Tabajara Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tabajara
Nome Tabajara Futebol Clube
Alcunhas Pior Time do Mundo
Torcedor/Adepto Tabanense
Mascote A Vaca
Fundação 16 de Julho de 1950
Estádio Tabajarão
Capacidade 10 contando com as faxineiras
Presidente Kiekeylson
Treinador Diego Armando Uma Parada Maradona
Patrocinador Brasil Leitinho Quentinho do Papai
Brasil Banco Tabajara
Brasil Tabajaratel
Competição Brasil Campeonato Brasileiro Serie Z
Website Página oficial

Uniformetabajara.png

editar

O Tabajara F.C. é um time de futebol fictício, criado pelos humoristas do Casseta & Planeta. Em suas gagues, o Tabajara satiriza o submundo do futebol brasileiro: times em má fase, dirigentes de futebol incompetentes, cartolas vigaristas e corruptos, falta de dinheiro, entre outros fatores. Supostamente o clube é uma das empresas das Organizações Tabajara.

É o autodenominado "Pior Time do Mundo", claramente inspirado no clube pernambucano Íbis, o qual orgulha-se da mesma alcunha devido a seus péssimos resultados nos campeonatos daquele Estado nordestino.

Camisas auri-roxas do Tabajara tornaram-se muito populares em camelôs, e torcidas revoltadas costumam fazer referência ao time. A camisa redesenhada do Tabajara chegou a ser distribuída como brinde, numa promoção do jornal Lance!.Especula-se que o uniforme do Tabajara F.C. tenha sido inspirado no amarelo e azul do Madureira Esporte Clube, um time carioca de terceira divisão que teve alguns momentos de destaque em partidas contra os grandes clubes do Rio.

Em 2006 o quadro Tabajara Futebol Clube do programa Casseta & Planeta, urgente! foi cancelado depois da morte de Bussunda, porém, retornou em 2008, com o patrocínio do "Leitinho Quentinho do Papai" e o concurso "Musa do Tabajara", parodiando o concurso Musa do Brasileirão, promovido pelo programa Caldeirão do Huck. Após, voltando no Ano de 2010, quando o jogador Kiekeylson compra o time do Tabajara e se torna treinador e jogador do mesmo, porém, nunca treinando, por não gostar de treinar.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O Tabajarão é o fictício estádio do Tabajara Futebol Clube. Fundado em um dia desses, seu jogo de estréia foi uma partida contra o São Perebano, para o qual perdeu por 0x38. Sua capacidade é desconhecida, e seu recorde de público é de 3 pessoas: a mãe do jogador Marrentinho Carioca e os pais de Seu Barrosinho.

História fictícia[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado no dia 16 de julho de 1950, o mesmo dia que o Brasil perdeu a Copa do Mundo para o Uruguai. Jamais marcou um único gol em sua história e o único título a ostentar é o de pior equipe do mundo, tendo sido rebaixado no Campeonato Carioca, no campeonato da rua e no campeonato de futebol de botão.

Escalação[editar | editar código-fonte]

  • Águia - Goleiro cego do time.
  • Duplex - Jogador que, por seu tamanho, vale por dois.
  • Pirata
  • Samambaia
  • Vaca - Craque do time. Oficialmente saiu do time e foi jogar no Murici.
  • Pereba
  • Múmia
  • Rei Momo (não joga no carnaval)
  • Zumbi
  • Vaca Jr.(Um jumento Filho do craque do time, a Vaca)
  • "Tom Cruise" (com um saco de papel na cabeça)
  • Kokô (Primo do Kaká)
  • Marrentinho Carioca (Bussunda) - paródia de Marcelinho Carioca, é autodenominado "craque do time", apesar de nada fazer em campo. Usava o bordão "Fala sério, aí!".
  • Wantuirson (Beto Silva) - Era o capitão da equipe. Usava o bordão "Ouça a voz da experiência!"
  • Penico (Reinaldo) - Jogador que nunca entrava em campo.
  • Ruinzinho - Paródia do jogador Ronaldo.
  • Ruinzinho Gaúcho - Paródia do jogador Ronaldinho Gaúcho.
  • Ruinvaldo - Paródia do jogador Rivaldo
  • Perebovic - Paródia do jogador Dejan Petković
  • Kiekeylson (Cláudio Manoel) - Jogador polêmico, recentemente ganhou um quadro próprio na temporada de 2009. Usa o bordão "Pô, chincheramente" (tanto em seu quadro, quanto nos jogos do Tabajara), ele comprou o Tabajara.
  • Presunto - um defunto escolhido para ser o centroavante. Devido ao alto custo da tentativa de contratar Romário, foi escolhido "Presunto", que alegava ser igual a Romário, paradão na área.
  • Cadeirantinho Gaúcho - Paródia a repercussão dos cadeirantes por causa da novela Viver a Vida.
  • Ganso - Kiekeylson contratou como a transferência do ano do Tabajara. É um ganso de verdade.
  • Cristiano Depilaldo - Paródia de Cristiano Ronaldo, é um jogador metrossexual que deixa Kiekeylson enciumado, já que todas as suas marias-chuteiras gostaram mais de Depilaldo do que de Kiekeylson
  • Gráfico da escalação do Tabajara F.C

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Acredita-se que o Tabajara F.C. nunca venceu uma partida, porém, em poucos episódios, o time venceu. Em um deles, a equipe foi treinada por Osama Bin Laden, definido como o "maior especialista em bombas no mundo", e venceu o time da Al Qaída (sátira ao grupo terrorista Al Qaeda), devido ao fato de os jogadores deste serem homens-bomba e explodirem. Em outro ainda, a equipe do Tabajara F.C. venceu a seleção brasileira por WO, já que a seleção não compareceu. Em outro episódio, o Tabajara foi goleado por carros de um estacionamento, porém, estes foram eliminados. Em uma terceira oportunidade, o time venceu a equipe do programa Pisando na Bola, do canal fechado SporTV.
  • Seu "minúsculo" currículo de vitórias teria sido maior se não tivesse sido desclassificado de certos jogos. Em um deles, a vaca foi reprovada no exame anti-doping por ter pastado em uma plantação de maconha. em outro, um juiz foi subornado para manipular o resultado da partida contra o Real Saci (sátira ao Real Madrid). O árbitro foi desmascarado.
  • No Tabajara, o que deveria ser um mero mascote é na verdade o maior (a maior) ídolo do time: a vaca. Ela é sempre mencionada como artilheira do time e já foi até sequestrada por equipes adversárias.
  • Antes do patrocínio do "Leitinho Quentinho do Papai", o time tinha como patrocinador a "Lavanderia Lava Môney", sugestivamente, uma empresa de lavagem de dinheiro.
  • O Tabajara nunca teve fornecedor de material esportivo. Quem desenhou os novos uniformes auri-roxos (devido ao fato de os antigos serem encolhidos pela Lavanderia Lava Môney, que os lavou junto com o dinheiro) foi o estilista Marrentinho Gaúcho, que era o irmão gêmeo adotivo do "craque" Marrentinho Carioca. Ele tentou substituir o uniforme tradicional por roupas femininas, mas sob protesto lançou apenas uma mudança radical: as listras amarelas e roxas das camisas que antes eram verticais passaram a ser horizontais.
  • O jogo de estreia do uniforme foi marcado por mais uma derrota humilhante. E desta vez Marrentinho tentou amenizar dizendo que graças aos uniformes novos eles "perderam bonito".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]