Tate Modern

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tate Modern
Tipo Museu de arte
Inauguração 2000
Visitantes 5.235.000 (2006–2007)[1]
Diretor Vicente Todolí
Website www.tate.org
Geografia
País  Reino Unido
Cidade Londres

A Tate Modern de Londres é um museu britânico de arte moderna e faz parte, juntamente com a Tate Britain (antiga Tate Gallery, renomeada em 2000), a Tate Liverpool, a Tate St. Ives e a Tate Online, do grupo atualmente conhecido simplesmente como Tate.

O museu foi instalado na antiga central elétrica de Bankside, no distrito de Southwark, às margens do Tâmisa. A usina, projetada pelo arquiteto Sir Giles Gilbert Scott e construída em duas fases, entre 1947 e 1963, foi desativada em 1981 e o edifício foi reconvertido pelos arquitetos suíços Herzog e de Meuron.

Desde sua abertura, em 12 de maio de 2000, o museu promove importantes mostras temporárias de arte moderna e contemporânea, e tornou-se a terceira maior atração londrina.

Na coleção da Tate Modern figuram algumas importantes obras de Pablo Picasso, Matisse, Braque, Natalya Goncharova, de Chirico, Francis Bacon, Alexander Calder, Chagall, entre muitos outros artistas do século XX.

As visitas, exposições do acervo e algumas mostras temporárias são gratuitas.

Selecção de obras[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. From the Tate Report 2006/2007. Attendence figures on the Tate website

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tate Modern

Projeto de ampliação 2012