TV Pampa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de TV Pampa Porto Alegre)
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde janeiro de 2014).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Rede Pampa
Empresa Portoalegrense de Comunicação Ltda.
Rua Orfanatrófio, 711 - Morro Alto Teresópolis
Rede RedeTV!
Pertence a Rede Pampa de Comunicação
Proprietário Otávio Dumit Gadret
Fundação 14 de julho de 1980
Prefixo ZYB 630
Cobertura Estado do Rio Grande do Sul e para todo o Brasil via Satélite
Redes anteriores Rede Manchete (1983-1997)
SBT (1992-2004 - Interior RS)
Rede Record (1997-2007)
Potência 15 kW
Página oficial http://www.tvpampa.com.br/

A TV Pampa (assim designada de forma geral, ou TV Pampa Porto Alegre, quando designada com as outras emissoras homônimas da rede) é uma emissora de televisão brasileira com sede em Porto Alegre, RS. É a cabeça-de-rede da Rede Pampa de Comunicação e, em Porto Alegre opera no canal 4 VHF e NET Sul. Transmite para sua região de cobertura a programação da RedeTV!, além de gerar programas locais como o Pampa Meio Dia, Jornal da Pampa, Pampa Boa Noite e Studio Pampa.

Durante apenas uma semana, começando no dia 26 de abril de 2012, a TV Pampa transmitiu experimentalmente a sua programação em DTV pelo canal 26 UHF digital (4.1 virtual) para a região de Porto Alegre, não tendo exibido sua programação local e nem programas em alta definição, nem mesmo os gerados em alta definição pela RedeTV!. Na tarde do dia 02/04/2013 a TV Pampa religou seu sinal digital passando a exibir a programação da RedeTV! em alta-definição e seus programas locais. Atualmente a TV Pampa já opera normalmente seu sinal digital na Região de Porto Alegre.

História[editar | editar código-fonte]

A TV Pampa, canal 4 de Porto Alegre, foi fundada em 14 de julho de 1980 por Otávio Dumit Gadret, dono da Rede Pampa de Comunicação.

Em seus primeiros anos, a TV Pampa foi uma emissora independente com programação inteiramente local, assim como a TV Guaíba, fundada um ano antes por Breno Caldas. Ao contrário da TV Guaíba, a TV Pampa não conseguiu manter a programação local por muito tempo.[1]

Rede Manchete[editar | editar código-fonte]

Em 1983, a TV Pampa, sem condições de manter uma programação local de qualidade, afiliou-se à recém criada Rede Manchete, de Adolpho Bloch, sendo sua primeira afiliada no Brasil. A programação gerada no Rio de Janeiro entrou na grade da TV Pampa em 5 de junho de 1983, mesmo dia da inauguração da Rede Manchete.

Em setembro de 1992, numa nova tentativa de tornar-se independente, cancelou sua afiliação com a Rede Manchete,[1] que passava por uma crise naquele ano.[2] [3] Durante este período, a TV Pampa transmitiu videoclipes. Não conseguindo manter sua programação inteiramente local, em dezembro do mesmo ano a emissora voltou a transmitir o sinal da Rede Manchete, desta vez, apenas em Porto Alegre.[1]

Afiliação com o SBT no interior gaúcho[editar | editar código-fonte]

Com a crise da Rede Manchete em setembro de 1992, a TV Pampa Sul e a TV Pampa Norte, sediadas em Pelotas e Carazinho, respectivamente, abandonaram a emissora do empresário ucraniano Adolpho Bloch, fundador da emissora, falecido três anos depois, em 19 de novembro de 1995, e afiliaram-se ao SBT. No mesmo ano, foi inaugurada a TV Pampa Centro, situada em Santa Maria, que desde sua fundação, seguiu o exemplo das outras duas emissoras de interior, retransmitindo a programação da emissora de São Paulo, cujo fundador e presidente é o apresentador e empresário carioca Silvio Santos.

A afiliação destas emissoras com a rede paulista terminou no dia 1º de novembro de 2004, quando migraram para a Rede Record, emissora cujo proprietário é o bispo Edir Macedo Bezerra.

Rede Record[editar | editar código-fonte]

Teatro Record, localizado em São Paulo, SP.

Em 30 de novembro de 1997, terminou a afiliação com a Rede Manchete, que seria extinta dois anos mais tarde por dívidas acumuladas após uma crise em 1998.[3] A Rede Manchete passou a ser retransmitida pelo canal 48 UHF (atualmente ocupado pela Ulbra TV), onde permaneceu até a sua extinção.

A TV Pampa afiliou-se então à Rede Record, que desde 1996 era retransmitida pelo canal 18 UHF de Porto Alegre. Sua programação gerada em São Paulo entrou na grade da TV Pampa em 1º de dezembro de 1997. O canal 18 passou a ser usado para a retransmissão da Rede Mulher (atual Record News), emissora também ligada ao Grupo Record.

Afiliação com a RedeTV! em 2003[editar | editar código-fonte]

A TV Pampa rompeu com a Rede Record no início de 2003 e passou a transmitir a programação da RedeTV!, conforme contrato assinado em 12 de dezembro do ano anterior.[4] [5]

A afiliação com a rede de Barueri durou apenas três meses, pois, segundo a imprensa gaúcha, houve um calote por parte da RedeTV! e a área comercial da TV Pampa não estava satisfeita com os resultados alcançados, já que a boa audiência obtida durante os programas de pegadinha da RedeTV! não era refletida na venda de espaços.[5] Além disso, o vice-presidente Paulo Sérgio Pinto afirmou que muitos telespectadores estavam descontentes com a perda de seus programas favoritos após a troca de rede. A TV Pampa voltou a retransmitir a programação da Rede Record em 3 de abril daquele ano.[5]

Rompimento com a Rede Record[editar | editar código-fonte]

Estúdios da Rede Pampa na Feira do Livro de Porto Alegre.

Em fevereiro de 2007 a Rede Record comprou a TV Guaíba,[6] canal 2 VHF, num projeto iniciado em 2004 de expandir a cobertura da Rede Record no Brasil para alcançar a liderança de audiência,[7] que desde a década de 1970 está com a Rede Globo. Em 1º de julho de 2007, a TV Guaíba foi extinta, e em seu lugar entrou a TV Record Porto Alegre, também conhecida como Record RS. Edir Macedo havia tentado comprar anteriormente a TV Pampa e as outras emissoras do grupo no interior do estado, mas Otávio Gadret não aceitou a proposta.

RedeTV![editar | editar código-fonte]

Logotipo da RedeTV! em preto e branco.

Com o fim da afiliação com a Rede Record, a TV Pampa voltou a transmitir, em 1º de julho de 2007, a programação da RedeTV!. O contrato entre as emissoras foi assinado em 21 de junho de 2007.[8]

Algumas das atrações da antiga TV Guaíba foram deslocadas para a TV Pampa, em razão da criação da Record RS, como o Guerrilheiros da Notícia, de Flávio Alcaraz Gomes, o Câmera Dois, de Clovis Duarte, que passou a ser exibido em duas edições: Programa Clovis Duarte às 18h e Câmera Pampa às 23h30min,[9] o Programa Rosaura Fraga, que passou a se chamar Pampa Bom Dia, e o Dois Toques, que permaneceu com o mesmo nome. Além disso, novos programas foram adicionados à grade da emissora.[10]

Em novembro de 2007, a TV Pampa ganhou um processo encaminhado em 1997, sendo presenteada com o direito de usar a denominação TV Manchete (da extinta rede de televisão Manchete). A decisão da justiça veio com surpresa na emissora, já que a rede de televisão havia sido extinta oito anos antes. O vice-presidente da TV Pampa, Paulo Sérgio Pinto, disse à imprensa que não se sabia ainda o que seria feito com o nome TV Manchete e que a decisão não seria tomada em curto prazo.[11]

Programação[editar | editar código-fonte]

Após a reformulação na grade em julho de 2007, devido ao rompimento com a Rede Record, a TV Pampa Porto Alegre passou a contar com programas nacionais transmitidos pela RedeTV! e programas locais, produzidos nos estúdios da TV Pampa em Porto Alegre. Sua programação local é composta por seis programas originários da extinta TV Guaíba, sendo que o Zoom é o único que passou a ser transmitido pela TV Pampa antes da extinção da Guaíba, seis programas que estrearam após julho de 2007, mais os programas Pampa Meio Dia e Pampa Boa Noite, que foram os únicos que continuaram na grade da emissora após a reformulação de julho de 2007. Nos anos seguintes, outros programas também foram incluídos e excluídos na grade.

Em novembro de 2007, a TV Pampa ganhou um processo encaminhado em 1997, que garantia o poder de utilizar o nome da extinta emissora Rede Manchete. A partir daí, surgiu planos para a reativação da antiga emissora. O então vice-presidente da TV Pampa, Paulo Sérgio Pinto, disse que não se sabia ainda o que seria feito com o nome TV Manchete, e que a decisão não seria realizada em curto prazo. A TV Pampa continua atualmente com os direitos sobre o nome TV Manchete, e não há um consenso se venderá estes direitos, ou se irá reativar a emissora no futuro.[12] [13]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]