TV Em Tempo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de TV Em Tempo (Parintins))
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde junho de 2013).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde junho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
TV Em Tempo
Grupo Raman Neves de Comunicação
Sociedade de Televisão Manauara Ltda.
Manaus, Amazonas
Brasil
Tipo Empresa privada
Canais
10 VHF analógico
34 UHF e 10.1 Virtual digital
Outros canais 12 e 511 HD (NET Manaus)
Lista de retransmissoras
Sede Bandeira de Manaus.svg Manaus, AM
Rua Belém, 538 - Nossa Senhora das Graças
Slogan Jornalismo é aqui na TV Em Tempo
Rede SBT
Fundador Otávio Raman Neves
Pertence a Grupo Raman Neves de Comunicação (60%)
Família Hauache (40%)
Proprietário Otávio Raman Neves
Acionista(s) Otávio Raman Neves (sócio-presidente)
Sadie Hauache (sócia majoritária)
Controlador Grupo Raman Neves de Comunicação
Presidente Otávio Raman Neves
CNPJ 05.531.223/0001-07
Fundação 1 de setembro de 2007 (7 anos)
Prefixo ZYA 250
Cobertura Estado do Amazonas (incluindo a área de cobertura da CEGRASA)
Nome(s) anteriore(s) TV Manaus
Potência 10 kW
Página oficial TV Em Tempo

TV Em Tempo Manaus é uma emissora de televisão brasileira com sede em Manaus, capital do estado do Amazonas. Opera nos canais 10 VHF e 34 UHF digital e é afiliada do SBT. A emissora faz parte do Grupo Raman Neves de Comunicação, um dos maiores conglomerados de mídia do Amazonas, do qual fazem parte o Jornal Amazonas Em Tempo e a Rede Aleluia de Manaus, além de outros meios de comunicação do estado, como a TV Em Tempo Parintins e a TV Seis Lagos. Como cláusula do contrato de venda, a Família Hauache detém 40% da constituição acionária da emissora. Os estúdios da emissora estão localizados no bairro Nossa Senhora das Graças, em frente ao antigo Parque Amazonense, e a sua torre de transmissão está no bairro do Aleixo.

A partir de 9 de novembro de 2012, devido a desentendimentos entre a Família Hauache e o pastor da Assembléia de Deus, Samuel Câmara (proprietário da Boas Novas Manaus), que estava sendo investigado pela Polícia Federal, a CEGRASA descontinuou a retransmissão da programação da Boas Novas Manaus para a sua área de cobertura e passou a retransmitir a programação da TV Em Tempo Manaus na íntegra, ampliando ainda mais a cobertura da emissora no estado do Amazonas. Mas em Manacapuru a retransmissora pertecente a CEGRASA ainda retransmite o sinal da Boas Novas Manaus

Como o Amazonas tem o fuso horário em 1 hora a menos em relação ao horário de Brasília, a TV Em Tempo é obrigada a retardar a programação da rede em uma hora em relação a geração original, transmitindo logo após a telenovela Rebelde o seriado Hellcats, Líderes de Torcida e, em seguida o Programa do Ratinho, em função das regras de classificação indicativa do Ministério Público. Aos sábados, a programação do SBT é transmitida em tempo real até o Esquadrão da Moda, em seguida é exibido o seriado Hellcats, Líderes de Torcida por 1 hora e, na sequência, segue a grade normal do SBT. Nos domingos, a programação do SBT (a partir do Domingo Legal) sofre com delay de alguns minutos devido ao fato da afiliada inserir propagandas locais a mais na grade. Durante o período de vigência do horário de verão, a TV Em Tempo passa a retransmitir a programação do SBT Pará, gerador da Rede Fuso do SBT

História[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 9 de abril de 1991, a Família Hauache inaugura a TV Manaus, afiliada na época a recém-inaugurada Rede Record, 6 anos após a extinção da TV Ajuricaba, primeira emissora de televisão do Amazonas. Em 2007, a Rede Record não renova o contrato de afiliação com a emissora, que se encerraria em 31 de agosto, anunciando que a trocaria pela TV A Crítica, que por sua vez, estava insatisfeita com as constantes trocas de horário da programação do SBT. Já em agosto, Sadie Hauache vende a TV Manaus para Otávio Raman Neves, que era presidente da emissora e também proprietário do Grupo Raman Neves de Comunicação. Em 31 de agosto, a emissora é oficialmente extinta, e o seu contrato com a Rede Record é finalizado.

O Começo (2007-2009)[editar | editar código-fonte]

Após a compra, Otávio Raman Neves renomeia a emissora para TV Em Tempo (em alusão ao jornal impresso Amazonas Em Tempo, que também pertencia a Raman Neves). Como cláusula do contrato de venda, a Família Hauache continua detendo 40% do controle acionário da emissora. No dia 1º de setembro de 2007, a TV Em Tempo é inaugurada, retransmitindo a programação do SBT, que até então era retransmitido pela TV A Crítica.

No mesmo mês, a emissora inicia um processo de modernização, que iria da sua programação local até a área de cobertura. Em novembro, a emissora implantou um sinal no satélite StarOne C1, com o intuito de expandir-se para o estado do Amazonas. Além disso, o telejornal Dia Dia, carro-chefe da emissora desde a época da TV Manaus, ganha uma reformulação, tanto em seu conteúdo (tornando-se mais informativo e com maior participação dos repórteres), quanto em sua abertura, que ganhou um tom esverdeado (em alusão a cor do futuro logotipo da emissora).

Já em 2008, novas reformulações acontecem na emissora: No mês de abril, a emissora inaugura sua nova torre de transmissão, em substituição a que ficava no centro de Manaus. A torre localizada no bairro do Aleixo tem 135 metros de altura, e já está preparada para transmissões digitais. Com a inauguração da nova torre, houve uma grande melhora na qualidade do sinal da emissora, eliminando interferências e falhas que poderiam ocorrer, além da área de alcance tornar-se maior. No final do primeiro semestre, a grade de programação da emissora sofre várias reformulações, e o jornalismo passa a ser o carro-chefe da emissora.

Já em abril de 2009, continuando a série de reformulações, a emissora muda de endereço. A TV Em Tempo sai do Manaus Shopping Center (que abrigava a emissora desde a época de fundação da TV Manaus) para um prédio na Rua Belém, Nº 538, no bairro de Nossa Senhora das Graças, em frente ao antigo Parque Amazonense.

Nos meses de novembro e dezembro, a emissora passa a atuar mais ativamente na cobertura de eventos do estado e na cultura local, além de estrear novos programas locais. Em 23 de novembro, estreou o telejornal Jornal Em Tempo, apresentado por Marcela Rosa. O novo telejornal substituiu o Dia Dia, que estava no ar desde a época da TV Manaus. Já em 7 de dezembro, estreou o telejornal comunitário Agora, apresentado por Mário Marinho e Patrícia de Paula.

Em 8 de dezembro, a emissora fez a cobertura exclusiva do concurso Miss Amazonas 2009. Em 25 de dezembro, dia de Natal, a TV Em Tempo - em conjunto com a TV Cultura do Amazonas - transmitiu o Concerto de Natal, produzido pelo Governo do estado do Amazonas, diretamente do Teatro Amazonas.

Era Digital (2010)[editar | editar código-fonte]

Em 2010, a TV Em Tempo e a TV Cultura do Amazonas obtiveram os direitos de transmissão dos desfiles das escolas de samba de Manaus, que até então pertenciam a Band Amazonas, emissora própria da Rede Bandeirantes. No mês de fevereiro, as duas emissoras fizeram a cobertura oficial do evento. Em junho, o sinal de satélite da TV Em Tempo é transferido do satélite StarOne C1 para o Intelsat 805.

Em 25 de setembro, a TV Em Tempo iniciou os testes para implantação do seu sinal digital. No entanto, a emissora só pega as imagens do sinal analógico e as converte para o sinal digital. Entre os dias 8 e 9 de outubro, a emissora transmitiu ao vivo o evento Samba Manaus 2010, que contou com a presença de vários grupos de samba e pagode. Durante as transmissões do evento, a emissora inaugurou o seu sinal digital em definitivo.

Em 18 de dezembro, um grave acidente automobilístico envolveu a equipe de jornalismo da emissora, que resultou na morte do estagiário da emissora, Julian Gabriel Ferreira de Araújo. Ele estava acompanhado do repórter Adriano Castro e do motorista Ewerton Sobrinho (ambos levados com ferimentos graves para um hospital de Manaus), e estavam voltando de uma reportagem feita em uma conhecida boate da capital.[1]

Em 20 de dezembro, o Grupo Raman Neves de Comunicação inaugurou a primeira co-geradora da TV Em Tempo, a TV Em Tempo Parintins, na cidade de Parintins. Antes da inauguração da emissora, já funcionavam na cidade a Rádio Clube de Parintins e o jornal impresso Parintins Em Tempo, ambos meios de comunicação do Grupo Raman Neves.

2011[editar | editar código-fonte]

Em 9 de fevereiro, a emissora fez a cobertura exclusiva do carnaval de Manaus. No dia 5 de março, a emissora transmitiu também com exclusividade os desfiles das escolas de samba de Manaus, gerados totalmente em HDTV.

Em 30 de maio, o telejornal comunitário Agora foi totalmente reformulado. Foi inaugurado um novo cenário, além de ser ancorado por novos jornalistas. Em meio a reformulação, foi aberto um espaço para a participação da comunidade no telejornal.

2012[editar | editar código-fonte]

Em 18 de fevereiro, devido a falhas de transmissão entre o Sambódromo e o parque de transmissão da emissora no Aleixo, a TV Em Tempo deixou de exibir parte dos desfiles das escolas de samba de Manaus, o que gerou uma grande revolta dos telespectadores nas redes sociais, que esperavam ansiosos para ver o desfile e acabaram tendo que ver a transmissão do carnaval baiano pelo SBT. Depois de sanado o problema, a emissora transmitiu 5 das 12 horas do desfile. Após o incidente, O Governo do Amazonas exigiu a devolução imediata de todo o valor repassado para o investimento das transmissões a emissora, que somava R$ 1.134.000,00. Em nota, a TV Em Tempo se desculpou com os telespectadores e as escolas de samba pelo ocorrido, afirmando que "não iria se esquivar de suas responsabilidades".[2]

Em março, ocorrem alterações na grade de programação da emissora: Houve a estréia do esportivo SBT Esportes, voltado para a divulgação dos eventos do estado. Em 6 de março, foi retirado da grade de programação o programa independente A Voz da Esperança, que era apresentado por Sabino Castelo Branco e Reizo Castelo Branco. O programa saiu do ar porque eles usaram a sua imagem de maneira indevida, o que levou a cassação de Sabino e Reizo de seus cargos de deputado e vereador, respectivamente.[3] [4] Em seu lugar estreou o Programa da Norma, apresentado por Norma Araújo, sobre o universo feminino.

Posteriormente, o programa A Voz da Esperança voltou para a grade da emissora. Em 29 de abril, o programa foi multado em R$ 45.400,00 por propaganda eleitoral ilegal favorável a Sabino Castelo Branco, em processo movido pela juíza Suzi Granja da Silva. No mês de agosto, o programa independente Encircuito foi transferido para a RedeTV! Manaus, após vários anos na emissora.

Em 10 de setembro, época das eleições de 2012, a TV Em Tempo organizou e transmitiu o debate com os candidatos a prefeitura de Manaus. Essa foi a primeira empreitada da emissora desde a sua fundação. O debate foi mediado pelo jornalista da emissora, Amaral Augusto, e foi um sucesso de audiência. Em 16 de outubro, a programação da TV Em Tempo passou a ser incluída no line-up da NET Manaus, em substituição ao sinal do SBT na operadora.

Em 9 de novembro, devido a desentendimentos entre a Família Hauache e o pastor da Assembléia de Deus, Samuel Câmara (proprietário da Boas Novas Manaus), que estava sendo investigado pela Polícia Federal, a CEGRASA descontinuou a retransmissão da programação da Boas Novas Manaus para a sua área de cobertura e passou a retransmitir a programação da TV Em Tempo. Outro motivo para isso ter acontecido foi a falta de pagamento do aluguel das retransmissoras a Família Hauache, e a clara falta de audiência que a CEGRASA tinha por ser afiliada a emissora. A partir daí, a cobertura da TV Em Tempo e do SBT no Amazonas aumentou consideravelmente, chegando a quase 100% do estado, somando-se ainda as retransmissoras próprias da emissora.

2013[editar | editar código-fonte]

Em função dos problemas de transmissão do carnaval ocorridos em 2012, o Governo do estado do Amazonas resolveu repassar os direitos de transmissão dos desfiles das escolas de samba de Manaus para a TV Tiradentes, após três consecutivos da transmissão do evento pela TV Em Tempo.[5]

Em 12 de abril, estreou o programa independente Programa Livre, apresentado por Carlos Sousa e Fausto Sousa. O programa substituiu o antigo Canal Livre, porém o formato não foi alterado.

No dia 10 de setembro, cerca de 20 funcionários da TV Em Tempo foram demitidos da emissora, entre eles os jornalistas Mariana Rocha e Mário Marinho. Além disso, houve boatos de que poderia haver uma nova leva de demissões na emissora, e se isso acontecesse, a TV Em Tempo poderia ficar sem programação local.[6] No entanto, isso não se confirmou.

Em dezembro, a emissora lança o seu novo pacote gráfico para 2014, incluindo o logotipo do canal e também os gráficos do Jornal Em Tempo. A TV Em Tempo fecha o ano na vice-liderança em audiência em Manaus, com médias mensais entre 6 e 8 pontos, vencendo a principal concorrente, TV A Crítica, que marcou mensalmente entre 3 e 4 pontos. Cada ponto em Manaus, equivale e 3077 domicílios e/ou 12310 telespectadores, segundo o IBOPE.

Programação Local[editar | editar código-fonte]

  • Agora - Jornalístico, com Amaral Augusto e Márcia Lasmar. De Segunda a Sexta, das 11h35 às 12h25;
  • Jornal em Tempo - Telejornal, com Marcela Rosa. De Segunda à Sexta, das 18h20 às 18h45;

Os demais programas da emissora são independentes, entre eles os programas Waisser Botelho, A Voz da Esperança e Programa Livre que são feitos por políticos no Amazonas de cunho assistencialista, entre outros. Além da exibição destes programas, a emissora aluga seus horários para a Igreja Universal do Reino de Deus, de segunda a sexta, das 6h00 às 8h00.

Sinal[editar | editar código-fonte]

Em Manacapuru a TV Em Tempo está fora do ar desde de 2012 por falta de reparo técnico por parte da emissora

Slogans[editar | editar código-fonte]

  • 2007-2010: A TV que a gente faz, a gente faz pra você!
  • 2010-2011: Não confunda: SBT é TV Em Tempo!
  • 2011-atual: Jornalismo é aqui na TV Em Tempo
  • 2012-atual: Compartilhe informação (internet)

Referências

  1. Redação (18-12-2010). Estudante de Jornalismo morre em acidente de trânsito em Manaus Portal Amazônia. Página visitada em 17-06-2013.
  2. Redação (20-02-2012). TV Em Tempo afirma que devolverá dinheiro ao governo D24am.com. Página visitada em 02-06-2013.
  3. Deputado Federal Sabino Castelo Branco é cassado pelo TRE-AM G1 - Amazonas (27-02-2012; atualizado em 31-05-2012). Página visitada em 17-06-2013.
  4. Robson Carvalho (06-03-2012). Sabino Castelo Branco e Reizo perdem a Voz da Esperança Portal Flagrante. Página visitada em 17-06-2013.
  5. TV Tiradentes transmite hoje desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial Amazonas Notícias (09-02-2013). Página visitada em 28-06-2013.
  6. Roberto Brasil (11-09-2013). Demissão em massa na TV Em Tempo Blog da Floresta. Página visitada em 17-09-2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
TV Manaus
Canal 10 VHF de Manaus
2007 - presente
Sucedido por
-