecidos dentre os sábios) concordam em princípio - isto é, aquilo que é "sacralizado" (emprestando um termo religioso) na opinião ou na crença daqueles que disputam.


Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.