Templo de Antonino e Faustina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Templo de Antonino e Faustina, no Fórum Romano.

Situado próximo da Basílica Emília, no Fórum Romano, em Roma, Itália, o templo de Antonino e Faustina conseguiu sobreviver em óptimas condições até aos nossos dias devido à sua conversão em igreja (San Lorenzo in Miranda), entre os séculos VII e VIII d.C. O edifício foi construído em 141 d.C. pelo imperador Antonino Pio em memória à sua esposa Faustina (DIVAE FAVSTINAE EX S C) e surge dedicado pelo Senado ao próprio imperador logo após a sua morte em 161, como recorda uma inscrição na arquitrave.

O templo foi instalado num alto pódio em blocos de tufo, originalmente de exterior revestido por mármore, e acessível por uma alta escadaria frontal, com o altar ao centro. O edifício dispõe de uma câmara, com paredes ainda em blocos de tufo, com uma fachada de seis colunas em mármore cipollino.

Templo de Antonino e Faustina.
Commons
O Commons possui multimídias sobre Templo de Antonino e Faustina