TV Aratu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-question.svg
Este artigo ou seção pode conter texto de natureza não enciclopédica.
Justifique o uso dessa marcação e tente resolver essas questões na página de discussão.
Editor, considere adicionar a data dessa marcação. Isso pode ser feito automaticamente substituindo essa predefinição por {{subst:não enc}}.
TV Aratu
Sistema Aratu de Rádio e Televisão Ltda.
Televisão Aratu S/A
TV Aratu
Rua Pedro Gama,31, Federação.
Cidade de concessão Salvador, BA
Canais
4 analógico
25 UHF e 4.1 Virtual digital
Outros canais
Slogan #Compartilhe
Rede SBT
Proprietário Roberto Coelho
Família Coelho
Fundação 15 de março de 1969 (45 anos)
Prefixo ZYA 296
Cobertura Bahia[1]
Redes anteriores Rede Globo
Rede Manchete
CNT
Nome(s) anteriore(s) CNT Aratu (1995-1997)
Potência 15 Kw
Página oficial Aratu Online

A TV Aratu, também chamada de SBT Bahia, é uma emissora de televisão brasileira com sede em Salvador, capital da Bahia, também conhecida como a Emissora do Galinho. A emissora é afiliada ao Sistema Brasileiro de Televisão, mais conhecida como SBT e opera no canal 4 VHF e em diversas repetidoras espalhadas na Bahia, mas também opera em outros canais em diversas repetidoras.

O nome Aratu remete ao crustáceo que habita os mangues do Recôncavo baiano. O seu símbolo, o galo, é uma ave-símbolo da capoeira.

A TV Aratu é o principal veículo do grupo, que também é formado pelo portal da internet Aratu Online, a TV Aratu Camaçari e as emissoras de rádio 96 FM e Cultura AM[2] .

História[editar | editar código-fonte]

Rede Globo (1969-1987)[editar | editar código-fonte]

A emissora entrou no ar em 15 de março de 1969, sendo a segunda mais antiga emissora da Bahia, depois da TV Itapoan, no ar desde 15 de novembro de 1960 e afiliada à Tupi. A emissora entrou no ar sem nome no canal 4.

Na escolha para o nome da emissora, alguns foram cogitados, e só após quatro meses de inaugurada (julho), foi registrado o nome definitivo, a TV Aratu. Neste mesmo período foi lançado seu primeiro programa esportivo local.

No mesmo ano, firmou acordo de afiliação com a recém-criada Rede Globo, direto da cidade do Rio de Janeiro. Como não havia transmissões de micro-ondas e via satélite, a programação da Globo vinha gravada em viagens diárias de avião entre Rio de Janeiro e Salvador. Quando a programação gravada sofria atraso ou extravio, a emissora era obrigada a repetir a programação da Globo no dia anterior.

Na década de 70, torna-se a primeira emissora a transmitir a programação em cores na Bahia.

Na mesma década, passa a receber a programação da Globo por via micro-onda direto de Recife (na época, a programação era da TV Globo Recife), acabando as viagens entre Salvador-Recife-Salvador.

Em 15 de março de 1979, a emissora comemora os 10 anos no ar, com o comercial das velas e religiosidade do povo baiano ao Senhor do Bonfim, com os 10 velas da emissora, agradecendo os santos baianos pelos 10 anos de liderança, realizado pelo DM9 (do Duda Mendonça). Convidado a assistir o comercial o Ministro das Comunicações, Haroldo Correia de Matos, externou a sua emoção: “Isso é poesia visual. É o filme mais bonito que ví em toda minha vida!”.[3]

Depois das comemorações, instala as primeiras retransmissoras no interior da Bahia, onde enviam sinais por via micro-ondas e ao mesmo tempo passa ser líder de audiência no Estado.

No início dos anos 80, passa a receber a programação da Globo via satélite diretamente do Rio de Janeiro.

Saída da Rede Globo em 1987[editar | editar código-fonte]

Durante quase 18 anos de transmitir a programação da Rede Globo, teve o contrato de afiliação não renovado pela rede, em janeiro de 1987, quando a TV Bahia, criada em março de 1985, deixou inesperadamente a Rede Manchete e passou transmitir a Globo.

Em seguida, as TVs Aratu e a Bahia disputaram judicialmente, enquanto exibiram a programação da Globo por três dias na Bahia, quando a TV Bahia venceu, pois a TV Aratu foi comunicada pela Rede Globo tardiamente de sua perda da afiliação.

Depois da perda, proprietários da TV Aratu acusaram a Rede Globo por ter escolhido a TV Bahia por conta das amizades de Roberto Marinho e o político local Antônio Carlos Magalhães.[carece de fontes?]

Porém há uma versão que ficou esquecido: enquanto a TV Aratu tinha cobertura apenas 100 municípios da Bahia e com equipamentos ultrapassados, a TV Bahia tinha equipamentos modernos desde a época da entrada no ar e tinha cobertura dos 300 municípios, o que atraiu a atenção da Globo.[carece de fontes?]

Rede Manchete (1987-1995)[editar | editar código-fonte]

Com a perda da Rede Globo, a TV Aratu afiliou-se à Rede Manchete em janeiro de 1987, que havia sido afiliada pela TV Bahia.

Na época que a TV Aratu seguia como afiliada da Manchete podia-se observar que a qualidade de sua imagem analógica caíra vertiginosamente, talvez pelo fato de seu contrato com a Rede Globo ter acabado inesperadamente.

A situação da emissora oscilava de forma análoga a da matriz da rede, gerando comentários no meio televisivo acerca desse fato antagônico.

Provavelmente por causa do desligamento repentino da Globo, a emissora não mais investia na qualidade de sua programação local, deixando inclusive de mencionar a sua afiliação com a Rede Manchete e de ser líder de audiência. E filiou-se à Manchete apenas como tapa-buraco, pois em 1987 existiam poucas emissoras em rede nacional, e assim seria uma única saída para a TV Aratu.

A situação da emissora muda entre 1988 a 1992, quando novelas, séries e programas (entre elas a novela Pantanal e séries japonesas) da Manchete levam à liderança em Salvador e na Bahia.

No início de 1995, notas nos jornais (principalmente no A Tarde), davam conta de uma mudança na direção da emissora baiana. Comentava-se que a emissora estaria sendo arrendada pelas Organizações Martinez e que daquele momento em diante surgia a esperança de novos tempos com uma nova casa a Central Nacional de Televisão (CNT).

CNT (1995-1997)[editar | editar código-fonte]

Em junho de 1995, depois de mais de oito anos de transmitir a Manchete, foi uma das primeiras a abandonar a rede, alegando prejuízo financeiro e se afiliou-se à Central Nacional de Televisão (CNT).

Em 1996, um ano depois da afiliação à rede paranaense, a qualidade dos programas locais e principalmente do sinal da emissora melhora consideravelmente, fazendo com que a partir do arrendamento e afiliação adote o nome fantasia de CNT Aratu.

Em junho de 1997, já findando o prazo de afiliação/arrendamento da emissora baiana a CNT, a TV Aratu anuncia que vai se afiliar ao SBT.

SBT (1997-presente)[editar | editar código-fonte]

No final de junho de 1997, com o fim do prazo de afiliação/arrendamento, a TV Aratu torna-se afiliada ao Sistema Brasileiro de Televisão, mais conhecida como SBT, devido a compra da co-irmã TV Itapoan pela Rede Record que ficaria sem sinal no estado por semanas, devido a desfiliação da Itapoan.

Já na era do SBT, a emissora amplia a programação local com telejornais e programas populares, tornando-se vice-líder de audiência, em alguns casos, a liderança na Bahia, perdendo apenas a TV Bahia.

Em 29 de dezembro de 2000, a TV Aratu firmou contrato com a Embratel para retransmitir seu sinal para o interior da Bahia por meio de TV digital via satélite, o que lhe permitirá atingir a todos os municípios baianos com qualidade digital.[4] Em troca, a Embratel fornece serviço do segmento espacial e os equipamentos da estação de subida do sinal a serem instalados na sede da emissora.[4] No ato da assinatura, compareceram, o diretor de Vendas Corporativas da Embratel, Gervásio Cavalcante Neto, cuja diretoria é sediada em Recife, Pernambuco e o presidente da emissora, Roberto Coelho.[4]

Até 2000, a área de cobertura da TV Aratu abrangia cerca de 6 milhões de baianos, atingindo as principais cidades baianas.[4] A meta da emissora é cobrir até final de 2001, cerca de 80% da população do Estado, que corresponderá, aproximadamente, a 10 milhões de pessoas.[4] Concluída essa etapa de implantação, todos os municípios baianos com população superior a 20 mil habitantes terão acesso à programação em rede do SBT e à programação local da TV Aratu.[4]

Em 2001, surgem especulações da imprensa baiana e brasileira sobre a volta da TV Aratu na Globo, depois que a emissora ter cobertura em toda a Bahia e voltaria a Globo sem pedir as condições para voltar; Antônio Carlos Magalhães, proprietário da Rede Bahia, reclamou as constantes sátiras no Casseta & Planeta por conta do escândalo da quebra do sigilo no Senado do Brasil, agravado pela emissora dele ao se recusar cobrir a passeata de 16 de maio (que era contra o senador) para Rede Globo, que a rede só obteve cópia da gravação feita pelo Sindicato dos Bancários da Bahia. "A TV Bahia só não tinha as imagens, como também negou-se a transmitir nossa fita. Tivemos que mandar via Embratel", conta o presidente do sindicato, Álvaro Gomes.[5]

Em novembro do mesmo ano, a Justiça do Trabalho julga procedente ação trabalhista movida por um jornalista[quem?] que comandou os telejornais da emissora nos anos 70 até início de 80 e condena a emissora e as todas as agências publicitárias retenham créditos da emissora até o pagamento total da indenização devida, superando R$1 milhão.[6]

Depois de 2002, a emissora do galinho tem investido em expansão do sinal, ampliação física da emissora como novos estúdios (news center) e modernos equipamentos digitais acompanhando a tendência mundial de qualidade em entretenimento.

Em 4 de abril de 2005, após anos sem o sinal de alguma afiliada do SBT, dois principais municípios do sul da Bahia (Ilhéus e Itabuna) passam a ter sinal da TV Aratu de Salvador, até então os moradores na região assistiam a programação do SBT através das antenas parabólicas. A TV Aratu passa a serem sintonizadas no canal 7 em Ilhéus, em Itabuna nos canais 54 UHF e 6 da TV Cabo.[7]

Em 15 de abril de 2009, o juiz Manuel Bahia acatou pedido do Ministério Público da Bahia e ordenou a suspensão do programa policial Na Mira até que seja reformulado, alegando que é exibido em horário acessível às crianças e aos adolescentes e traz cenas impróprias para esse público. O juiz diz que não se trata um ato de censura, mas tem o objetivo de coibir "exageros, cenas de violências, imagens chocantes e desrespeitosas à dignidade da pessoa humana", como informa o MP através de nota em seu site. Caso a emissora não suspendesse a veiculação do programa, poderia ser multada em R$ 10 mil por dia de transmissão.[8] Porém, no dia 17 de abril, a proibição do programa policial foi suspensa, depois da reunião na sede do Ministério Público Estadual, os promotores de justiça Almiro Sena (Cidadania), Isabel Adelaide Moura (Criminal) e diretores da emissora firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em que ficou acertado o pedido de suspensão da liminar que proibia a exibição do Na Mira e foram estabelecidos critérios de adequação para o conteúdo exibido.[9]

O sinal digital da TV Aratu em HDTV começou a ser transmitido às 18hs do dia 1º de dezembro de 2009, com o fim da instalação da antena com a nova tecnologia. Primeira televisão local a realizar a transmissão em cores na Bahia, é a segunda a exibir o sinal digital no estado.

Assim como as demais afiliadas do SBT no Nordeste segue a programação normal da emissora,mas durante a vigência do horário de verão,a programação local não muda de horário e a Aratu adere a Rede Fuso do SBT transmitindo a programação nacional em delay durente a semana.O SBT Brasil e a novela das 20h30 (atualmente Chiquititas) seguem sendo apresentadas em tempo real.Nos fins de semana deste período a programação local da TV Aratu e a nacional do SBT são transmitidas 1h mais cedo.

Programação[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional do SBT, a TV Aratu transmite os seguintes programas:

Entretenimento[editar | editar código-fonte]

  • Clube da Alegria, com Carla Perez.Segunda á Sexta.10h e 30m
  • Que Venha o Povo, com Casemiro Neto. Segunda á Sexta.11h e 10m
  • Universo Axé com Alex Lopes.Segunda á Sexta.13h e 30m
  • Se liga no Pida. Sábado.12h e 15m
  • Chegue Mais com Daniela Prata.Sábado.13h

Jornalismo[editar | editar código-fonte]

  • Bom Dia Bahia com Daniela Prata.Segunda á Sexta.7h e 50m
  • Na mira com Silvio Mendes.Segunda á Sexta.12h e 25m
  • Aratu Notícias com Carla Araújo.Segunda a Sexta.13h20m

Esportes[editar | editar código-fonte]

  • No Campo do 4 com Lise Oliveira e Preto Casagrande.19h e 30m

Jornalismo[editar | editar código-fonte]

Durante a sua história revelou grandes nomes da TV Brasileira: Leila Cordeiro, Regina Dourado, Hermano Henning, José Raimundo, Márcia Prado, Mônica Puga, Valeria Sffeir, Maria Manso, Analice Salles, Rita Batista, Zé Eduardo, Uziel Bueno, Jessica Senra e Pedro Bial.

Atualmente, a emissora tem em destaque no seu quadro de jornalistas os apresentadores: Carla Araújo gerente de jornalismo da casa, Daniela Prata, apresentadora dos programas Bom Dia Bahia e Chegue Mais, Casemiro Neto, apresentador do QVP, Silvio mendes, apresentador do Na Mira, Alex Lopes, do Universo Axé, Mila Loureiro, com o Tableiro, Carla Perez, com o Clube da Alegria e Lise Oliveira e Preto Casagrande com o No Campo do 4

Slogans[editar | editar código-fonte]

1970 - Salvador, Meu Amor Bahia

1973 - A Liderança Colorida

1980 - Do 4 eu não saio

2014 - #Compartilhe

Sinal[editar | editar código-fonte]

Por operar via satélite, o sinal da emissora é disponibilizado a todos os municípios baianos interessados e seu compromisso comunitário se faz presente em diversas ações realizadas no programa Que Venha o Povo. Novos produtos vêm sendo criados a cada ano, no sentido de adaptar-se aos inúmeros desejos da comunidade, atender às expectativas dos anunciantes e também prestar serviço ao público.

Retransmissoras:

  • Alagoinhas - 6
  • Anagé - 4
  • Aporá - 6
  • Apuarema - 7
  • Araci - 6
  • Barra - 13
  • Barra da Estiva - 6
  • Barra do Choça - 7
  • Barreiras - 13
  • Boa Nova - 9
  • Bom Jesus da Lapa - 6
  • Brejões - 5
  • Brumado - 11
  • Buritirama - 3
  • Caetité - 12
  • Catu - 33
  • Conceição do Coité - 12
  • Esplanada - 9
  • Euclides da Cunha - 9
  • Eunápolis - 13
  • Feira de Santana - 3
  • Gameleira (Distrito de Sítio Mato) - 4
  • Gandú - 4
  • Guanambi - 7
  • Iaçu - 3
  • Ibotirama - 9
  • Ilhéus - 7
  • Irecê - 10
  • Itaberaba - 10
  • Itabuna - 54
  • Itagimirim - 6
  • Itamari - 11
  • Itapetinga - 6
  • Jacobina - 11
  • Jaguaquara - 13
  • Jandaíra - 13
  • Jequié - 2
  • Jitaúna - 13
  • Juazeiro - 4
  • Luís Eduardo Magalhães - 10
  • Miguel Calmon - 13
  • Monte Santo - 13
  • Mundo Novo - 9
  • Mutuípe - 11
  • Nova Canaã - 4
  • Novo Ibiá - 13
  • Paramirim - 13
  • Paulo Afonso - 7
  • Petrolina - 4
  • Pilão Arcado - 9
  • Pindobaçu - 13
  • Poções - 13
  • Porto Seguro - 7
  • Remanso - 11
  • Ribeira do Pombal - 8
  • Rio Real - 9
  • Ruy Barbosa - 13
  • Santa Maria da Vitória - 4
  • Santana - 4
  • São Félix do Coribe - 4
  • Seabra - 7
  • Senhor do Bonfim - 13
  • Sento Sé - 7
  • Serrinha - 9
  • Serrinha - 9
  • Sítio do Mato - 6
  • Teolândia - 13
  • Tucano - 6
  • Ubaitaba - 10
  • Ubatã - 5
  • Ubicuí - 11
  • Una - 4
  • Uruçuca - 4
  • Vitória da Conquista - 13
  • Wanderley - 2
  • Xique-Xique - 5

Cidades que recebem o sinal direto da torre em Salvador.

  • Amélia Rodrigues - 4 (Direto)
  • Aratuípe - 4 (Direto)
  • Cachoeira - 4 (Direto)
  • Camaçari - 4 (Direto)
  • Candeias - 4 (Direto)
  • Conceição da Feira - 4 (Direto)
  • Cruz das Almas - 4 (Direto)
  • Dias Dávila - 4 (Direto)
  • Itaparica - 4 (Direto)
  • Jaguaripe - 4 (Direto)
  • Lauro de Freitas - 4 (Direto)
  • Madre de Deus - 4 (Direto)
  • Maragogipe - 4 (Direto)
  • Mata de São João - 4 (Direto)
  • Muniz Ferreira - 4 (Direto)
  • Nazaré - 4 (Direto)
  • Salinas da Margarida - 4 (Direto)
  • Santo Amaro - 4 (Direto)
  • Santo Antônio de Jesus - 4 (Direto)
  • São Felipe - 4 (Direto)
  • São Francisco do Conde - 4 (Direto)
  • São Sebastião do Passé - 4 (Direto)
  • Saubara - 4 (Direto)
  • Simões Filho - 4 (Direto)
  • Valença - 4 (Direto)
  • Vera Cruz - 4 (Direto)

Cidades do interior que recebem o sinal direto do SBT; retransmissoras próprias da emissora paulistana:

  • Abaíra - 13
  • Acajutiba - 4
  • Adustina - 9
  • Água Fria - 11
  • Andaraí - 11
  • Antas - 9
  • Antônio Gonçalves - 4
  • Apuarema - 9
  • Aracatu - 6
  • Banzaê - 13
  • Belmonte - 11
  • Belo Campo - 11
  • Biritinga - 6
  • Boa Vista do Tupim - 13
  • Bom Jesus da Serra - 9
  • Brotas de Macaúbas - 9
  • Caculé - 11
  • Caetanos - 6
  • Cafarnaum - 9
  • Camacan - 6
  • Canarana - 13
  • Cansanção - 7
  • Canudos - 9
  • Capim Grosso - 4
  • Caraíbas - 11
  • Central - 11
  • Cícero Dantas - 7
  • Cocos - 4
  • Conde - 6
  • Cordeiros - 11
  • Coronel João Sá - 13
  • Cotegipe - 10
  • Formosa do Rio Preto - 7
  • Gavião - 12
  • Gentio do Ouro - 9
  • Gongogi - 13
  • Ibiassucê - 11
  • Ibirapitanga - 7
  • Ibititá - 9
  • Ichu - 6
  • Igaporã - 9
  • Ipiaú - 10
  • Itagibá - 12
  • Itapé - 7
  • Itapicuru - 13
  • Itarantim - 10
  • Itatim - 7
  • Itororó - 11
  • Iuiú - 11
  • Jiquiriçá - 13
  • Lago Real - 9
  • Licínio de Almeida - 9
  • Macajuba - 11
  • Macarani - 6
  • Maetinga - 9
  • Malhada de Pedras - 13
  • Mansidão - 8
  • Marau - 11
  • Mirangaba - 13
  • Mirante - 9
  • Mortugaba - 9
  • Mucugê - 7
  • Nova Fátima - 12
  • Nova Redenção - 4
  • Nova Viçosa - 13
  • Olindina - 11
  • Oliveira dos Brejinhos - 9
  • Ourolândia - 5
  • Palmas de Monte Alto - 11
  • Paripiranga - 13
  • Pé de Serra - 8
  • Piatã - 10
  • Pindobaçu - 7
  • Planalto - 4
  • Presidente Jânio Quadros - 9
  • Retirolândia - 13
  • Riachão das Neves - 12
  • Riachão de Santana - 7
  • Ribeira do Amparo - 10
  • Rio de Contas - 7
  • Rio do Antônio - 11
  • Rio do Pires - 4
  • Santa Brígida - 11
  • Santa Cruz de Cabrália - 7
  • Santa Inês - 9
  • Santa Rita de Cássia - 5
  • São Domingos - 9
  • Saúde - 11
  • Sento Sé - 5
  • Serrolândia - 7
  • Tanque Novo - 13
  • Teofilândia - 11
  • Tremedal - 13
  • Utinga - 7
  • Várzea do Poço - 9
  • Wagner - 7

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Do ponto de vista técnico a emissora vem se aprimorando. Hoje já está com sinal via Embratel, com imagem 100% digital, atingido mais da metade do Estado. A emissora passou por reformas físicas, implantou novas instalações para os departamentos de jornalismo, de programação, camarins, novas ilhas de edição digitais, um novo transmissor entre outros equipamentos.

Sinal Digital[editar | editar código-fonte]

Até o momento a Emissora possui apenas o sinal Digital em Salvador atualmente está sendo implantado em suas retransmissoras no interior. Sua programação local é exibida ao vivo em HD. Por enquanto apenas o Clube da Alegria apresentado por Carla Perez é em SD já que é gravado.

Portal Aratu Online[editar | editar código-fonte]

O portal aratu online é um portal de notícias pertence a TV Aratu afiliada do SBT na Bahia. Como acontece no Itapoan Online, o Aratu Online também possibilita que veja sua programação através do portal.[10]

Referências