Taylor Mead

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Taylor Mead (nascido a 31 de dezembro de 1924) é um escritor americano, ator e performer. Mead apareceu em vários filmes da Undergroung Films de Andy Warhol, incluindo Tarzan e Jane Regained ... Sort of e Taylor Mead's Ass .

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido em Detroit, Michigan, Mead participou no clássico Beat de Ron Rice, The Flower Thief , no qual ele "se prostitui com um duende endiabrado nos cafés de North Beach de uma São Francisco já desaparecida ..." [1] O crítico de cinema P. Adams Sitney afirmou que The Flower Thief era "a mais pura expressão da sensibilidade Beat no cinema." O crítico de cinema da Village Voice, J. Hoberman chamou a Mead "a primeira estrela do cinema Underground." [2]

Em meados da década de 1970, Gary Weis filmou algumas curtas-metragens de Mead conversando com o seu gato na cozinha do seu apartamento da rua Ludlow no Lower East Side, a que chamou "O gato de Taylor Mead". Um filme sobre Mead divagando sobre as virtudes de passar a vida a ver televisão foi transmitido na segunda temporada do Saturday Night Live .

Mead vive em Nova Iorque e continua a fazer performances e a ler poesia regularmente no The Bowery Poetry Club. O seu mais recente livro de poemas (publicado pela Bowery Poetry Books) chama-se A Simple Country Girl [3] . Mead foi o personagem central do documentário intitulado Excavating Taylor Mead , que estreou no Tribeca Film Festival, em 2005. O filme mostra-o empenhado no seu hábito noturno de alimentar gatos vadios no cemitério de East Village depois de saltar de bar em bar, e inclui uma participação especial de Jim Jarmusch, em Jarmusch conta como uma vez, quando Mead partiu para uma viagem pela Europa, tentou convencer o seu irmão a alimentar os gatos do cemitério, na sua ausência. Mead apareceu na parte final do filme de 2003 de Jarmusch, Coffee and Cigarettes . Mead tem sido "um ícone amado da cena artística de Nova Iorque desde os anos 60".[4]

Taylor Mead foi recentemente homenageado na campanha publicitária da Ray Ban, "Never Hide" ("Nunca te escondas"). Segundo Mead, explica a marca de óculos do sol, "Na década de 40, ser homossexual era ilegal. A polícia tentava sempre apanhar-nos e colocar-nos na prisão. Mas eu era quem era. Não iria mudar. E sabe que mais? Ser homossexual nunca me incomodou minimamente; era apenas um pouco assustador. Porque não era possível ter a certeza, uma vez que todo o ser humano tem duas caras. Ler Shaw, Kerouac e Ginsberg ajudou-me a descobrir quem eu realmente era: um escritor. Por isso, escrevi tal como vivia: apenas para meu prazer, sem qualquer vergonha ou receio. Rapidamente ganhei muitos fãs leitores. Em suma, tenho sido amado e lido por pessoas que nunca me falariam na rua".

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • The Flower Thied , realizado por Ron Rice (1960)
  • Lemon Hearts , realizado por Vernon Zimmerman (1962)
  • Too Young, Too Immoral , realizado por Raymond Phelan (1962)
  • Hallelujah the Hills realizado por Adolfas Mekas (1963)
  • Queen of Sheba Meets the Atom Man , realizado por Ron Rice (1963)
  • Tarzan e Jane Regained ... Sort Of realizado por Andy Warhol (1963)
  • Couch , realizado por Andy Warhol (1964)
  • Taylor Mead's Ass , realizado por Andy Warhol (1964)
  • The Illiac Passion , realizado por Gregory Markopoulos (1967)
  • Imitation of Christ , realizado por Andy Warhol (1967-69)
  • The Nude Restaurant , realizado por Andy Warhol (1967-68)
  • Lonesome Cowboys , realizado por Andy Warhol (1967-68)
  • The Secret Life of Hernando Cortez , realizado por John Chamberlain (1969)
  • Brand X , realizado por Wynn Chamberlain (1970)
  • C'est vrai
  • (One Hour), realizado por Robert Frank (1990)
  • Last Supper ,realizado por Robert Frank (1992)
  • "Taylor Mead Unleashed" (1996), realizado por Sebastian Piras
  • Ecstasy in Entropy , realizado por Nick Zedd (1999)
  • Coffee and Cigarettes , realizado por Jim Jarmusch (2003)
  • Excavating Taylor Mead , realizado por William A. Kirkley (2005)
  • Electra Elf: The Beginning , realizado por Nick Zedd (2005)
  • Man Under Wire , realizado por Josh Bishop (2006)

Notas de Rodapé[editar | editar código-fonte]

  1. Ed Halter (2005). Tracking shots: The Flower Thief. The Village Voice. Página visitada em 2006-09-21.
  2. C. Carr (Oct 23, 2002). Buried Alive. Village Voice. Página visitada em 2006-09-21.
  3. ISBN-10: 097643590X
  4. Dan Glass (2005). Taylor Mead, Superstar. The L Magazine. Página visitada em 2006-09-21.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.