Televisão aberta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde janeiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde julho de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Televisão aberta é como são chamados os canais de televisão gratuitos. Receberam essa denominação depois da chegada da televisão por assinatura.

Televisão aberta no Brasil[editar | editar código-fonte]

No país, os cidadãos têm disponível gratuitamente as frequências VHF, UHF e o sinal digital para transmissão e recepção de canais de televisão.

Os canais abertos são autorizados a operar pelo Governo Federal que autoriza as concessões de televisão aberta no Brasil.

No mundo[editar | editar código-fonte]

Geralmente as emissoras de TV são comandadas por grandes conglomerados da comunicação. No Brasil isso ocorre com a Rede Globo (controlada pelo Grupo Globo) e a Rede Record (controlada pelo Grupo Record). Algumas emissoras conhecidas da TV aberta são: a BBC, com oito canais abertos, incluindo os de transmissão digital; TF1, France 2 e France 3, que transmitem para toda a França por sinal analógico e digital; CBS, dos Estados Unidos que é o maior conglomerado americano das comunicações.

Em países ditatoriais ou em países onde apenas um partido governa, a televisão aberta é 100% controlada pelos governo central. Como era no Iraque, e atualmente na China com a CCTV. Em Cuba, todas as emissoras são do Estado, mas há emissoras segmentadas.

TV aberta digital[editar | editar código-fonte]

Em grande parte da Europa, nos EUA e no Japão a TV aberta já pode ser assistida pela tecnologia digital. Para isso, basta ter um decodificador, que hoje não passa dos 100 Euros, ou uma TV com entradas HDTV. Com a TV Digital as pessoas tiveram acesso a serviços como a interatividade em enquetes, compra de programas pelo sistema pay-per-view, etc.

No Brasil, já está disponível o sinal digital em diversas cidades (vide Televisão digital no Brasil).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.