Tartaristão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Республика Татарстан
República do Tartaristão
Bandeira do Tartaristão Brasão do Tartaristão
Bandeira Brasão
Map of Russia - Republic of Tatarstan (2008-03).svg
Línguas oficiais: tártaro, russo
Outras línguas:: chuváchio, udmurte
Capital: Kazan
Área: 67 800 km²
População: 3 768 580 hab
Densidade populacional: 55 hab/km²

A República do Tartaristão (em russo: Республика Татарстан; em tártaro: Татарстан Республикасы) é um membro da Federação Russa, sendo uma de suas 83 subdivisões. Sua área é de 67 800 km² com uma população de 3 768 580 habitantes (2009). Sua capital é a cidade de Kazan. O lema não oficial do Tartaristão é: Bez Buldırabız! (Nós podemos!).[1] Em termos de divisões de planejamento da Federação Russa, o Tartaristão faz parte do Distrito Federal do Volga, da Região Econômica do Volga, da Macrozona Econômica da Rússia Europeia e dos Urais, da Zona Econômica da Rússia Europeia e da Zona Econômica do Volga-Urais.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Outra versão tártara do nome da República seria Tatarstan Cömhüriäte / Татарстан Җөмһүрияте (cömhüriät é a forma turca da palavra árabe para "república" جمهوریة [jumhuuriya]), mas não é oficial. A transliteração direta de seu nome russo é Respublika Tatarstan. Uma outra antiga versão do nome em russo é Тата́рия (Tartária), a qual foi a denominação oficial no tempo da República Socialista Soviética Autônoma do Tartaristão, no período soviético.

História[editar | editar código-fonte]

Idade Média[editar | editar código-fonte]

O Pequeno Minarete de Bolghar data da Idade Média
A Câmara Negra é outra construção notável em Bolghar

O mais antigo estado organizado que se tem notícia na área do atual Tartaristão foi a Bulgária do Volga, entre os anos 700 e 1238. Os Búlgaros do Volga tinham um estado mercantilista avançado, com conexões comerciais com a Eurásia, o Oriente Médio e o Báltico. Mantiveram sua independência por um longo tempo, apesar das pressões dos cazares, dos rús kievanos e dos kiptchaks. O Islamismo foi introduzido por missionários de Bagdá na época da viagem de Ahmad ibn Fadlan, em 922.

A Bulgária do Volga só foi rendida na década de 1230, frente à invasão do exército do príncipe mongol Batu Khan. Seus habitantes, miscigenados com os guerreiros e migrantes turco-mongóis do Canato da Horda de Ouro ficaram conhecidos como os Tártaros do Volga. Há uma outra teoria que postula que não houve mudanças étnicas neste período, mas que simplesmente os Búlgaros do Volga passaram a falar a língua tártara, de raiz kiptchak, trazida pelos invasores turco-mongóis. Na década de 1430, a região se tornou novamente independente, na forma do Canato de Kazan, com capital estabelecida na cidade de Kazan, a 170 km de distância da antiga e arruinada capital dos búlgaros.

O Tartaristão foi conquistado pelas tropas do Czar Ivan IV, o Terrível, na década de 1550. A cidade de Kazan foi tomada em 1552. Alguns tártaros foram convertidos ao cristianismo à força e catedrais foram construídas em Kazan; em 1593 todas as mesquitas da região já haviam sido destruídas. O Governo Russo proibiu a construção de mesquitas novas, proibição esta que só foi superada no século XVIII por Catarina II, a Grande. A primeira mesquita a ser reconstruída sob os auspícios de Catarina II foi em 1766-1770.

Era Moderna[editar | editar código-fonte]

No século XIX, o Tartaristão tornou-se centro do Jadidismo, seita islâmica que prega a tolerância com outras religiões. Sob a influência de teólogos jadidistas, os tártaros se tornaram conhecidos pela convivência amigável com outros povos do Império Russo. Contudo, depois da Revolução de Outubro, as religiões foram legalmente desestimuladas e todas as teologias foram reprimidas.

Durante a Guerra Civil Russa de 1918-1920, nacionalistas tártaros tentaram estabelecer uma república independente (o Estado do Idel-Ural). Eles foram, contudo, depostos pelos Bolcheviques e a República Socialista Soviética Autônoma do Tartaristão foi estabelecida em 27 de maio de 1920. As fronteiras da República não incluíam a maioria das áreas ocupadas pelos Tártaros do Volga.

O Tartaristão hoje[editar | editar código-fonte]

Em 30 de agosto de 1990 o Tartaristão declarou sua soberania através da Declaração da Soberania de Estado da República Socialista Soviética Tártara[2] e em 1992 o Tartaristão realizou um referendo sobre a nova Constituição[3] , a qual foi aprovada por 62% dos votantes. Os artigos 1 e 3 da Constituição, introduzidos em 2002 [3] definem o Tartaristão como parte da Federação Russa.

Em 15 de fevereiro de 1994 foram assinados o Tratado sobre a Delimitação de Assuntos Jurisdicionais e Delegação Mútua de Autoridade entre os Órgãos Estatais da Federação Russa e os Órgãos Estatais da República do Tartaristão[4] e o Acordo entre o Governo da Federação Russa e o Governo da República do Tartaristão Sobre a Delimitação de Autoridade na Esfera das Relações Econômicas Estrangeiras.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Mapa da região com a República do Tartaristão em destaque

A República está no centro da Planície Russa, a aproximadamente 800 km a Leste de Moscou. Está localizada entre o rio Volga e o rio Kama (um tributário do próprio Volga), e se estende a Leste até os Montes Urais.

Fuso Horário[editar | editar código-fonte]

Map of Russia - Moscow time zone.svg
Mapa do Tartaristão

O Tartaristão está localizado no fuso horário de Moscou (MSK/MSD). Seu padrão UTC é +0300 (MSK)/+0400 (MSD).

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Principais rios (nomes tártaros em parênteses):

Lagos[editar | editar código-fonte]

Principais lagos (nomes tártaros em parênteses):

  • Represa Kuybyshev (Kuybışev)
  • Represa do Baixo Kama (Tübän Kama)

O maior lago é o Qaban. A maior área alagadiça é o Kulyagash.

Montanhas[editar | editar código-fonte]

  • Planalto Bugulma-Belebey
  • Planalto do Volga
  • Vyatskie Uvaly

Recursos Naturais[editar | editar código-fonte]

Vista da confluência dos rios Volga e Kama
Vista do Rio Taima desde a Torre do Capeta, em Yelabuga

Dentre os principais recursos naturais do Tartaristão estão o petróleo, o gás natural e a gipsita. Estima-se que a República tenha mais de um bilhão de toneladas em depósitos de petróleo.[5]

Clima[editar | editar código-fonte]

  • Temperatura média em janeiro: -16 °C
  • Temperatura média em julho: 19 °C
  • Precipitação media anual: acima de 500mm

Divisões Administrativas[editar | editar código-fonte]

O Tartaristão se subdivide internamente em 43 distritos administrativos, 22 cidades, 18 assentamentos urbanos e 3075 localidades rurais.

Principais Cidades[editar | editar código-fonte]

As principais cidades do Tartaristão são Kazan (também grafada como Cazã), com 1.110.000 habitantes, Naberezhnyye Chelny (anteriormente denominada Brezhnev, no período soviético), com 507000 habitantes, Nizhnekamsk, com 227.000 habitantes, e Almetyevsk, com 142.000 habitantes. Outras cidades importantes são Bugulma, Buinsk, Chistopol, Kukmor, Leninogorsk e Zelenodolsk.

Demografia[editar | editar código-fonte]

  • População: 3.779.265 (2002)
    • Urbana: 2.790.661 (73,8%)
    • Rural: 988.604 (26,2%)
    • Homens: 1.749.050 (46,3%)
    • Mulheres: 2.030.215 (53,7%)
  • Mulheres para grupo de 1000 homens: 1.161
  • Idade média: 36,5 anos
    • Urbana: 35,7 anos
    • Rural: 38,7 anos
    • Homens: 33,8 anos
    • Mulheres: 38,8 anos
  • Número de residências: 1.305.360 (com 3.747.267 pessoas)
    • Urbanas: 970.540 (com 2.762.818 pessoas)
    • Rurais: 334.820 (com 984.449 pessoas)
  • Estatísticas Vitais (2005)

Grupos Étnicos[editar | editar código-fonte]

Étnicamente, há no Tartaristão cerca de dois milhões de tártaros e pouco mais de um milhão de russos, com um significativo número de pessoas da República da Chuváchia, da República de Mari El e da República da Udmúrtia, muitos dos quais são usuários de línguas tártaras. As minorias ucraniana, mordoviana e basquir são também significativas. A maioria dos tártaros é de muçulmanos sunitas, mas uma pequena minoria, conhecida como os tártaros Keräşens, são cristãos ortodoxos, os quais se vêem como sendo diferentes dos demais tártaros, embora o dialeto Keräşen diferencie-se muito pouco dos demais dialetos tártaros.[6] Há um considerável grau de especulação sobre as origens primodiais dos diferentes grupos de tártaros, mas a maioria dos tártaros não percebe mais a identidade religiosa como sendo tão importante como no passado, principalmente pela intensificação das relações entre os diferentes grupos religiosos e lingüísticos. Todavia, apesar de muitas décadas de assimilação e misturas, alguns Keräşen demandaram, e foram atendidos, a opção de serem recenseados em 2002 como um grupo distinto. Isso provocou muitas controvérsias, principalmente entre aqueles intelectuais que apregoavam que os tártaros formavam um grupo homogêneo e indivisível.[7] Embora listados em separado abaixo, os Keräşen são ainda incluídos na soma total dos tártaros. Outro grupo étnico singular, que vive exclusivamente no Tartaristão, é o Mordvino Qaratay.

De acordo com o Censo de 2002, a ‘composição nacional’ era • Tártaros 52,92% • Russos 39,49% • Chuváchios 3,35% • Urdmurtes 0,64% • Ucranianos 0,64% • Mordvinos 0,63% • Maris 0,50% • Tártaros Keräşen 0,50% • Basquires 0,39% • Azeris 0,26% • Bielorrussos 0,16% • Armênios 0,16% • Uzbeques 0,13% • Tajiques 0,10% • Judeus 0,09% • Alemães 0,08% • Cazaques 0,05% • Georgianos 0,05% • Moldavianos 0,03% • Ciganos (Romani) 0,02% • Lezguianos 0,02% • e vários outros grupos com menos de 800 pessoas cada um. • Adicionalmente, 0,02% dos residentes declinaram de informar sua nacionalidade ou identidade cultural no questionário do Censo.[8] Os dados históricos estão demonstrados a seguir:

censo de 1926 censo de 1939 censo de 1959 censo de 1970 censo de 1979 censo de 1989 censo de 2002
Tártaros 1.263.383 (48,7%) 1.421.514 (48,8%) 1.345.195 (47,2%) 1.536.430 (49,1%) 1.641.603 (47,6%) 1.765.404 (48,5%) 2.000.116 (52,9%)
Russos 1.118.834 (43,1%) 1.250.667 (42,9%) 1.252.413 (43,9%) 1.382.738 (42,4%) 1.516.023 (44,0%) 1.575.361 (43,3%) 1.492.602 (39,5%)
Chuvácheos 127.330 (4,9%) 138.935 (4,8%) 143.552 (5,0%) 153.496 (4,9%) 147.088 (4,3%) 134.221 (3,7%) 126.532 (3,3%)
Outros 84.485 (3,3%) 104.161 (3,6%) 109.257 (3,8%) 112.574 (3,6%) 140.698 (4,1%) 166.756 (4,6%) 160.015 (4,2%)

As línguas oficiais da República do Tartaristão são o Tártaro e o Russo. De acordo com a Lei Federal Russa de 2002 (Sobre Línguas dos Povos da Federação Russa), o alfabeto oficial é o cirílico. O Governo do Tartaristão, assim como grupos de apoio aos direitos humanos e alguns intelectuais russos são enfaticamente contrários a esta lei.[9] [10]

Politica[editar | editar código-fonte]

O Chefe de Governo no Tartaristão é o Presidente. O actual Presidente é Rustam Minnehanov. O Poder Legislativo do Tartaristão, o Conselho de Estado, é unicameral, com 100 membros: 50 são representantes de partidos políticos e 50 são representantes das localidades da República. O líder do Conselho de Estado é Farit Mukhametshin, desde 27 de maio de 1998.

De acordo com a Constituição do Tartaristão, o Presidente só pode ser eleito pelo povo tártaro, mas devido à Lei Federal Russa, esta lei da República foi suspensa por tempo indeterminado. A lei russa sobre eleições de governantes determina que estes devem ser eleitos pelos parlamentos locais e que os candidatos podem ser apontados apenas pelo presidente.

Em 25 de março de 2005, Shaymiyev foi reeleito para seu quarto mandato no Conselho de Estado. Esta eleição foi realizada após mudanças na lei eleitoral e não contradiz as constituições do Tartaristão ou da Federação Russa.

O Status Político Singular do Tartaristão[editar | editar código-fonte]

A República do Tartaristão é uma república constituinte da Federação Russa. A maioria das unidades da Federação são ligadas ao Governo Federal de maneira uniforme, através do Tratado Federal, mas as relações entre o Governo da República do Tartaristão e o Governo Federal Russo são muito mais complexas, e são detalhadamente definidas na Constituição da República do Tartaristão. O seguinte trecho da Constituição define o Status da República dentro da Federação Russa:

A República do Tartaristão é um Estado Constitucional Democrático associado à Federação Russa pela Constituição da Federação Russa, pela Constituição da República do Tartaristão e pelo Tratado entre a Federação Russa e a República do Tartaristão Sobre a Delimitação de Assuntos Jurisdicionais e Delegação Mútua de Autoridade entre os Órgãos Estatais da Federação Russa e os Órgãos Estatais da República do Tartaristão, e é uma unidade da Federação Russa. A soberania da República do Tartaristão consiste no pleno exercício da autoridade de Estado (legislativo, executivo e judiciário) acima das competências da Federação Russa e dos poderes da Federação Russa na esfera de competências compartilhadas da Federação Russa e da República do Tartaristão e configurará um status inalienável da República do Tartaristão.

Economia[editar | editar código-fonte]

O Espírito de Kazan

O Tartaristão é uma das mais desenvolvidas unidades da Federação Russa. A República é altamente industrializada, ficando em segundo lugar, atrás apenas do Oblast de Samara, em termos de produção industrial por km².[11] O Produto Interno Bruto per capita do Tartaristão foi de US$12.325 em 2004[12] , tendo o PIB atingido cerca de 930 bilhões de rublos em 2008.[5]

Agricultura[editar | editar código-fonte]

A agricultura emprega 11,6% da força de trabalho da República e posiciona o Tartaristão com a terceira maior renda agrícola de toda a Federação Russa. As pricipais atividades agrícolas são a produção de grãos, a pecuária, a horticultura e a apicultura.

Indústria[editar | editar código-fonte]

A maior fonte de riqueza da região é o petróleo. O Tartaristão produz 32 millões de toneladas de petróleo cru por ano e tem reserves estimadas em mais de um bilhão de toneladas.[5] [13] A produção industrial constitue 45% do Produto Interno Bruto da República. As indústria mais desenvolvidas são a petroquímica e a construção de máquinas. A fabricante de veículos pesados KamAZ é a maior empresa da República, empregando cerca de 1/5 da força de trabalho do Tartaristão.[13] A Kazanorgsintez, baseada em Kazan, é uma das maiores indústrias químicas de toda a Federação Russa.[14] A indústria aeronáutica do Tartaristão produz os aviões de passageiros Tu-214 e helicópteros.[5] A Kazan Helicopter Plant é uma das maiores fabricantes de helicópteros em todo o mundo.[15] Engenharia, têxteis, vestuário, madeira e alimentos são também indústrias importantes no Tartaristão.[11]

No Tartaristão há três diferentes áreas industriais, com características muito distintas. O Noroeste é uma antiga área industrial, com o predomínio da engenharia, da química e da indústria leve. Na nova área industrial do Nordeste, centrada em Naberezhnyye Chelny-Nizhnekamsk, as principais indústrias são a automobilística, a química e a engenharia energética. O Sudeste caracteriza-se pela produção de petróleo e pela engenharia em desenvolvimento. O Norte, o Centro, o Sul e o Sudeste da República são areas majoritariamente rurais.[16]

Transportes[editar | editar código-fonte]

A República tem uma rede de transportes altamente desenvolvida. Compreende, principalmente, autoestradas, ferrovias, quatro rios navegáveis - Volga (İdel), Kama (Çulman), Vyatka (Noqrat) e Belaya (Ağidel), oleodutos e linhas aéreas. O território do Tartaristão é cortado pelos principais gasodutos que transportam gás natural de Urengoy e Yamburg para o Oeste e também pelos principais oleodutos que abastecem de petróleo várias cidades da Rússia europeia.

Cultura[editar | editar código-fonte]

As principais bibliotecas são a Biblioteca Científica da Universidade Estatal de Kazan e a Biblioteca Nacional da República do Tartaristão. Há dois museus de importância nacional, além de 90 museus de importância local.

Há 12 instituições teatrais no Tartaristão.[17] A orquestra mais importante é a Orquestra Nacional do Tartaristão.

Educação[editar | editar código-fonte]

As mais importantes instituições de ensino superior são a Universidade Estatal de Kazan, a Universidade Estatal de Medicina de Kazan, a Universidade Tecnológica Estatal de Kazan, a Universidade Técnica Estatal de Kazan, o Instituto de Finanças e Economia de Kazan e a Universidade Muçulmana Russa, todas localizadas em Kazan.

Religião[editar | editar código-fonte]

A religião predominante no Tartaristão é o Islamismo, incluindo preponderantemente sunitas mas também xiitas e sufistas, seguido da Igreja Ortodoxa Russa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Leituras adicionais[editar | editar código-fonte]

  • Lost Cosmonaut: Observations of an Anti-tourist Daniel Kalder
  • The Model of Tatarstan: Under President Mintimer Shaimiev Ravil Bukharaev
  • The Territories of the Russian Federation 2007 Europa Territories of the World
  • The Volga Tatars: A Profile in National Resilience Azadeayse Rorlich

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Tartaristão
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Rússia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.