Tangsudo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde Fevereiro de 2008).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Espada japonesa mostrando a lâmina manga habaki e a mão guarda tsuba

Tangsoodo (Hangul: 당수도) é uma arte marcial coreana criada por Hwang Kee na década de 1930 com raízes em várias artes marciais, incluindo o karate Shotokan, Taekkyeon, Subak, e o kung fu chinês. É focada na disciplina e prática de padrões e sequências de auto-defesa.

A história do tangsudo[editar | editar código-fonte]

Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Hwang Kee, seu fundador, afirmou ter criado esta arte a partir de textos antigos sobre subak (uma arte marcial coreana mais velha) enquanto vivia e treinava com um mestre chinês na Manchúria na década de 1930. Pode ter sido influenciada pelo karate japonês e o wushu chinês. Em alguns aspectos, o tangsudo é semelhante ao karate e taekwondo, com a diferença de colocar ênfase muito pequena em competições esportivas e manobras espalhafatosas.

Em 1000 anos da história da Coreia, o exercito ameaçava constantemente à família real pelo controle do governo, exigiam-lhes que mantivessem o código de éticas do taoismo e as lições budistas. O exercito e o governo civil permaneciam unidos ao contrário do governo ocidental, causando uma instabilidade nos civis que foram controlados pelo governo, esta situação enfraqueceu o exército facilitando assim a invasão da Coreia, pelo exército Japonês de maneira triunfal.

Em 1876 com a invasão japonesa, vem a derrubada da dinastia YI. (1392-1910) mas antes de sua derrota um militar leal vendo o que estava para acontecer se aproximou das autoridades e apresentou projetos e propostas,para fazer um exército coreano forte e poderoso. Em 1910 o japão anuncia ao mundo que a Coreia estava anexada a Japão, sendo parte de sua cultura com o nome de Chosan.

Em 9 de novembro de 1914, nascia o Grão Mestre Hwang Kee na altura da ocupação japonesa em um lugar chamado Kiong Ki. Seu pai era um professor respeitado e muito sábio e tinha um alto nível acadêmico, seu nome era Hwang Hong Hwan. Em 1921, na idade de 7 anos, Hwang Kee começou seu interesse pelas artes marciais. Hwang Kee na idade de 15 anos praticava TaeKyon e aos 22 já era Mestre respeitado por sua habilidade e destreza nas artes que praticava. Na época de sua juventude o país estava nas ruínas e seus compatriotas eram constantemente humilhados pelo governo japonês, suas crianças foram emitidas a Japão como escravos, e suas propriedades eram confiscadas, como pagamento ao povo japonês. Com estas confiscações o Governo Japonês se armava cada vez mais com hostilidades ao povo coreano.

Em maio de 1936 Hwang Kee Viajou a China, especificamente na Manchúria, onde teve a oportunidade de conhecer um Grande Mestre Chinês chamado Yang Kuk Yin onde se tornou seu discípulo de 1936 a 1941. Naquele mesmo ano o governo japonês deixava ainda mais claro seu interesse em não deixar o povo coreano independente, com sanções ainda mais rigorosas. Em agosto de 1937 o Grão Mestre Hwang Kee deixa o mestre Yang e retorna a Seoul por razões pessoais. Em 1941 retorna a Manchúria pelo tempo curto e visita o Mestre Yang e recebe novas instruções.

Em agosto de 1945 o governo japonês perde a guerra, e o tratado da paz é assinado e a Coreia é libertada, e este ano se torna de suma importância para o povo coreano. Começa-se a reorganização da cultura, da sociedade, e das famílias, além das artes marciais proibidas pelo governo japonês. Em 9 de novembro de 1945, em Seoul, o grão mestre Hwang Kee organiza e funda a Moo Duk Kwan. Em 1946 a China transforma-se um país comunista, a razão ao qual o Kwan Ja Nim (fundou a escola) porque deixa de visitar seu mestre na China. Kwan Jang Nim Hwang Kee começou a ensinar Tangsoodô.

De 1950- a 1953, acontece a guerra da Coreia, em 1953 dividi-se a Coreia, Devido a isto as artes marciais foram interrompidas, em setembro de 1953. Ao obter sua independência a Coreia, com um forte desejo nacionalista, um o novo governo achou por melhor proibir toda as artes marciais e escolas com técnicas oriundas do Japão e da China. Mas muitos destes Mestres e Professores se misturaram com outros Mestre que continuavam o treinamentos na Coreia, e progressivamente abriram várias escolas (Kwans) de artes marciais, de outros estilos, e que estavam sobe o comando da "Moo Duk Kwan" e eram comandadas por Kwan Ja Nim Hwang Kee .Havia na verdade 5 escolas estabelecidas que tinha o dever e objetivo de manter as técnicas de chutar e socar. Estas escolas foram chamadas "de Geh Khan ou Dojang" (1945-1950) antes da guerra da Coreia, a Moo Duk Kwan era a escola de mais influência, e a maior organização dentro da Coreia e dos Estados Unidos. A força da Moo Duk Kwan teve berço no aspecto científico da arte e do desenvolvimento,filosófico,cultural marcial. Em 1953 começa a florescer as artes marciais Koreanas. Em 1957 é publicada por ordem do general Choi Hong Hee, um decreto onde obriga aos Mestre e Escolas (kwans) a adequar e aderirem a um só nome e técnica praticada na Coreia, Tae Soo.

O ano de (1957) teve importante significado para o Kwan Ja Nim Hwang Kee e sua arte marcial, naquele ano ele descobriu MOO YEI DOBO TONG JI, que era documento histórico mas importante e valioso com técnicas de Arte marcial, Moo Dobo Tong Ji esta publicação tinha aproximadamente 300 anos, este era o único livro de Arte marcial com antigas técnicas,de aproximadamente 2.000 anos. Em maio de 1961 começa conflitos e perseguições políticas que duram 30 anos, fazendo assim com que a Moo Duk Kwan, fique marginalizada. Com a volta do Governo militar teve um impacto negativo imediato na vida do Kwan Já Nim Hwang Kee e da Moo Duk Kwan, O Governo e seus generais, cometiam os mesmos erros, que o Governo Japonês,perseguindo, e obrigando aos Mestres Koreanos, a aderirem a Nova arte marcial com o nome de Tae Soo, com isto reduziu drasticamente a influência da Môo Duk Kwan, e do Tangsoodô. Que para aquele governo era uma grande ameaça. Em janeiro 1964 cria-se Associação Koreana de Tae Soo. No ano seguinte a Associação de Tae Soo muda seu nome para Associação Koreana de Tae Kwon Dô.

Durante este ano de (1964) havia discussões e os movimentos para o unificação do "TangSooDô" e o "Tae KwonDô" encabeçada por um grupo de Mestres de TaekwonDô dirigido pelo General Choi Hong Hee. Kwan Jan Nim Hwang Kee aceitava as discussões para a unificação, e achava possível contanto que fossem cumpridos o critério da justiça para ambos os grupos, após incansáveis números de reuniões e discussões, decidiu-se não estar de acordo com a unificação, suas razões eram porque o Tang Sôo Dô era a arte Marcial Koreana verdadeiramente tradicional.

O Kwan Jan Nim Hwang Kee pensou em sua responsabilidade que era manter as técnicas originais e passar a Moo Duk Kwan como foi desenvolvida pelas gerações passadas, e continuar a ensinar as gerações futuras,de modo que ele e todo o povo coreano sentisse orgulho desta poderosa e nobre Arte Marcial. Como resultado da falha de tentativa de unificação do Tangssodô, e do Taekwondô, um movimento dos Mestres de Tae Kwon Dô ,sobe o comando do General Choi Hong Hee fazem pressões políticas, usando muitas táticas injustas para confundir muitos instrutores da Moo Duk Kwan. Pouco a pouco a disciplina da Môo Duk Kwan partiu em desgraça, graças as influências políticas dos Mestres de Taekwondô, a comando do General Choi Hong Hee.Os membros foram afastados,perseguidos e obrigados a mudarem o nome para Tae Kwon Dô,Ai Começa a Mais uma enganação da política coreana, e a traição de alguns membros da Môo Duk Kwan, e de Mestres de Taekwondô;Coloca-se o Nome Taekwondô Môo Duk Kwan, mas na verdade a Técnica não se fazia mais original,os membros traidores e dissidentes da Môo Duk Kwan haviam levado apenas o uniforme tradicional da Môo Duk Kwan, e deixado para trás as técnicas originais,se aderindo aos novos movimentos,não originais.

O Kwan Jan Nim Hwang Kee se manteve firme a frente da organização durante esta perseguições políticas, porque sábio como era tinha uma visão futurista, e acreditava na importância, e o valor extremos de se conservar esta arte marcial e sua técnicas milenares, e sabia também que mais tarde estas artes coreanas obteriam grande reconhecimento do mundo ocidental, e das Autoridades locais. Houve tentativas de se destruir o BU KWAN YEOK (o livro Record) para apagar os arquivos da disciplina e técnicas da Moo Duk Kwan mas não conseguiram obter êxito. Este livro foi criado por Kwan Jan Nim Hwang Kee quando seu primeiro estudante graduou, Kim Um Chong que foi reconhecido como o primeiro graduado da Moo Duk Kwan. Em novembro de 1965 Kwan Jan Nim Hwang Kee é reconhecido pelas autoridades,devido a sua teimosia, e insistência, em conservar seu método de arte marcial, e passa a ser legal e conserva à Associação, mas continua a longa e difícil batalha. Em 1966 a corte suprema concede ao kwan Jan Nim o direito de fazer a divulgação da MooDuk Kwan e do Tangsoodô para outros países,Começa então uma nova jornada e desafios para o Tangsoodô, e os países escolhidos foram: Os Estados Unidos, Grécia, Grã-Bretanha,França,Bélgica, Alemanha,Itália,Suíça,Holanda,Porto Rico,Argentina,Malasia, Austrália,Brunei, México. O Tangsoodo,segue cruzando fronteiras, e se fortalecendo cada dia mais pelo mundo. Para o Kwan Jan Nim Hwang Kee não era problema que outras organizações tivessem conexão com Môo Duk Kwa; apenas dizia que houvesse uma única e verdadeira Môo Duk Kwan.

Técnicas de combate no tangsudo[editar | editar código-fonte]

Posturas[editar | editar código-fonte]

Há muitas posturas no tangsudo. Alguns são básicos, por exemplo "a postura de preparação"; os outros requerem mais equilíbrio, tal como "a postura em um pé" ou "a postura de o guindaste".

Técnicas básicas[editar | editar código-fonte]

As técnicas básicas são simples. Os estudantes aprendem todas as técnicas básicas (as defesas, os golpes, os golpes de pé). No "dojang" (escolas do tangsudo, ou local de treino), a "arte" é enfatizada, não somente o combate. As técnicas da mão envolvem entre outros, uma variedade das técnicas de punho e de "faca da mão". Cada um deles tem uma forma e uma aplicação corretas, e são usados para bloquear e atacar. O tangsudo é a arte marcial que coloca muita ênfase em técnicas de pés e em flexibilidade, porém não tanto como o Tae Kwon Do. Eles também são usados para tanto bloquear como atacar.

Treinamento de tangsudo[editar | editar código-fonte]

No método tradicional, o estudante deve aprender os fundamentos antes de tudo, mais tarde pratica o combate de um passo e o combate de três passos. O combate de um passo ensina como concentrar, mas o combate de três passos ensina como avançar e recuar, assim como como usar a melhor distância. Juntos, dão a confiança que o estudante necessita para bloquear e atacar com sucesso no combate livre.

Treinamento mental[editar | editar código-fonte]

Os mestres dão grande importância aos Princípios e Credo de Tangsudo; os estudantes aprendem disciplina e respeito. A autoconfiança, a concentração e o controle também são sublinhados, porque são aspectos importantes da vida diária.

Prática das bases (kibon)[editar | editar código-fonte]

Os estudantes praticam as técnicas básicas em posições estáticas, avançando ou recuando. Isto ajuda a compreender a dinâmica de um movimento e isto refina a técnica pela repetição. As bases ensinam o estudante o bom equilíbrio e a boa postura.

Formas (hyung)[editar | editar código-fonte]

As formas são as sequências predeterminadas das técnicas básicas. Algumas das formas no tangsudo são derivadas dos vários estilos de artes marciais chinesas, enquanto que outras são versões de kata (forma) de karatê. Os hyungs mostram a aplicação de todas as técnicas básicas numa variedade de situações. A forma é considerada como se o executor da forma defende-se contra muitos inimigos. Os hyung são os modelos regulados de técnicas que os estudantes praticam em todos os níveis. O estudo das formas aumenta as capacidades da compreensão e memorização. As formas moldam técnicas básicas e ensinam a estratégia, as tácticas, a sincronização e o equilíbrio. Conforme o progresso do estudante, os hyong tornam-se mais complexos e desafiadores. As formas são uma parte do treinamento do tangsudo e podem ser praticadas quase em qualquer lugar.

Combate (daeryeon)[editar | editar código-fonte]

O combate dá a possibilidade usar livremente todas as técnicas de encontro a um ou diverso oponente. O autocontrolo é importante. O momento correcto, a posição e os métodos adequados de começar através das defesas de um oponente também são praticados. Embora os capacetes enchidos, as luvas e as botas sejam disponíveis a regra evitar o contacto é respeitado.

Combate de um passo (hanbon-daeryeon)[editar | editar código-fonte]

Este exercício deixa praticar as técnicas de auto-defesa contra um ataque sabido numa maneira controlada. O objetivo é o desenvolvimento de respostas automáticas a certa situação. Permitem aprender distância correta e sincronização, que são dois fatores cruciais num combate real. Isto é uma maneira de praticar que é muito controlada, segura, e sem contato.

Combate livre (jayu-daeryeon)[editar | editar código-fonte]

O combate livre permite praticar as técnicas contra o outro num ambiente controlado. O objetivo é praticar defender se numa situação desconhecida. A segurança é realçada em todas vezes. Na aproximação tradicional, a necessidade de estudante não golpe um saco pesado para aumentar o poder dos seus golpes e para preparar-se para combate livre. Isso é porque os estudantes praticam controle, não contato. Os estudantes param seus golpes perto de o alvo. Então, se num combate real que eles decidem bater no alvo, eles podem fazê-lo facilmente.

De acordo com a teoria tradicional, se o estudante faz contacto constantemente, será difícil controlar as suas técnicas quando necessita. Mas se pratica sempre o controlo, pode facilmente escolher golpear quando necessita. Se o estudante faz constantemente contacto durante o combate livre, sua mente tornar-se-á selvagem. Mas se o estudante pratica o combate controlado, sua mente tornar-se-á mais controlada. Ambos os estados de mente podem espalhar sobre sua vida fora da classe. Porque o contacto cheio é proibido, os estudantes não têm nenhuma necessidade usar almofadas protetoras resistentes. A utilização das luvas de boxe e os protectores almofadas de pé indu-los golpear fortemente. E quando golpeiam levando este tipo da almofada, não sentem se a sua técnica é correcta. Para evitar este problema, os mestres tradicionais devem optar para as almofadas leves nos punhos e nos peitos do pé. Bastam prevenir ferida quando o contato acidentalmente ocorre.

De acordo com a aproximação moderna, o combate livre assemelha-se ao combate no kick-boxing. Os estudantes usam luvas de boxe, protetores dos pés, e protetores da cabeça.

Se o combate livre for orientados para a competição ou o combate na rua, o estudante deve fazer um grande esforço melhorar sua resistência. É uma razão que o estudante necessita ter boas fundações e boas qualificações de combate de um passo e três passos; desenvolvem a resistência do estudante. Não acontecerá imediatamente; toma geralmente dois ou três meses para construir a resistência. A importante parte é respiração adequada. O estudante deve respirar à justo tempo quando golpeia e bloqueia. Se o estudante para sua respiração quando faz uma técnica, pode ainda fazer a técnica, mas tornar-se-á gradualmente cansado como o tempo passa. Finalmente perderá a sua capacidade de continuar. Por outro lado, cada vez que inala e exala correctamente, estende a quantidade de tempos quando pode continuar a combater.

Treinamento de auto-defesa (hosinsul)[editar | editar código-fonte]

Esta actividade ensina um estudante como defender-se contra agarramentos, contra preensões e contra chaves (fechamentos). Contem também como tratar das situações onde é necessário defender-se sem estar a causar prejuízos permanentes ao atacante e o uso de pontos de pressão. O jayu-daeryeon é perfeito para melhorar a capacidade de auto-defesa. O estudante pode combinar todas as técnicas: os golpes de pé, os golpes de punho, os golpes ao pé, e as inversões, as desmontes, e derrotas.

Quebrar das tábuas (kyokpa)[editar | editar código-fonte]

Quebrar das tábuas é uma atividade favorita de muitos estudantes e espectadores. Quebrar mostra o nível das técnicas dos estudantes e ajuda compreender qual efeito suas técnicas ter num alvo. É usado durante provas promocionais e segurança é sublinhada em todas vezes. Esta atividade ensina concentrar, focalizar a mente e concentrar corretamente na técnica. Isto também ajuda os estudantes passar suas barreiras mentais, e melhora sua confiança.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]