Tema (linguística)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em semântica, disciplina da linguística, denomina-se Tema (palavra vinda do Latim thema, vindo por sua vez de uma palavra grega, traduzível como «o que é proposto») o elemento de um enunciado que é tido como conhecido por aqueles que participam de uma conversação. Na tradição linguística anglófona é usado o termo topic, que pode ser traduzido para o português como tópico.

O “tema” se opõe ao “rema” (ou objetivo), que é a informação nova trazida por um enunciado. Veja-se, por exemplo, a frase « Tua avó pratica ciclismo », o tema é « tua avó » (elemento suposto como conhecido e compreendido por quem fala e pelo interlocutor) e o rema é «pratica ciclismo ». Resumidamente, se pode dizer de forma simples: o tema é de que ou de quem se fala; o rema é o que se diz sobre esse que ou quem.

O tema não é obrigatoriamente expresso pela função sintática de sujeito (gramática) da frase. Exemplo: « Tua avó, eu a conheço bem ». « Tua avó » continua sendo o tema, mas ocupa a função de complemento do objeto direto a.

Morfologia[editar | editar código-fonte]

Em morfologia, o tema é o conjunto constituído por um radical mais seus afixos, porém, sem incluir a desinência nominal ou verbal. 1

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Abaurre, Maria Luiza; Pontara, Marcela Nogueira; Fadel, Tatiana. Português: língua e literatura. 2 ed. São Paulo: Moderna, 2005. p. 157. 1 vol. vol. 1. ISBN 85-16-03845-9