Teatro de rua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Living Theatre apresenta sua peça pacifista The Brig (O Brigue, um barco de guerra à vela da época da Independência dos Estados Unidos) apresentado na Oranienplatz em Berlin-Kreuzberg

Teatro de rua é uma modalidade teatral em que os atores utilizam seu corpo e sua voz a serviço da construção estética no espaço aberto, sobretudo nas cidades. Nesta atividade rua é todo espaço público aberto e apto a receber um espetáculo teatral, como parques, praças, monumentos, edifícios, rios, entre outros, em oposição aos locais fechados.

Espaço urbano[editar | editar código-fonte]

Malabaristas com fogo no Espetáculo Natural Spirit, companhia Carros de Foc

Dentro dessa modalidade teatral, o espaço urbano e tudo que nele está contido, pode vir a ser mais do que espaço de representação, ou seja, ao mesmo tempo que a cidade é local da encenação, o espetáculo pode se valer de uma paisagem como cenário ou um monumento como elemento cênico etc. A cidade por ser polimorfa, possibilita apropriações diversas. André Carreira propõe um teatro de invasão, que entende a própria cidade como dramaturgia.

O teatro de rua brasileiro se constitui em uma "multiplicidade de linguagens" (Narciso Telles). Amir Haddad, fundador do grupo Tá na Rua, da cidade do Rio de Janeiro, entende que teatro e arquitetura sempre estiveram ligados e que as sociedades ergueram seus teatros conformes seus valores.

Organização[editar | editar código-fonte]

Existem várias organizações de grupos de teatro de rua. Na cidade de São Paulo existe o Movimento de Teatro de Rua (MTR/SP), que juntamente com outros movimentos estaduais deram inicio a uma organização nacional, criando a Rede Brasileira de Teatro de Rua (RBTR), presentes em vários estados brasileiros. Em Brasília, o Esquadrão da Vida, fundado em 1979 pelo ator, jornalista e ambientalista Ary Pára-Raios, é presença constante na vida cultural da Capital.[1]

Referências[editar | editar código-fonte]

Esquadrão da Vida se apresenta nas ruas de Brasília.
  • Blog Teatro de Rua
  • CARREIRA, André. Teatro de Rua: uma paixão no asfalto. São Paulo: Hucitec, 2007.
  • TURLE, Licko; TRINDADE Jussara. Teatro de Rua no Brasil: a primeira década do terceiro milêncio. Rio de Janeiro: E-papers, 2010.
  • TELLES, Narciso; CARNEIRO, Ana (org). Teatro de Rua: olhares e perspectivas Rio de Janeiro: E-papers, 2005..

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

espanhol
inglês
  • Patricia J. Campbell, Passing the hat: Street performers in America.
  • Gazzo, The Art of Krowd Keeping, published by Penguin Books.
  • Floriane Gaber, 40 Years of Street Arts, published by Ici et là, 2009
  • Floriane Gaber, How It All Started. Street arts in the context of the '70's, published by Ici et là, 2009

Referências