Telequartz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Grupo Telequartz de Companhias de Minério', fundado na década de 1920 por João Cosac, é um grupo brasileiro minerador e exportador de grande porte, líder mundial na exportação de cristais de rocha e quartzo[1] . .

Os cristais de quartzo[editar | editar código-fonte]

Os cristais de quartzo não são utilizados somente para fins ornamentais, para fabricação de jóias, estátuas, lustres, copos. São amplamente usados como matéria prima base da indústria moderna, utilizados em larga escala na produção de energia, construção civil, informática, telecomunicação, na indústria aeroespacial para fabricação de filtros, cosméticos, cimentos, papel, inseticidas, borrachas, silicones, cerâmicas, ligas, esmaltes, vidros, aços, abrasivos, lasers, semicondutores, materiais refratários, porcelanas, cimentos, baterias solares, eletroeletrônicos, fibra óptica, lentes, relógios, osciladores, armas, reatores, plásticos, foguetes, radares, aeronaves...

O Grupo[editar | editar código-fonte]

Mesmo trabalhando com outros tipos de minério e com capital inteiramente brasileiro, o grupo especializou-se no mercado de cristal de quartzo, sendo a primeira empresa brasileira a exportar quartzo para a América do Norte. Contando com mais de 2.000 colaboradores diretos, exportando toneladas principalmente para os mercados norte-americano, europeu e asiático, alcançou a liderança mundial neste setor. Aviões próprios faziam a logística da mercadoria pelo território brasileiro. Entre seus clientes destacam-se gigantes capitalistas como Samsung, Swarovski e Concorde.Com a maior infraestrutura do gênero; sede matriz na região portuária do Rio de Janeiro e minas espalhadas por três estados brasileiros; Bahia, Goiás e Minas Gerais. Em sua unidade de Pequeri, Minas Gerais, (atual mineração Santa-Rosa), desenvolveu com tecnologia própria, o “Zetasil” , que é um produto derivado do quartzo, usado em “cargas” (tintas, isolamentos térmicos, resinas, abrasivos, porcelanas finas, fritas), “vidros óticos” (lentes, encapsulamentos para circuitos integrados), “quartzo fundido” (bulbos para lâmpadas, vidros para laboratório, vidros especiais resistentes à alta temperatura e ação de ácidos). Em Goiás o grupo possui a mina Santa Rita, a maior mina de quartzo do Brasil, e garimpos espalhados por todo o estado, principalmente, na região do município de Cristalina. Já na Bahia, a maior parte de seus garimpos estão nas redondezas do município de Oliveira dos Brejinhos, onde o grupo foi pioneiro em tal atividade [2] .As jazidas e estoques na Serra do Cabral , em Minas Gerais, bem como nos municípios vizinhos de Joaquim Felício, Augusto de Lima e Buenópolis, abastecem a sede-matriz da empresa com quartzito e cristal de rocha (ou quartzo hialino), que é uma variedade cristalina de quartzo, incolor e transparente. É a variedade mais pura do quartzo.O grupo garimpava ainda em outros municípios mineiros como Capelinha, Olhos-d'Água, Cabras e Bom Jesus do Amparo, onde fundaram a mineradora Silica Sand.

No setor industrial[editar | editar código-fonte]

A incursão do grupo no setor industrial ocorre na década de 70 ao financiar a fábrica X-tal do Brasil em parceria com o governo durante a ditadura militar. Em 1988 fez uma joint venture com a Vale do Rio Doce, para a criação de uma usina de quartzo em Minas Gerais, na época, orçada em U$ 20 milhões, onde cada empresa detinha metade do empreendimento [3] . O material produzido foi usado em certas lâmpadas e em tubos pré-fabricados para fibra óptica.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • A Telequartz possui pedras expostas em várias partes do mundo, a mais emblemática é um quartzo de altíssima pureza exposta no British Museum, Londres, Inglaterra.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://www.telequartz.com.br/
  2. http://www.brejinhosnet.com.br/grupojatoba/Informativo7.htm
  3. http://digicoll.library.wisc.edu/cgi-bin/EcoNatRes/EcoNatRes-idx?type=turn&id=EcoNatRes.MinYB1988v3&entity=EcoNatRes.MinYB1988v3.p0931&q1=Telequartz

Ligações externas[editar | editar código-fonte]