Tapas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Fevereiro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Tapas (tápasya) é uma palavra sânscrita que significa "calor". Na religião védica e no Hinduísmo, é usada figurativamente, denotando sofrimento espiritual, mortificação da pele ou miséria e também o êxtase espiritual de um iogue. Na Rig Veda, a palavra está ligada ao culto da Soma. O adjetivo tapasvin significa "infeliz, pobre, miserável" mas também "contido, que pratica austeridades".

Tapas ou tapasias, austeridades relgiosas, como sacrifícios e transes yógicos realizados com o objetivo de conseguir alguma bênção dos deuses. Ravana realizou inúmeras e grandiosas tapas, satisfazendo deuses poderosíssimos como Xiva e Brahma, para alcançar objetivos sórdidos.

Ver também[editar | editar código-fonte]