Taturana oblíqua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaTaturana obliqua
Lonomia-obliqua-citsc-1.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Lepidoptera
Família: Saturniidae
Género: Lonomia
Espécie: L. obliqua
Nome binomial
Lonomia obliqua
Walker, 1855
Hábito gregário de Lonomia obliqua.

Taturana obliqua (Lonomia obliqua) é um tipo de taturana venenosa.1 Seu primeiro ataque registado foi em 1989. Desde então, morreram ao mínimo seis e 300 pessoas se feriram somente em Passo Fundo, onde ela é mais comum.2 O único tratamento possível para a intoxicação pelo veneno dessa taturana é o soro antilonômico.

Nativa das matas do sul do Brasil, viviam em comunidades sobre cedros e aroeiras. Com o desmatamento passou a viver em pomares domésticos. Estudos sobre seus predadores naturais não encontraram aves nem mamíferos que as comam, o que indica a possibilidade de que estejam extintos, já que as cerdas são defesas contra esse tipo de animais. Desde que foi desenvolvido o soro antilonômico, os acidentes com esta taturana deixaram de ser fatais. 3

Depois de virar mariposa, ela acasala durante dez horas e a fêmea morre em oito dias e o macho, em seis, uma vez que não se alimentam.2

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.