Templo de Brihadisvara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O vimâna

O templo Brihadeeswarar, templo de Brihadisvara, Peruvudaiyar Koyil (em tâmil: பெருவுடையார் கோயில் - peruvuḍaiyār kōyil) ou templo de Râjarâjeshvaram,[1] nome do seu construtor, situado na cidade de Tanjore (Thanjavur), estado de Tamil Nadu, Índia do Sul, é um templo hindu exemplar do estilo dravidiano de arquitetura religiosa.

É o primeiro grande templo do granito do mundo[2] e exemplo brilhante do apogeu do reino Chola de Vishwakarmas e da arquitetura tâmil. É um tributo e reflexão sobre o poder do seu patrono Rajaraja Chola I. É ainda o maior templo da Índia[3] e uma das maiores glórias da arquitetura indiana.[4] Faz parte do sítio classificado pela UNESCO como Património da Humanidade denominado "Grandes Templos Vivos de Chola".

Foi construído pelo rei Chola Rajaraja Chola I entre 1003 e 1010. No 257.º dia do 25.º ano do seu reinado (1010), Rajaraja Chola I assistiu à instalação do pote de cobre no topo do vimâna de 13 andares, com um total de 66 m e coroado com um bloco monolítico de 80 toneladas. Esta cerimónia indica que o templo ficou completo e está em funcionamento. O edifício, dedicado a Shiva-Rudra, é rodeado por dois compartimentos retangulares, e é ele próprio feito de blocos de granito. A lenda diz que uma rampa de terra de mais de 6 km foi necessária para construir o bolbo monolítico até ser colocado no topo do vimâna, uma técnica também usada no Antigo Egito. Arqueólogos, ao que parece, descobriram os restos deste artefacto.

O lingam do templo é provavelmente o maior já feito, e foi originalmente chamado Adavallan, que é um bom dançarino - para atrair a figura de Shiva Natarâja tradicional no sul da Índia. O templo está coberto exterior e interiormente, o que é muito raro, por um grande número de esculturas, algumas das quais tiveram alterações no período Maratha.

O Nandi, que data do período Nayaka, que está alojado em seu próprio mandapa, é consistente com as proporções do edifício. Este é um Nandi monolítico pesando cerca de 25 toneladas de 4 metros de altura e 5 metros de comprimento.

O Periya Nayak, no interior do recinto, é uma adição do período Pandya.

Em 2010 o templo completou um milénio, tendo na ocasião servido de palco a numerosas festividades e comemorações.

Imagem: Grandes Templos Vivos de Chola O Templo de Brihadisvara faz parte dos sítio Grandes Templos Vivos de Chola, Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg
Uma inscrição no templo

Galeria[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. South Indian Inscriptions – Vol II, Part I & II
  2. Interesting Facts about India. india.gov.in
  3. Ching, Francis D.K.. A Global History of Architecture. New York: John Wiley and Sons, 2007. 338–339 pp. ISBN 0-471-82451-3
  4. Atlas of the Year 1000 – Page 105 by John Man

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Templo de Brihadisvara
Portal A Wikipédia possui o portal: