Tabernáculo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
Reconstituição d tabernáculo em Timna, Israel

A palavra tabernáculo vem do latim tabernaculum, "tenda", "cabana" ou "barraca" e designa o santuário portátil onde durante o Êxodo até os tempos do Rei Davi os israelitas guardavam e transportavam a arca da Aliança, a menorá e demais objetos sagrados. Em hebraico se chamava mishkan, משכן, "moradia", (local da Divina morada). Também se denominava mow'ed, מוֹעֵד, "Tenda da Reunião". Era composto de três dependências: Átrio Exterior, Santo Lugar e Santo dos Santos.[1]

Os objetos sagrados que acompanhavam o tabernáculo eram:

No Átrio Exterior

No Santo Lugar

  • Altar do incenso - Localizado do lado oposto a entrada, no fundo, pouco antes do véu que separava do Santo dos Santos. Era usado para se queimar incenso pela manhã e à tarde pelos sacerdotes.
  • Candelabro de Ouro - À esquerda da entrada, com sete hastes. Era diariamente enchido com o melhor azeite, pelos sacerdotes para que ele nunca se apagasse, Somente enquanto estava sendo levado.

Santo dos Santos

  • O Véu - Cortina que separava o Santo Lugar do Santo dos Santos.

Tabernáculo pode também designar o sacrário, um pequeno cofre colocado sobre o altar das Igrejas onde são guardadas a píxide ou a custódia, onde está a Eucaristia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.