Tempestade tropical Etau (2009)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tempestade tropical severa Etau
Tempestade tropical  (AMJ)
Tempestade tropical  (EFSS)
STS Etau Aug 11 2009.jpg
A tempestade tropical severa Etau durante seu pico de intensidade, ao largo da costa do Japão
Formação: 8 de agosto de 2009
Dissipação: 14 de agosto de 2009
Vento mais forte (1 min): 40 nós (74 km/h, 46 mph)
Vento mais forte (10 min): 40 nós (74 km/h, 46 mph)
Pressão mais baixa: 992 hPa (mbar) ou 744 mmHg
Danos: Desconhecidos
Fatalidades: 25 diretas, 1 indireta e 2 desaparecidas
Áreas afetadas: Japão
Parte da
Temporada de tufões no Pacífico de 2009

A tempestade tropical severa Etau (designação internacional: 0909; designação do JTWC: 10W) foi o pior ciclone tropical a atingir a prefeitura de Hyogo, Japão desde a passagem do tufão Tokage em 2004. Formando-se em 8 de agosto a partir de uma área de perturbações meteorológicas, o sistema intensificou-se gradualmente e se tornou uma tempestade tropical ainda naquele dia. Seguindo uma trajetória curva em torno da borda de uma alta subtropical, Etau continuou a se intensificar assim que se aproximava do Japão. Em 11 de agosto, o ciclone atingiu seu pico de intensidade como uma tempestade tropical, com ventos máximos sustentados de 95 km/h (10 min) e uma pressão atmosférica central mínima de 990 hPa. Logo em seguida, Etau começou a se enfraquecer, e foi desclassificado para uma tempestade tropical início da madrugada (UTC) de 11 de agosto. O cisalhamento do vento crescente levou removeu todas as áreas de convecção profunda do centro ciclônico, que ficou exposto, levando ao seu contínuo enfraquecimento. Finalmente, o sistema se enfraqueceu para uma depressão tropical em 13 de agosto. O sistema remanescente de Etau persistiu por quase um dia antes de se dissipar no início da madrugada de 14 de agosto.

Apesar de Etau não atingir a costa, as bandas externas da tempestade produziram chuvas torrenciais no Japão, chegando a 326,5 mm. Essas chuvas provocaram enchentes e deslizamentos de terra, especialmente na prefeitura de Hyogo. Vinte e quatro pessoas foram mortas pela tempestade e outras duas ficaram desaparecidas em toda a região afetada. Pelo menos 500 casas foram inundadas e várias foram destruídas. Depois da tempestade, 600 soldados japoneses foram enviados de Tóquio para ajudar no trabalho de limpeza.

História meteorológica[editar | editar código-fonte]

O caminho de Etau

A tempestade tropical severa Etau originou-se em 5 de agosto de uma área de baixa pressão associada à atividade convectiva desorganizada localizada a cerca de 550 km a leste-nordeste de Guam.[1] No dia seguinte, o sistema se reformou a várias dezenas de quilômetros ao norte. Áreas de convecção profunda curvadas começaram a aparecer em imagens de satélite, e um cavado tropical de alta troposfera (TUTT) ao seu norte fez que o sistema seguisse para norte.[2] Na madrugada de 7 de agosto, o Joint Typhoon Warning Center (JTWC) emitiu um Alerta de Formação de Ciclone Tropical assim que a perturbação exibia áreas de convecção profunda consolidadas em torno do seu centro ciclônico de baixos níveis.[3] Por volta da meia-noite de 8 de agosto, a Agência Meteorológica do Japão (AMJ) classificou o sistema para uma depressão tropical.[4]

mais tarde naquele dia, o JTWC também classificou o sistema para uma depressão tropical, atribuindo-lhe a designação "10W".[5] Naquele mesmo dia, a convecção associada à depressão ficou mais desorganizada, impedindo a intensificação do sistema. A depressão seguiu para noroeste durante aquele dia em resposta uma alta subtropical ao seu norte.[6] Em 9 de agosto, o centro de circulação ficou mais definida assim que as suas áreas de convecção ficaram mais estabelecidas.[7] Por volta do meio-dia (UTC), a AMJ classificou a depressão para uma tempestade tropical, atribuindo-lhe o nome "Etau",[8] nome que foi submetido à lista de nomes de tufões pelos Estados Unidos, e refere-se a "nuvem de tempestade" na língua palauana.[9] O JTWC, contudo, ainda manteve o sistema como uma depressão tropical por mais algumas horas.[10]

A tempestade tropical Etau em 10 de agosto

Em 10 de agosto, o JTWC desclassificou a tempestade brevemente para uma depressão tropical.[11] Nesta altura, o sistema tinha começado a seguir leste em torno da periferia oeste da alta subtropical. Etau também ficou pouco desorganizado uma vez que começou a interagir com a zona baroclínica perto do Japão.[12] Na madrugada de 11 de agosto, a AMJ classificou o sistema para uma tempestade tropical severa assim que os ventos de Etau atingiram ventos de 95 km/h (10 min) e uma pressão atmosférica central mínima de 990 hPa.[13] Mais tarde naquele dia, a tempestade ficou mais uma vez mais desorganizada devido ao cisalhamento do vento. No entanto, o JTWC declarou que a tempestade havia se intensificado com base estimativas de intensidade em imagens de satélite e em radares meteorológicos japoneses.[14] Cerca de nove horas depois de atingir a intensidade de tempestade tropical severa, a AMJ desclassificou Etau para uma tempestade tropical.[15]

Em 12 de agosto, o centro de Etau ficou parcialmente desprovido de áreas de convecção profunda, com apenas uma banda estreita de aguaceiros e trovoadas persistentes no quadrante sudeste da tempestade.[16] O cisalhamento do vento impediu a formação de novas áreas de convecção profunda, e a tempestade continuou a se enfraquecer.[17] No início da madrugada seguinte, o JTWC emitiu seu aviso final sobre Etau assim que declararam que a tempestade tinha se enfraquecido para uma depressão tropical, a várias centenas de quilômetros da costa leste do Japão.[18] Cerca de 24 horas depois, a AMJ também desclassificou o sistema para uma depressão tropical.[19] O último aviso sobre Etau foi emitido pela JMA no início da madrugada de 14 de agosto assim que seguia lentamente para norte.[20]

Em atualizações pós-tempestade, a AMJ determinou que Etau não conseguiu atingir a intensidade de uma tempestade tropical severa e o desclassificou para uma simples tempestade tropical.[21]

Preparativos, impactos e consequências[editar | editar código-fonte]

Etau aproximando-se do Japão em 10 de agosto

Com a previsão de que as rajadas de vento atingiriam até 126 km/h, além da possível ocorrência de chuvas intensas, as autoridades japonesas retiraram cerca de 47.000 moradores da região oeste do arquipélago, ao longo da costa assim que avisos de fortes ventos foram emitidos pela JMA. As autoridades também temiam que as possíveis enchentes associadas à passagem da tempestade tropical Etau seriam análogas às enchentes que o tufão Morakot provocou em Taiwan, onde pelo menos 621 pessoas foram mortas na pior inundação naquele país em 50 anos.[22] Na prefeitura de Hyogo, outras 2.000 pessoas foram retiradas devido às ameaças de inundações e deslizamentos de terra na região.[23] Seis voos com partida ou destino no país foram cancelados depois que um avião foi atingido por um raio. Quinze serviços ferroviários também foram cancelados devido a chuvas torrenciais.[24]

As autoridades japonesas confirmaram que 13 pessoas foram mortas pelas inundações e deslizamentos de terra produzidos por Etau no arquipélago, e que outras 10 estavam desaparecidas.[25] Isso ocorreu depois 326,5 mm de chuva caíram em 24 horas.[26] A maioria das mortes ocorreu na prefeitura de Hyogo. Mais de 500 casas foram inundadas e muitas outras foram danificadas ou destruídas por deslizamentos de terra.[27] Em algumas áreas, as inundações chegaram a mais de 1,5 em altura.[26] Uma pessoa se afogou depois de guiar seu carro numa rua alagada; seu carro foi totalmente encoberto pela água.[28] Outra pessoa morreu depois que sua casa foi destruída por um deslizamento de terra na prefeitura de Okayama.[29]

Mais de 200 soldados foram despachados para a cidade de Sayo, onde as inundações e os deslizamentos de terra forçaram a retirada de mais de 2.000 moradores.[24] Na sequência dos severos prejuízos, a cidade também solicitou o apoio de Tóquio. Um escritório de gerenciamento pós-desastre também foi criado pelo centro de gerenciamento de crise do gabinete do primeiro-ministro.[26] Em 11 de agosto, 400 soldados a mais foram enviados à cidade para ajudar nos trabalhos de resgate.[30]

Em Tokushima, duas pessoas foram dadas como desaparecidas e outras duas sofreram ferimentos graves.[24] Relatos posteriores de agências noticiosas afirmaram que até 18 pessoas estavam desaparecidas após os deslizamentos de terra. A região atingida é especialmente suscetível a deslizamentos de terra devido à intensa atividade sísmica recente; um terremoto de magnitude 6,4 na escala Richter foi registrado em 10 de agosto.[31] Em 11 de agosto, uma das pessoas desaparecidas foi dada como morta durante a tempestade. Cerca de 800 pessoas foram colocadas em abrigos públicos e 53.000 casas ficaram sem água potável.[32] Em 12 de agosto, 18 pessoas tinham sido dadas como mortas e outras nove ainda estavam desaparecidas.[33] Três pontes em Tokushima foram levadas pelas enxurradas.[30] Dias depois, a Agência Japonesa de Gerenciamento de Incêndios e Desastres confirmou que o número de mortos ficou em 26,[34] com outros dois desaparecidos. Com isso, Etau foi o pior ciclone tropical a atingir a região de Hyogo, Japão, desde a passagem do tufão Tokage em 2004.[35]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Furacão Catrina Portal da
meteorologia
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tempestade tropical Etau (2009)

Referências

  1. Significant Tropical Weather Advisory for the western and southern Pacific oceans (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 5, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  2. Significant Tropical Weather Advisory for the western and southern Pacific oceans (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 6, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  3. Tropical Cyclone Formation Alert (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 7, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  4. WWJP25 2009-08-08, 0000z (em Inglês) Japan Meteorological Agency (August 8, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  5. Tropical Depression 10W Advisory One (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 8, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  6. Tropical Depression 10W Prognostic Reasoning Three (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 8, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  7. Tropical Depression 10W Prognostic Reasoning Five (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 9, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  8. WTPQ21 RJTD 091200 (em Inglês) Japan Meteorological Agency (August 9, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  9. List of names for tropical cyclones adopted by the Typhoon Committee for the western North Pacific Ocean and the South China Sea (em Inglês) Agência Meteorológica do Japão. Visitado em 26/09/2009.
  10. Tropical Storm 10W (Etau) Advisory Eight (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 9, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  11. Tropical Depression 10W (Etau) Advisory Eleven (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 10, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  12. Tropical Depression 10W (Etau) Prognostic Reasoning Eleven (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 10, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  13. WTPQ21 RJTD 110000 (em Inglês) Japan Meteorological Agency (August 11, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  14. Tropical Storm 10W (Etau) Prognostic Reasoning Thirteen (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 11, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  15. WTPQ21 RJTD 110900 (em Inglês) Japan Meteorological Agency (August 11, 2009). Visitado em August 14, 2009.
  16. Tropical Storm 10W (Etau) Advisory Fourteen (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 11, 2009). Visitado em August 29, 2009.
  17. Tropical Storm 10W (Etau) Advisory Sixteen (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 11, 2009). Visitado em August 29, 2009.
  18. Tropical Depression 10W (Etau) Advisory Eighteen (Final) (em Inglês) Joint Typhoon Warning Center (August 12, 2009). Visitado em August 29, 2009.
  19. WWJP25 RJTD 130600 (em Inglês) Japan Meteorological Agency (August 13, 2009). Visitado em August 29, 2009.
  20. WWJP25 RJTD 140000 (em Inglês) Japan Meteorological Agency (August 14, 2009). Visitado em August 29, 2009.
  21. RSMC TROPICAL CYCLONE BEST TRACK ETAU (em Inglês) Agência Meteorológica do Japão (02/10/2009). Visitado em 02/01/2010.
  22. Medhi Chebil (August 10, 2009). China 'over the worst' as deadly storm heads for Japan (em Inglês) France 24 International News. Visitado em August 10, 2009.
  23. Staff Writer (August 10, 2009). At least nine killed as typhoon hits Japan (em Inglês) Belfast Telegraph. Visitado em August 10, 2009.
  24. a b c Shingo Ito (August 10, 2009). 13 dead as typhoon brings floods, landslides to Japan (em Inglês) Agence France-Presse. Visitado em August 10, 2009.
  25. Staff Writer (August 10, 2009). Twenty-eight dead as typhoons hit East Asia (em Inglês) Agence France-Presse.
  26. a b c Staff Writer (August 10, 2009). 13 die due to typhoon-triggered heavy rain in western Japan (em Inglês) Japan Times. Visitado em August 10, 2009.
  27. Shino Yuasa (August 10, 2009). 12 killed, 10 missing as typhoon hits Japan (em Inglês) Ledger-Enquirer. Visitado em August 10, 2009.
  28. Agence France-Presse (August 10, 2009). Four dead as typhoon brings heavy rain to Japan (em Inglês) Hindustan Times. Visitado em August 10, 2009.
  29. Staff Writer (August 10, 2009). Deaths as typhoon pounds Japan (em Inglês) Al Jazeera. Visitado em August 10, 2009.
  30. a b Agence France-Presse (August 11, 2009). Japanese troops join in typhoon rescue (em Inglês) Asia One News. Visitado em August 14, 2009.
  31. Sam Yeh (August 11, 2009). Typhoons pound East Asia, 61 dead (em Inglês) Agence France-Presse. Visitado em August 11, 2009.
  32. Joshua Williams (August 11, 2009). Typhoon Etau leaves death and destruction in Japan (em Inglês) Japan Headlines Examiner. Visitado em August 11, 2009.
  33. Associated Press (August 12, 2009). At Least 1,000 Found Alive After Typhoon Hits Taiwan (em Inglês) Fox News. Visitado em August 12, 2009.
  34. /919.html 平成21年台風第9号による被害状況等について (em Japonês) Fire and Disaster Management Agency. Visitado em August 29, 2009.
  35. Staff Writer (August 11, 2009). 2009年8月台風9号(台風0909号)豪雨災害 研究関係情報 (em Japonês) 静岡大学防災総合センタ. Visitado em August 11, 2009.
Ciclones tropicais da Temporada de tufões no Pacífico de 2009
Et
Escala de Furacões de Saffir-Simpson
DT TS TT 1 2 3 4 5



*PAGASA
#JTWC
SN - Sem nome