Tecido acrobático

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde junho de 2014). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde junho de 2014).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O tecido acrobático é uma arte originalmente circense de acrobacia aérea, executada em um longo tecido suspenso na maioria das vezes pela metade e com as duas pontas penduradas. O tecido acrobático (também conhecido como sedas aéreas, tecido liso, tecido aéreo, dança aérea, ou apenas tecido) é um tipo de performance na qual um ou mais artistas realizam acrobacias aéreas enquanto enrolados em um tecido, denominado liganete no Brasil. Ao contrário de outras centenárias modalidades do circo, como o malabares, as acrobacias e o trapézio, o tecido apresentou seu desenvolvimento nos últimos anos[1] . Os performers, sem o uso de linhas de segurança, escalam o tecido suspenso e o usam para manobras de grande dificuldade como figuras, torções, giros, inversões e quedas (lançamento intencional do corpo em queda livre), e confiam somente em sua formação e habilidade para garantir a segurança. Sedas aéreas podem ser usadas para voar e realizar poses e figuras durante o vôo. Alguns artistas usam breu de resina em suas mãos e pés para aumentar o atrito e aderência no tecido[2] .

O tecido acrobático, ou ainda tecido liso, faz parte da categoria aéreos, dentro do complexo que envolve as inúmeras e distintas atividades circenses. Esta categoria subdivide-se em: Suspensão por partes do corpo, Suspensão em aparelhos rígidos, Suspensão em aparelhos maleáveis e rígidos, Suspensão em aparelhos maleáveis. E dentro da categoria de Suspensão em Aparelhos Maleáveis existe Tecido, Corda e Faixas. Ainda dentro de Tecido existe Tecido Liso, Marinho e Gota[3] .

Referências

  1. Marco Antonio Coelho Bortoleto Daniela Helena Calça (jul./dez. de 2007). [http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/viewFile/204/162 O TECIDO CIRCENSE: FUNDAMENTOS PARA UMA PEDAGOGIA DAS ATIVIDADES CIRCENSES AÉREAS]. Visitado em 22 jun. de 2014.
  2. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia: a enciclopédia livre. Tradução. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Aerial_silk> Acesso em: 16 jul 2014.
  3. Centro de Memória do Circo.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

ISO - Tecido Acrobático