Tajine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde setembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Uma tajine em Marrocos.
Uma tagine vegetariana em Londres.

Tajine ou tagine (em Árabe: طاجين) é um prato gastronómico tradicional em diversos países árabes do norte de África, oriundo de Marrocos. É também o nome da panela especial utilizada na sua confecção, que é feita com barro cozido, pintado ou envernizado. Esta resiste a temperaturas elevadas de cozedura e é dotada de uma tampa cónica, concebida de forma que todo o vapor condensado volte para o fundo da panela. Sem a tampa, a base pode ser levada para a mesa para o prato ser servido.

Os pratos de tajine são cozinhados lentamente, a temperaturas baixas. Deste processo, resulta carne tenra, soltando-se dos ossos, com vegetais aromáticos e molho. A tampa possui uma espécie de maçaneta no topo, que facilita a sua remoção. Durante a cozedura, a tampa pode ser levantada sem a ajuda de pegas, permitindo ao cozinheiro verificar os ingredientes, adicionar vegetais, mexer e adicionar líquido, caso seja necessário.

Alguns dos pratos de tajine mais famosos são mqualli (frango e citrinos), kefta (almôndegas e tomate) e mrouzia (borrego, passas e amêndoas).

As tajines são também preparadas com ingredientes como peixe, pombo, carne de vaca, frutos secos, azeitonas e vegetais. São temperados tradicionalmente com canela, açafrão, gengibre, alho, cominhos e pimenta.

Existem ainda receitas ocidentais para as tajines. Estas podem conter ossobuco, borrego e pernas de peru, com temperos de inspiração francesa e italiana, para além de outros. Recentemente, foram criadas tajines com base metálica, por fabricantes europeus. Estas podem ser colocadas directamente sobre o lume de um fogão.