Tecnólogo em processos gerenciais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais é também conhecido como Gestão de negócios, Gestão empreendedora ou Gestão de pequenas e médias empresas em algumas instituições de EAD, dependendo da ênfase que se dá durante o curso. No ano de 2010 este curso começou a ser oferecido também na UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, na cidade de Campo Grande, de forma presencial, com duração de dois anos, com aulas ministradas de segundas às sextas-feiras no período noturno e aos sábados pela manhã 1º, 2º e 4º semestres e sábado pela manhã e tarde no 3º semestre, preparando o aluno para atuar em vários setores já que é mais generalista com uma grade curricular bastante ampla e interessante.

Este curso é voltado para as práticas administrativas, deixando um pouco a teoria de lado. Os profissionais são altamente capacitados para administrar uma pequena, média ou podem atuar em grandes organizações.

O Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais tem como foco de estudo a Administração de pequenas, médias e também grandes empresas. O profissional dessa área pode ter uma formação mais generalista, pode também ter uma formação mais específica, que se foca mais em um setor. Sendo assim, pode atuar em praticamente todos os setores administrativos de empresas de qualquer segmento. A diferença entre esses cursos superiores é que no curso de Processos Gerenciais são aplicadas as disciplinas mais práticas. O profissional desta área também pode abrir e gerenciar/administrar seu próprio negócio. Ao contrário do Bacharel, a Tecnologia em Processos Gerenciais tem o foco mais definido e aborda tópicos aplicados a gestão diretamente, contemplando menos teoria e aplicando mais situações, matérias, e estudos à rotina dos futuros administradores.

O Tecnólogo em processos gerenciais também tem a oportunidade de estudar a disciplina de Sistema de Informações, que o deixa mais atualizado em relação a informática (E-commerce, E-business,CRM e outras para IC- Inteligência Competitiva), que atualmente é um setor que vem disparando em vendas e popularidade no comércio e no mercado de trabalho. Com o curso de sistema de informação é possível criar software especializados para administração da empresa, em outras palavras: o tecnólogo em processos gerenciais também é considerado programador ou analista de sistemas no caso de inclinar-se para o lado de TI e fizer uma especialização nessa área.

Além de sistema de informação ele também aprenderá um pouco na área de 'web designer', Gestão da Qualidade com as normas ISO, Gestão Ambiental Empresarial, Gestão Estratégica de Custos, Materiais e Logística, Gestão Financeira, dentre outras, o que para um profissional que é contratado para soluções em uma empresa pode ser realmente utilizável para suporte ao marketing, equilíbrio financeiro e desenvolvimento da mesma.

O Tecnólogo pode posteriormente à sua formação, aprofundar-se em seus estudos cursando a pós-graduação Stricto sensu (Mestrado e Doutorado) e Lato sensu (Especialização).

No dia 13 de novembro de 2009 o tecnólogo em processos gerenciais foi reconhecido como profissional apto para gerir empresas pelo Conselho Federal de Administração, Resolução Normativa nº 373, de 12/11/09, e a Resolução Normativa nº 374, de 12/11/09.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]