Templo de Zeus Olímpico (Agrigento)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ruínas do Templo
Reconstrução conjetural
Nota: se procura o templo de mesmo nome em Atenas consulte Templo de Zeus Olímpico

O Templo de Zeus Olímpico de Agrigento, na Sicília, foi o maior templo da ordem dórica jamais construído na área de influência da Grécia Antiga, mas não chegou a ser terminado.

Sua origem é obscura, parece ter sido projetado para comemorar a Batalha de Himera (480 a.C.), quando as cidades gregas de Akragas (Agrigento) e Siracusa derrotaram os cartagineses comandados por Amílcar Barca. De acordo com Diodorus Sículus as obras foram iniciadas usando-se escravos cartagineses.[1] Escritores antigos falam pouco dele, embora tenham admirado suas vastas proporções.[2]

Ainda de acordo com Diodorus ele nunca foi terminado porque os cartagineses em seguida conquistaram a cidade. Nos séculos seguintes a estrutura foi desmantelada por terremotos e no século XVIII foi saqueado para retirada de material para outras construções. O que permanece hoje é apenas sua plataforma e alguns pilares desfeitos.

O que resta nas ruínas não permite uma visualização clara do que teria sido se fosse completado. Mas as dimensões da área delimitada impressionam: 112,70 x 56,30 m e uma altura estimada em até cerca de 20 m. Sua fachada era dividida por sete pilastras, com portas laterais de acesso e nenhuma central. No comprimento havia 14 pilastras. Ao contrário do uso arquitetônico da época, ele não possuía colunas livres porque o enorme peso da entablatura exigiu a ereção de uma parede contínua para seu suporte. A arquiteura desse edifício também mostra originalidade na presença de colossais atlantes, até então desonhecidos na arquitetura grega.[3] [4] [5]

A cella do templo era delimitada por 12 pilastras de cada lado, e seu interior deve ter sido inspirado em edifícios fenícios e cartagineses, com seu átrio com uma tripla série de pilares, e com o teto aberto para o céu no centro. O lado leste possuía uma decoração com relevos da Gigantomaquia, e o lado leste a história da queda de Troia.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Rykwert, Joseph. (1996). The Dancing Column: On Order in Architecture. MIT Press, p. 131
  2. Polybius. The Histories 9.27, 1-9, Cambridge, Mass., 1925, reprinted 1993
  3. a b Rykwert
  4. Watkin, David. A History of Western Architecture. [S.l.]: Laurence King Publishing, 2005. 29–30 p. ISBN 1856694593
  5. Wilson, Nigel. Encyclopedia of Ancient Greece. [S.l.]: Routledge, 2005. p. 7.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Templo de Zeus Olímpico (Agrigento)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]