Tangos & Tragédias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tangos & Tragédias foi um espetáculo musical brasileiro, com elementos de teatro. Foi criado e era interpretado pela dupla gaúcha Hique Gomez e Nico Nicolaiewsky.

História[editar | editar código-fonte]

O Tangos & Tragédias foi criado no ano de 1984, em Porto Alegre. Desde 1987, é exibido nas temporadas de verão, durante o mês de janeiro, no Teatro São Pedro.

No ano de 1999, Tangos & Tragédias foi o tema escolhido para o enredo da escola de samba Imperatriz Dona Leopoldina no Carnaval de Porto Alegre. O enredo intitulava-se A visita de Dona Leopoldina ao Reino da Sbórnia.[1]

O espetáculo já passou por diversos teatros do Brasil, além de contar com uma versão em língua espanhola, apresentada em Buenos Aires (Argentina), Quito (Equador), Manizales (Colômbia) e Cádiz e Donostia-San Sebastián (Espanha).[2] Em Portugal, foi escolhido pelo público como o Melhor Espetáculo durante o Festival Internacional de Teatro de Almada, em 2003, e Espetáculo de Honra, em 2004.[3]

Em dezembro de 2007, a dupla lançou o DVD Tangos e Tragédias na Praça da Matriz, gravado em 2004, durante uma apresentação de comemoração dos 20 anos da peça, reunindo 20.000 pessoas na Praça da Matriz, em Porto Alegre.

Em janeiro de 2014, a temporada de verão começou a ser apresentada no Teatro São Pedro, como de costume, mas precisou ser interrompida quando foi diagnosticado que Nico estava com leucemia aguda. Ele foi internado às pressas no dia 23 de janeiro, e acabou falecendo em 7 de fevereiro de 2014.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Hique Gomez interpreta Kraunus Sang e toca violino, enquanto Nico Nicolaiewsky incorpora o triste Maestro Plestkaya, o qual toca acordeão e piano. As personagens são naturais de um país fictício chamado Sbørnia, do qual os dois teriam fugido, segundo a dupla, após a chegada do rock and roll no país, refugiando-se no Rio Grande do Sul.

Sbørnia[editar | editar código-fonte]

A Sbørnia era um país ligado ao Continente por um istmo, separando-se após sucessivas explosões nucleares mal-sucedidas, sendo atualmente uma ilha à deriva, navegando livremente pelos mares do mundo. O país, cujo sistema político vigente é o anarquismo hiperbólico, vive a reciclar o lixo cultural de outras nações e possui até moeda própria: o scômbrio. Entre as músicas que fazem parte do folclore da Sbørnia estão o "Copérnico" e a "Aquarela da Sbørnia".[4]

Galeria de fotos[editar | editar código-fonte]

Fotos do dia 11 de janeiro de 2014, uma das últimas apresentações de Tangos & Tragédias antes da morte de Nico Nicolaiewsky.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1988 - LP Tangos e Tragédias - Trilha Sonora do Espetáculo - Gravado ao vivo
  • 1994 - CD Tangos e Tragédias - Edição comemorativa aos 10 anos
  • 1997 - CD Tangos e Tragédias - Edição revisada
  • 2008 - DVD Tangos e Tragédias na Praça da Matriz

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.