Temple Grandin (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Temple Grandin
Estados Unidos
2010 • Cor • 109 min 
Direção Mick Jackson
Produção Scott Ferguson
Produção executiva Alison Owen
Paul Lister
Anthony Edwards
Dante Di Loreto
Emily Gerson Saines
Gil Bellows
Roteiro Christopher Monger
Merritt Johnson
Elenco Claire Danes
Julia Ormond
Catherine O'Hara
David Strathairn
Género Biográfico
Drama
Idioma Inglês
Música Alex Wurman
Direção de arte Meghan C.Rogers
Direção de fotografia Ivan Strasburg
Figurino Cindy Evans
Edição Leo Trombetta
Distribuição HBO
Lançamento 6 de fevereiro de 2010
Página no IMDb (em inglês)

Temple Grandin é um telefilme norte-americano de 2010, dirigido por Mick Jackson e exibido pelo canal HBO.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Filme biográfico sobre Temple Grandin, uma mulher com autismo que revolucionou as práticas para o tratamento racional de animais em fazendas e abatedouros. Visitando a fazenda de sua tia Ann no Arizona em 1966, Temple inicia seu primeiro contato com animais, que influenciariam sua vida e carreira. A jaula para prender bovinos a inspirou na construção de um aparelho para si própria para refugiar-se de seus frequentes ataques de pânico.

Sua mãe Eustácia, mesmo com a recomendação médica de interna-la em uma intituição psiquiátrica, insiste em proporcionar-lhe educação formal. Em uma escola para crianças superdotadas, é encorajada por seu professor de Ciências, o Dr.Carlock. Este percebe seu talento em "pensar em imagens e conecta-las", e a incentiva a prosseguir sua educação em uma universidade.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Filmado no Texas, especialmente em Austin,[1] o roteiro foi baseado nos livros “Emergence" e “Thinking in Pictures" de Temple Grandin.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Nos Prémios Emmy de 2010, venceu em cinco das sete categorias indicadas para minissérie ou telefilme: melhor filme, direção, atriz (Claire Danes), ator coadjuvante (David Strathairn), atriz coadjuvante (Julia Ormond). Venceu também nas categorias técnicas de melhor música (Alex Wurman) e montagem (Leo Trombetta).[2] Claire Danes venceria também o Globo de Ouro de melhor atriz em minissérie ou filme para televisão e o SAG da mesma categoria.

Referências

  1. Claire Danes eyes an Austin shoot (em inglês). The Austin Chronicle (22 de agosto de 2008).
  2. Temple Grandin Awards & Nominations. Academy Of Television Arts & Sciences.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]