TV Sergipe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
TV Sergipe
Rádio Televisão de Sergipe S.A.
TV Sergipe
Aracaju, Sergipe
Brasil
Tipo Empresa privada
Canais
04 VHF analógico
33 UHF e 4.1 Virtual digital
Outros canais 12 VHF (Simão Dias)
10 VHF (Estância, Lagarto, Tobias Barreto e Propriá)
11 VHF (Canindé de São Francisco e Triunfo (Simão Dias))
13 VHF (Itabaiana) e 32 UHF (Sinal Digital)
Sede Bandeira de Aracaju.svg Aracaju, SE
Rua Alto do Morro da TV, S/N - Cidade Nova
Slogan Você acontece por aqui
Rede Rede Globo
Fundador Albano Franco
Proprietário Albano Franco
Presidente Albano Franco
Fundação Inaugurada em: 1968
Construída em: 12 de maio de 1971 (43 anos)
Prefixo ZYB 830
Cobertura Cobertura - TV Sergipe.svg
Redes anteriores Rede Tupi (1971-1973)
Potência 20 kW
Página oficial TV Sergipe

TV Sergipe é uma emissora de televisão brasileira sediada em Aracaju, capital do estado de Sergipe. Opera nos canais 4 VHF e 33 UHF digital, e é afiliada à Rede Globo. Fundada em 1971, é a primeira emissora de televisão do estado, e transmite sua programação para todo a região.

A TV Sergipe segue normalmente a programação da Rede Globo gerada diretamente das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, mas quando entra em vigência o Horário de Verão no centro-sul brasileiro, a emissora segue a programação da Rede Fuso. Durante os finais de semana, a programação é transmitida em tempo real, devido ao fato dos programas desses dia terem em sua maioria classificação DJCTQ - L.svg ou DJCTQ - 10.svg.

História[editar | editar código-fonte]

A TV Sergipe foi criada em 1971 sendo afiliada à Rede Tupi e, dois anos depois, em 1973, se afiliou à Rede Globo. Seu proprietário é o ex-governador Albano Franco (PSDB).

A emissora é uma das primeiras a serem montadas com equipamentos produzidos no Brasil. Na fase de montagem. E como não existia mão-de-obra especializada, a saída foi buscar operadores com experiência no rádio e no cinema.[1]

Em 1967 é feita primeira transmissão. No ano de 1968, uma autorização de três meses libera a transmissão do sinal da TV Sergipe. Através dessas autorizações temporárias, os sergipanos puderam ver eventos como a chegada do primeiro astronauta à lua, o tricampeonato de futebol conquistado pela seleção brasileira em 1970, no México. Com o final da copa, mais uma vez a TV Sergipe sai do ar e retorna no ano seguinte já em fase experimental.[1]

O dia 12 de maio de 1971 marca definitivamente a entrada da Rádio e Televisão de Sergipe na sua fase experimental. Além das apresentações dos artistas, documentários cedidos pelas embaixadas da França e da Alemanha foram exibidos na programação.[1]

O dia 15 de novembro de 1971 entra para a história das comunicações no estado. Nesse dia vai ao ar, pra valer, o sinal da TV Sergipe, a emissora que mudou definitivamente a vida do povo sergipano.[1]

Acival Gomes apresenta o primeiro telejornal da emissora. Para brindar os telespectadores, é exibido um show especial do cantor americano Johnny Mathis. Um presente patrocinado pelo primeiro parceiro comercial da emissora, as lojas Huteba.

A emissora inicia suas operações como afiliada da Rede Tupi de Televisão. Entra no ar no final da tarde e encerra as transmissões por volta da meia-noite. Além dos programas locais são exibidos noticiários e filmes.

Com a chegada da máquina de videotape, a grade de programação é modificada e o telespectador passa a acompanhar a exibição de programas e novelas que eram exibidas no sul do país.

Em 6 de outubro de 1973, a TV Sergipe deixa a Rede Tupi e se torna afiliada da Rede Globo.[1]

Ao longo de sua existência sempre esteve à frente na divulgação dos diversos segmentos culturais do estado.

Em junho de 2001, A TV Sergipe cria mais uma forma de mostrar a cultura sergipana, a emissora decide criar um quadro no SETV 1ª edição, intitulado: São João da Gente, é um programa diário que vai ao ar durante o mês de junho. Baseado nesse projeto, surgiu também um concurso de quadrilhas juninas intitulado: Concurso de Quadrilha Junina Levanta Poeira.

A emissora exibe quatro telejornais (Bom Dia Sergipe, SETV 1ª edição, SETV 2ª edição e Radar SE), um bloco local do esportivo Globo Esporte, um telejornal rural (Estação Agrícola), um programa de esportes (Viva Esporte) e um de entretenimento (Terra Serigy).

No dia 26 de novembro de 2009, a emissora colocou no ar o sinal digital em carater experimental. A previsão para inauguração oficial do sinal é para o dia 1 de março de 2010.

Em 2009, a emissora recebeu o 3° lugar do Prêmio Setransp de Jornalismo, na categoria "Mídia Eletrônica - Televisão". Através da matéria intitulada "Série Transporte Coletivo", produzida pela repórter Sayonara Hygia e sua equipe.[2]

Em Fevereiro de 2010, a TV Sergipe exibiu em caráter experimental, os desfiles das Escolas de Samba de São Paulo e do Rio de Janeiro em alta definição (HDTV)

Em 20 de fevereiro de 2010, a emissora exibiu o programa Terra Serigy em HDTV. Esse foi o primeiro programa da TV Sergipe em alta definição, gerado e editado no estado.

Em 1º de março de 2010, a emissora passa a transmitir seu sinal digital oficialmente, inaugurando também sua nova logomarca. Houve problemas técnicos durante o SETV 2ª Edição Especial, o qual apenas transmitiu a cerimonia de inauguração.

A emissora segue normalmente a programação da Rede Globo gerada para os estados que seguem o mesmo Horário de Brasília, porém na vigência do Horário Brasileiro de Verão no Centro-Sul do Brasil a emissora adere à programação da Rede Fuso.

No dia 22 de setembro de 2010, a TV Sergipe realizou uma festa de lançamento da novela Araguaia na sede da emissora que contou com a presença de atores da Rede Globo.

No dia 28 de setembro de 2010, a emissora exibiu um debate com os candidatos ao governo do estado.

Em 2011, a TV Sergipe criou uma parceria com a SMTT (Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito) para que as imagens das câmeras de monitoramento do trânsito, situadas em diversas avenidas da capital sejam exibidas nos telejornais da emissora.

Em 2012, a TV Sergipe inaugurou novos estúdios do jornalismo

Em 2013, a emissora começou a expansão digital por Itabaiana e continuou em 2014 por mais 4 cidades.

Demissões e paralisação[editar | editar código-fonte]

Funcionários da emissora, reunidos em frente a sede.

Em 2010, a TV Sergipe apesar de ter a maior audiência do estado, passa por problemas internos, um deles são as medidas tomadas pelo diretor superintendente Paulo Siqueira, o qual vem controlando a emissora sobre uma especie de intervenção.

No dia 04 de abril de 2011, os funcionários da TV Sergipe, emissora mais antiga do estado de Sergipe, motivados pela constante demissão de colaboradores, decidiram parar as atividades, fazendo com que não houvesse o telejornal Bom Dia Sergipe, sendo exibido no horário o Bom Dia Pernambuco.[3]

Cquote1.svg Foram 42 demissões ao todo. Finalmente os donos resolveram ouvir os sindicatos e os trabalhadores. Desde junho de 2010 que tentamos. Chegamos a nos reunir com Paulo, mas a perseguição e as demissões continuaram. Albano, Lourdes e Ricardo Franco ouviram e pediram um prazo de 10 dias. Não tem negociação. Ou ele sai, ou a paralisação voltará a acontecer. Paulo queria acabar com o Levanta Poeira, São João da Gente e Terra Serigy. Ele não tem compromisso com a cultura sergipana Cquote2.svg
George Washington, presidente do sindicato dos jornalistas sobre as demissões[4]

Durante o protesto, os funcionários da emissora decidem criar um perfil no microblog Twitter, o @salveatvse.[4] Por causa da paralisação, o diretor-presidente da emissora, Paulo Roberto, deixa o cargo na emissora. O diretor era acusado, na época do protesto, pela representação sindical no estado de promover assédio moral na emissora apoiado pelo diretor de jornalismo da emissora, Roberto Gonçalves.[5]

Novos cenários e programação local em HDTV[editar | editar código-fonte]

Os Investimentos em equipamentos e infraestrutura para modernização foram de cerca de R$ 5 milhões, o resultado ficou a altura. O Cenário palco dos três principais telejornais da emissora contém 3 Telões, 1 Bancada, 3 Poltronas para entrevistas, Foto panorâmica da capital Aracaju e suas paredes mudam de cor de acordo com os telejornais. Os novos layouts seguem o padrão Rede Globo, o adotado é o Padrão Triedo

Cquote1.svg “Nosso primeiro layout levou em consideração os modelos usados da Globo Recife e Globo Minas. Depois, fizemos outras alterações, para adaptar ao tamanho do nosso cenário e questões de mobilidade dos apresentadores. Em relação às vinhetas, seguimos o padrão da Globo, sempre com elementos que sugerem dinâmica”, explica o videografista Wádson Rodrigues, um dos responsáveis pelo projeto visual dos novos cenários Cquote2.svg

O Estação Agrícola, (Versão local do Globo Rural) deixa de ter cenário virtual e passa a ganhar um painel moderno, com um grafismo voltado especificamente para o programa. E o Terra Serigy, que já era exibido em HDTV, ganha nova vinheta de abertura e artes novas para bases de caracteres. No esporte, as novidades também são significativas. Seguindo o modelo de integração do Globo Esporte Nacional e Esporte Espetacular, os programas Globo Esporte Sergipe e Viva Esporte ganham um cenário conjunto, em que os apresentadores poderão receber também convidados.

Cquote1.svg “Com os novos cenários, vamos ganhar mais agilidade e informalidade. Com a possibilidade que o apresentador agora tem de se locomover pelo espaço ganhamos mais informalidade, mas com o foco em manter a qualidade do conteúdo da informação. E no geral com a nova tecnologia HD, usando do que há de mais moderno no audiovisual, ganhamos mais eficiência, diminuindo muito a nossa margem de erro. Quem ganha com isso é o telespectador que nos prestigia com a maior audiência do nordeste e umas das maiores audiências do país”, observa Roberto Gonçalves, diretor de Jornalismo. Cquote2.svg
Investimento milionário

Segundo o diretor-presidente da TV Sergipe, Albano Franco, a emissora investiu no novo projeto cerca de R$ 5 milhões, para que o telespectador passe a desfrutar de um dos mais bonitos e modernos cenários de todo o Nordeste. De acordo com o diretor de Engenharia da TV Sergipe, João Roberto, os novos cenários ocupam uma área construída de 116 metros quadrados, mais que o dobro do cenário anterior, que era de 50 metros. As mudanças também incluem novas câmeras de estúdio e câmera panorâmica em HDTV, todas da marca Sony. A depender do programa ou telejornal, poderão ser usadas até cinco câmeras durante a transmissão. A iluminação também foi completamente modernizada, inclusive com a compra de luzes do tipo LED, que vão propiciar novos efeitos, juntamente com filtros. Outras novidades são os novos microfones de lapela, sem fio, permitindo mobilidade ao apresentador e melhoria dos recursos de microfonia.

Cquote1.svg “A nova iluminação é a mais moderna do mercado e igual à usada pela TV Globo. São mais de 40 pontos espalhados para atender as novas necessidades do novo cenário”, diretor de Engenharia da TV Sergipe, João Roberto. Cquote2.svg

Após a implementação do sinal digital, que permitiu ao telespectador uma maior qualidade de som e imagem, o telespectador que assiste à TV Sergipe passou a contar também com uma série de novas ferramentas, entre elas a função Second Audio Program (SAP), o Guia Eletrônico de Programação ou EPG (Eletronic Program Guide), e ao sistema Closed Caption. A TV Sergipe ganhou também uma nova redação do Departamento de Jornalismo.

Programas[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação da Rede Globo, a TV Sergipe produz os seguintes programas:

  • Bom Dia Sergipe: Telejornal, com Lyderwan Santos. De segunda à sexta, das 6h00 às 7h30;
  • SETV 1ª edição: Telejornal, com Susane Vidal. De segunda à sexta, das 12h00 às 12h35, e ao sábados, das 12h20 às 12h40;
  • Globo Esporte SE: Esportivo, apresentado por Marcelo Carvalho. De segunda à sábado, às 12h40, no bloco local do Globo Esporte;
  • SETV 2ª edição: Telejornal, com Ricardo Marques. De segunda à sábado, das 19h15 às 19h35;
  • Viva Esporte: Esportivo, com Lanne Pacheco. Sábados, das 8h25 às 8h55;
  • Terra Serigy: Programa de variedades, com Anderson Barbosa. Sábados, das 12h00 às 12h20;
  • Estação Agrícola: Programa jornalístico, com Cleverton Macedo. Domingos, das 5h50 às 6h20;
  • Radar SE: Boletim informativo, com Susane Vidal. De segunda à sexta, durante a programação.

Retransmissoras Digitais[editar | editar código-fonte]

No 15 de novembro de 2013 foi ativada a primeira retransmissora digital da TV Sergipe, no município de Itabaiana, interior de Sergipe, a antena tem capacidade para gerar sinal digital nas vizinhas Campo do Brito, Frei Paulo, Macambira, Moita Bonita, N. Sra. das Dores, Ribeirópolis e São Domingos.

No dia 09 de maio de 2014 a TV Sergipe lançou em Lagarto o seu sinal digital em alta definição, o HDTV, Ele começa a operar na cidade e em mais 11 municípios: Pedrinhas (onde está instalada a retransmissora), Estância, Arauá, Umbaúba, Boquim, Salgado, Cristinápolis, Riachão do Dantas, Itabaianinha, Tomar do Geru e Santa Luiz do Itanhy.

No dia 16 de maio de 2014 a cidade recebeu o SETV 1° Edição ao vivo para inaugurar o sinal HDTV na região. A Nova antena contempla as cidades de Nossa Senhora da Glória, Feira Nova, Craccho Cardoso, São Miguel do Aleixo e Nossa senhora Aparecida

23 de maio de 2014, a TV Sergipe realiza mais uma expansão do sinal em alta definição, o HDTV, para o sertão sergipano, o município de Canindé do São Francisco e Poço Redondo foram atendidos pela nova torre.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]