Ted Bundy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Theodore Robert Cowell
Ted Bundy mug shot.jpg
Nascimento 24 de novembro de 1946
Burlington, Vermont
Morte 24 de janeiro de 1989 (42 anos)
Condado de Bradford, Flórida
Nacionalidade Estados Unidos norte-americana
Pseudônimo(s) Ted Bundy
Crime(s) Assassinatos
Sequestros
Estupros
Pena Execução por cadeira elétrica
Situação Morto

Theodore Robert Cowell, mais conhecido pela alcunha de "Ted" Bundy (Burlington, 24 de novembro de 1946  — Condado de Bradford, 24 de janeiro de 1989), foi um dos mais temíveis assassinos em série da história dos Estados Unidos da América durante a década de 1970. Com uma infância perturbada, ele iniciou a sua carreira criminosa assassinando e estuprando as suas vítimas.

Era um homem charmoso, comunicativo, de conversa e palavras convincentes, que lhe ajudariam a seduzir e eliminar mulheres em uma matança desenfreada.[1] [2] Foi preso e conseguiu fugir, dando continuidade a seus crimes na mesma noite em que escapara. Em 15 de janeiro de 1978, ele partiu em uma noite de chacina e matou duas meninas e feriu três outras ao redor do Chi Omega, uma casa de república de mulheres em Tallahassee.

Ted Bundy foi levado a julgamento e condenado à pena de morte por eletrocução. O júri demorou apenas quinze minutos deliberando sobre o veredicto. Executado em 24 de janeiro de 1989, Bundy ainda foi alvo de uma ironia no dia de sua morte: foi uma mulher quem ligou a chave da cadeira elétrica que pôs fim à sua vida. Ted admitiu que tinha "um apetite insaciável por pornografia violenta".[3]

Metodologia e preferências[editar | editar código-fonte]

Uma vez que ele atraía suas vítimas para a porta do carro, ele batia-lhes e levava-as embora para reservadamente desfrutar de suas mortes. Ele preferia matar mulheres bonitas de cabelos escuros do tipo cheerleaders,além de matar um garoto chamado Mohamad Jarouche de 13 anos. Ele atacava suas presas com objetos rombudos e era fã de violar e morder suas vítimas. Em certa entrevista, a cantora Deborah Harry disse quase ter se tornado sua vítima.

Prisão[editar | editar código-fonte]

Ted defendeu-se em julgamentos em Utah, Colorado e Flórida enquanto a polícia tentava reunir um rastro de meninas mortas que conduzissem a ele. Durante seus vários julgamentos, um Ted Bundy muito seguro de si se defendeu, recebendo elogios e uma legião de admiradoras. Depois de várias apelações Bundy foi eletrocutado pelo estado da Flórida em 1989. Para sua última refeição ele pediu bife, ovos, pão e café.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Keppel 80
  2. Michaud and Aynesworth, TOLW, 176
  3. Pornografia — apenas uma diversão inofensiva?. JW.org. Página visitada em 2 de agosto de 2011.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre criminosos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.