Tales of

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A série Tales of (テイルズオブ, Teiruzu obu)(Relatos de, ou Contos de), é uma série de Video games RPG publicada pela Namco. A série é muito popular no Japão; diversos títulos foram lançados na América do Norte e apenas quatro na Europa.

Tales of Phantasia foi desenvolvido pela Wolfteam em 1994, para ser lançado ao mercado em 1995 para o vídeo game SNES. A maioria da equipe de desenvolvimento envolvido abandonou Telenet Japan depois que o jogo foi publicado, formando tri-Ace, quem se encarrega de desenvolver as séries de jogos Star Ocean e Valkyrie Profile, publicadas pela Square Enix.

Os jogos Tales of continuaram a ser desenvolvidos pela Wolfteam e publicados pela Namco até o lançamento de Tales of Destiny 2, quando ambas companhias se uniram para formar o Tales Studio, e moveram toda a equipe Wolfteam para a nova companhia. Da equipe original que trabalhou em Tales of Phantasia, ficaram apenas o diretor da série Eiji Kikuchi e os compositores Motoi Sakuraba e Shinji Tamura. A Tales Studio tem, desde então, produzido todos os títulos da série principal, excluindo Tales of Legendia e Tales of Innocence, que foram produzidos, respectivamente, pelo Team MelFes e pela Alfa System. Todos os títulos da série possuem personagens desenhados por Kosuke Fujishima (Phantasia, Symphonia, Abyss e Vesperia ou os jogos desenvoldidos pelo Team Symphonia) ou Mutsumi Inomata (os jogos desenvolvidos pelo Team Destiny, ou seja, todos os outros com exceção de Tales of Legendia, que teve como desenhista Kazuto Nakazawa).

Em 2007, o produtor Makoto Yoshizumi anunciou dois tipos diferentes de jogos da série, os títulos da série-mãe ("Mothership Titles"), e os títulos secundários ("Escort Titles"). Todos os jogos principas até Tales of the Abyss foram classificados como "títulos da série-mãe", enquanto Tales of the Tempest foi classificado como "título secundário", removido da série principal. Tales of Innocence faz parte da série-mãe e é o primeiro título da série no Nintendo DS.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Sistema de Batalhas (Battle System)[editar | editar código-fonte]

A série possui um sistema de batalhas único para um RPG. Ele assemelha-se muito a um sistema de batalhas de um jogo de luta 2D (como Street Fighter) e é conhecido como "Linear Motion Battle System" (Sistema de Batalhas de Movimentação Linear, ou LMBS). Normalmente, o jogador tem o controle direto sobre um personagem (muitas vezes o protagonista), e pode movê-lo pelo cenário em qualquer sentido desejado. Ao apertar o botão de ataque ao mesmo tempo em que se pressiona o direcional, o personagem pode executar diversos ataques diferentes, de simples cortes com a espada à facadas horizontais ou verticais. Em alguns jogos, as armas dos personagem têm valores de força diferentes para cortes ("Slash") e facadas ("Thrust"). Existem três formas diferentes de se controlar cada personagem: Auto, Semi-Auto e Manual. A primeira opção permite que o personagem seja inteiramente controlado pelo computador e a segunda faz com que o personagem aproxime-se do inimigo antes de atacar e defenda-se automaticamente. Já a última opção oferece controle total ao jogador, sendo possível pular, semelhante a um jogo de luta de verdade. A qualquer momento, o jogador pode pausar a luta e abrir um menu, que possibilita o uso de items, a seleção de habilidades e magias a serem usadas (assim como o alvo), a modificação da "inteligência artificial" de seus companheiros durante a batalha (atacar de perto ou de longe, focar em defesa ou ataque, perseguir o mesmo inimigo que o jogador, proteger outros personagens, etc) além de outras opções.

Os jogos mais recentes permitem que até quatro jogadores participem de uma batalha (o acessório MultiTap é necessário nos jogos de Playstation e Playstation 2) controlando personagens que seriam normalmente controlados pelo computador (com a exceção de Tales of Legendia, que foi produzido por uma equipe diferente). O LMBS tem se desenvolvido progressivamente ao evoluir da série. Tales of Phantasia começou com o modo Semi-Automático (Semi-Auto), Tales of Destiny adicionou o modo Manual (com exceção da versão de GBA de Tales of Phantasia, onde é possível usar o modo Manual com um equipamento específico) e a opção Multiplayer, onde mais de um personagem pode ser controlado por jogadores, Tales of Eternia deixou as batalhas consideravelmente mais rápidas e retirou a pausa durante as magias encontradas nos títulos anteriores e introduziu os conhecidos Hi-Ougis (com nomes variados em cada jogo, mas chamados de Mystic Arts nos títulos mais recentes), que foram aproveitados ao máximo em Tales of Destiny 2. Além disso, um contador de hits passou a ser mostrado, levando a impressionantes combos que são gravados e popularmente circulados entre os fãs da série. Os Tales mais novos estenderam esse sistema de batalhas de formas diferentes: Tales of Symphonia adicionou um campo de batalhas 3D, mas manteve o encontro linear entre o personagem controlado e o inimigo; Tales of the Abyss foi além disso e oferece a modalidade "Free Run", onde é possível correr livremente pelo campo 3D, similar a Star Ocean 3. Já Tales of Rebirth incrementou o sistema 2D oferecendo três linhas de movimento ao campo de batalha, ao invés de apenas um. Tales of the Tempest aprimorou a modalidade de três linhas, combinando-o com um sistema completamente 3D. O novo sistema de batalhas apresentado em Tales of Destiny Remake (PS2) é o Aerial Linear Motion Battle System ("Sistema de Batalhas de Movimentação Linear Aérea", AR-LMBS) e oferece possibilidades infinitas de combos com o que chamamos de Chain Capacity. Usando a capacidade de criar "correntes", é possível combinar quantos ataques você quiser até seu CC acabar. Mais informação pode ser encontrada no Site oficial japonês de Tales of Destiny Remake.

Dublagem[editar | editar código-fonte]

A série Tales of frequentemente possui Seiyuus (dubladores japoneses) populares e bem conhecidos, tais como Takehito Koyasu (Jade Curtiss em Tales of the Abyss), Nana Mizuki (Colette Brunel em Tales of Symphonia, Hikaru Midorikawa (Leon Magnus em Tales of Destiny e Judas em Tales of Destiny 2), Nobuyuki Hiyama (Veigue Lungberg em Tales of Rebirth), etc. As versões americanas também tiveram dubladores conhecidos ou famosos, como Tara Strong (Presea Combatir em Tales of Symphonia e Norma Beatty em Tales of Legendia), Cam Clarke (Kratos Aurion em Tales of Symphonia e Will Raynard em Tales of Legendia), Heather Halley (Chloe Valens em Tales of Legendia e Tear Grants em Tales of the Abyss), Johnny Yong Bosch (Guy Cecil em Tales of the Abyss e Emil Castagnier em Tales of Symphonia: Dawn of the New World), etc.

A companhia de dublagem para o idioma inglês Cup of Tea Productions vem trabalhado com a Namco Bandai fielmente, fornecendo vozes aos personagens da série em todas as localizações a partir de Tales of Legendia.

Apesar de alguns jogos terem recebido traduções para outros idiomas na Europa, a dublagem nas localizações é sempre inglesa. Até o lançamento de Tales of the Abyss, todos os títulos da série possuiam Skits sem vozes em sua versão Ocidental (com exceção de Tales of Legendia, que possui Skits em menor duração e quantidade que o resto da série, mas teve seus Skits dublados na versão americana). A partir de Tales of Vesperia, a Namco prometeu brindar a América com Skits inteiramente dublados em suas próximas localizações. Curiosamente, os títulos lançados no Nintendo DS possuem dublagem de Skits apenas parcial. Acredita-se que seja devido a falta de espaço no cartucho.

Lista de jogos da série[editar | editar código-fonte]

Série Principal (Mothership Titles)[editar | editar código-fonte]

Lançamento Título Produzido por Plataforma Regiões
15 de dezembro de 1995 Tales of Phantasia Wolf Team, Namco SFC JPN
23 de dezembro de 1997 Tales of Destiny Telenet Japan, Namco
PSX JPN, NA
30 de novembro de 2000 Tales of Eternia[1] Telenet Japan, Namco
PSX JPN, NA
29 de novembro de 2002 Tales of Destiny 2 Telenet Japan, Namco
(Team Destiny)
PS2 JPN, ROC, HK
29 de agosto de 2003 Tales of Symphonia Namco Tales Studio
(Team Symphonia)
GCN JPN, NA, EUR
16 de dezembro de 2004 Tales of Rebirth Namco Tales Studio
(Team Destiny)
PS2 JPN
28 de maio de 2005 Tales of Legendia Namco
(Team MelFes)
PS2 JPN, NA
15 de dezembro de 2005 Tales of the Abyss Namco Tales Studio
(Team Symphonia)
PS2 JPN, NA
6 de dezembro de 2007 Tales of Innocence Alfa System DS JPN
7 de agosto de 2008 Tales of Vesperia Namco Tales Studio
(Team Symphonia)
Xbox 360 JPN, NA, EUR
18 de dezembro de 2008 Tales of Hearts Namco Tales Studio
DS JPN
Dezembro de 2009 Tales of Graces Namco Tales Studio
Wii JPN
Fevereiro de 2014 Tales of Symphonia Chronicles Namco Tales Studio
PS3 JPN, EUR

Detalhes: 1 Tales of Eternia foi lançado no Ocidente como Tales of Destiny II devido a problemas com direitos autorais. Não Confundir com Tales of Destiny 2.

Remakes e Ports[editar | editar código-fonte]

Lançamento Título Plataforma Produzido por Detalhes Regiões
23 de dezembro de 1998 Tales of Phantasia PSX Telenet Japan, Namco Gráficos, áudio, sprites etc melhorados. JPN
1 de agosto de 2003 Tales of Phantasia GBA Namco Tales Studio Port da versão do Super Famicom com alguns elementos da versão do PSX. JPN, NA, UK
22 de setembro de 2004 Tales of Symphonia PS2 Namco Tales Studio
(Team Symphonia)
Extras e bugs corrigidos. JPN
3 de março de 2005 Tales of Eternia PSP Namco Tales Studio Efeitos das batalhas refeitos, bugs corrigidos, videos extras. JPN, AU, EUR
7 de setembro de 2006 Tales of Phantasia ~ Full Voice Edition PSP Namco Tales Studio Port da versão do Playstation. Novos elementos, bugs corrigidos, personagens ganharam novos sprites durante as batalhas. A história principal foi inteiramente dublada. JPN
30 de novembro de 2006 Tales of Destiny PS2 Namco Tales Studio
(Team Destiny)
Jogo inteiramente refeito. JPN
15 de dezembro de 2007 Tales of Destiny 2 PSP Alfa System Alguns extras e bugs corrigidos. JPN
31 de janeiro de 2008 Tales of Destiny Director's Cut PS2 Namco Tales Studio
(Team Destiny)
Adicionado "Leon Side" ao remake do PS2, alguns bugs corrigidos. JPN
19 de março de 2008 Tales of Rebirth PSP Namco Tales Studio Cenas extras e bugs corrigidos. JPN
Q4 2009 Tales of Vesperia PS3 Namco Tales Studio (Team Symphonia) Nova personagem jogável e alguns extras. JPN

Títulos secundários (Escort Titles)[editar | editar código-fonte]

Diferente dos títulos da série principal, "Escort Titles" são considerados histórias paralelas (Gaiden) na série Tales of.

Originais[editar | editar código-fonte]

Independentes de outros títulos, são jogos com mundos e personagens originais.

Lançamento Título Produzido por Plataforma Regiões
26 de outubro de 2006 Tales of the Tempest Dimps DS JPN

Jogos de luta[editar | editar código-fonte]

A Bandai-Namco anunciou Tales of Versus em 2009 como primeiro jogo de luta da série. Aparentemente terá funções online.

Lançamento Título Produzido por Plataforma Regiões
Q3 2009 Tales of VS (Versus) TBA PSP JPN

Sequências Spin-off[editar | editar código-fonte]

Jogos que são continuações diretas dos títulos da série principal.

Lançamento Título Produzido por Plataforma Regiões
10 de novembro de 2000 Tales of Phantasia: Narikiri Dungeon Namco GBC JPN
7 de março de 2003 Tales of the World: Summoner's Lineage Namco GBA JPN
26 de junho de 2008 Tales of Symphonia: Dawn of the New World Namco Tales Studio Wii JPN, NA

Tales of the World[editar | editar código-fonte]

Uma série de jogos que apresentam diversos personagens de todos os jogos da série principal. É direcionada a fãs da série, e apresenta histórias que não são "canon" (são apenas ficções e não fazem parte da história real de cada jogo).

Lançamento Título Produzido por Plataforma Regiões
25 de outubro de 2002 Tales of the World: Narikiri Dungeon 2 Alfa System GBA JPN
6 de janeiro de 2005 Tales of the World: Narikiri Dungeon 3 Alfa System GBA JPN
21 de dezembro de 2006 Tales of the World: Radiant Mythology Alfa System PSP JPN, NA, EUR
29 de janeiro de 2009 Tales of the World: Radiant Mythology 2 Alfa System PSP JPN

Tales of Fandom[editar | editar código-fonte]

Essa série apresenta jogos focados na leitura, com minigames, direcionados a fãs da série que gostariam de saber mais sobre a história de seus personagens favoritos.

Lançamento Título Produzido por Plataforma Regiões
31 de janeiro de 2002 Tales of Fandom Vol.1 Namco PSX JPN
28 de junho de 2007 Tales of Fandom Vol.2 Namco Bandai Games PS2 JPN

Tales of Mobile[editar | editar código-fonte]

Há uma série de games Tales of para celulares. Como os jogos foram desenvolvidos exclusivamente para modelos de celulares japoneses e não foram produzidos pela equipe de produção Tales Studios, pouco se sabe sobre esses jogos.

Lançamento Título
16 de fevereiro de 2004 Tales of Tactics
31 de janeiro de 2005 Tales of Breaker
14 de outubro de 2005 Tales of Commons
16 de novembro de 2005 Tales of Tactics Gaiden
21 de junho de 2006 Tales of Wahrheit
31 de janeiro de 2008 Tales of the World: Material Dungeon

Online[editar | editar código-fonte]

Apenas um MMORPG baseado em um jogo da série principal foi lançado. Esse jogo nunca saiu do Japão, e o servidor oficial foi permanentemente fechado em 31 de Março de 2007.

Lançamento Título
3 de março de 2006 Tales of Eternia Online

Outros[editar | editar código-fonte]

Além dos jogos, Tales of está na mídia. Existem mangás, romances, CDs de áudio e até animes que contam as histórias dos jogos ou as complementam. Infelizmente, nada disso jamais saiu do Japão, com exceção do anime Tales of Phantasia: The Animation que foi lançado em DVD totalmente dublado em inglês e o anime tales of abyss baseado no jogo de ps2.

Anime[editar | editar código-fonte]

Uma nova saga de 4 episódios de Tales of Symphonia já foi anunciada.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

A trama da maioria dos jogos da série não tem qualquer ligação um com o outro. Existem alguns jogos com pequenas referências, mas cada jogo pode ser aproveitado por ele mesmo sem que o jogador tenha qualquer conhecimento da história dos jogos anteriores, com a exceção de Tales of Symphonia: Dawn of the New World e Tales of Destiny 2.

Linha do Tempo de Aselia[editar | editar código-fonte]

A história dos jogos nessa sequência acontecem no mesmo mundo, mas com muitos anos de diferença um do outro, exceto por Tales of Symphonia e sua sequência direta.

Linha do Tempo de Destiny[editar | editar código-fonte]

Tales of Destiny 2 é uma sequência imediata de Tales of Destiny.

  • Tales of Destiny
    • Conta a história de Stan Aileron e dos outros Swordian Masters.
  • Tales of Destiny 2
    • Conta a história do filho de Stan Aileron e Rutee Katret, Kyle Dunamis. Começa 18 anos após Tales of Destiny e se diverge em diversos períodos diferentes, incluindo uma linha do tempo alterada.

Referências

  1. Tales of Symphonia OVA Sequel Series Green-Lit. Anime News Network. Página visitada em 2009-01-09.